DEBATE SOBRE TABAGISMO, DOENÇAS CARDIOVASCULARES E CÂNCER MARCA DIA MUNDIAL SEM TABACO

//DEBATE SOBRE TABAGISMO, DOENÇAS CARDIOVASCULARES E CÂNCER MARCA DIA MUNDIAL SEM TABACO

O portal do INCA destacou que em 2017, estudo realizado com o apoio do INCA mostrou que 428 pessoas morrem por dia no Brasil por causa do tabagismo e R$ 56,9 bilhões são perdidos a cada ano em função de despesas médicas e perda de produtividade. Neste mesmo ano, 73.500 pessoas foram diagnosticadas com câncer provocado pelo tabagismo. Essas são algumas das razões que levou a Organização Mundial da Saúde a eleger “Tabaco e Doenças Cardiovasculares” como tema para ser trabalhado internacionalmente no Dia Mundial Sem Tabaco (31 de março). A data será celebrada pelo INCA na quarta-feira (30), por meio de duas palestras e de um debate que poderão ser assistidos ao vivo pelo canal do INCA no Youtube e pela página do Facebook da BandNews FM. Com o slogan “O fumo destrói corações: escolha a saúde, não o tabaco”, a OMS promove ações na data em todo o mundo e busca esclarecer a população sobre a relação entre o tabaco e as doenças cardiovasculares. “O evento será realizado no auditório do 8º andar do prédio-sede do INCA, localizado na Praça Cruz Vermelha, 23, centro do Rio”, informa o portal.

 

Cinco mulheres morrem por dia no Brasil por questões relacionadas à gravidez, diz OMS

 

Em 2016, 1.829 mulheres morreram no Brasil por causas relacionadas a ou agravadas por gravidez, parto ou o puerpério. Isso equivale a cinco mortes diárias. No mundo, 830 mulheres morreram por dia por essas causas, apontam dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o G1, esse tipo de óbito preocupa tanto as autoridades de saúde que tem uma classificação internacional específica: morte materna. Segundo dados do Indicadores de Desenvolvimento Global do Banco Mundial de 2016, para cada 100 mil nascidos, 69 mulheres morreram no parto ou no puerpério no Brasil. Em países desenvolvidos, a taxa é de dez mortes por 100 mil bebês vivos, e no Japão são apenas seis mortes. “A fim de chamar a atenção para a vulnerabilidade da saúde feminina no mundo, 28 de maio foi escolhido como Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher. No Brasil, a data também representa o Dia Nacional pela Redução da Morte Materna”, destaca a nota.

 

Investigação revela falhas da Organização Mundial da Saúde em surto de ebola

 

Diante da emergência de saúde vivida pelo Iraque, uma equipe internacional foi enviada ao local para fornecer remédios e serviços de urgência à população. Para isso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) buscou parceiros locais que pudessem implementar a estratégia e fornecer os medicamentos necessários para tratar as vítimas e os pacientes, muitos deles entre a vida e a morte. Mas, para que a operação pudesse ser iniciada diante da urgência sanitária, havia um obstáculo inesperado a ser superado: a burocracia. É o que informa o Estado de S.Paulo. Entre a assinatura de acordos, a implementação e a entrega de remédios, a OMS levaria 57 dias para completar o processo. Essas e outras constatações fazem parte de um relatório independente realizado por uma auditoria dentro da OMS. A conclusão é de que a agência, apesar de avanços nos últimos anos, ainda não está preparada para fazer frente a uma eventual nova epidemia de grande proporção mundial. “Segundo o levantamento, os obstáculos estão relacionados a administração, questões culturais, procedimentos, falta de funcionários e de dinheiro, e excesso de burocracia”, frisa a notícia.

 

Ministério da Saúde espera que acordo entre governo e grevistas garanta entrega de medicamentos

 

O Ministério da Saúde informa que a distribuição de medicamentos comprados de forma centralizada pelo governo se manteve regular até quinta-feira (24) e que não houve prejuízo na entrega. A expectativa da pasta é que os acordos para suspender a paralisação dos caminhoneiros garanta a distribuição de insumos de saúde para os próximos dias. De acordo com o G1, na sexta-feira (25), algumas cidades informaram limitação na circulação de ambulâncias e cancelamentos de exames e de cirurgias por falta de combustível e de materiais. O ministério diz que, em relação às vacinas, foram atendidos todos os pedidos feitos pelos estados e municípios até quarta (23) para garantir a vacinação de rotina nas unidades de saúde. Em relação ao atendimento, a pasta informa que a garantia do atendimento é de competência das secretarias municipais e estaduais de saúde. “A pasta não informou se haveria um plano alternativo para a garantia de entrega de medicamentos, mas a expectativa é de que a paralisação seja suspensa nos próximos dias”, afirma a matéria.

 

SAÚDE NA IMPRENSA

Ministério da Saúde – Vacinação contra a gripe termina na próxima semana

 

Ministério da Saúde – Oficina da DANTPS reúne estados e capitais em Brasília para capacitação

 

Ministério da Saúde – Atuação à saúde indígena no Brasil é modelo para países vizinhos

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde ganham R$ 7 milhões para reforma

 

Ministério da Saúde – 1º Seminário Internacional de Residências em Saúde

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde do Amazonas ganham R$ 400 mil para reforma

 

Ministério da Saúde – Unidade de saúde de Rondônia ganha R$ 185,1 mil para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidade de saúde de Roraima ganha R$ 376,5 mil para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidade de saúde do Piauí ganha R$ 71,4 mil para reforma

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde do Rio de Janeiro ganham R$ 1,9 milhão para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde do Goiás ganham R$ 450 mil para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde do Amapá ganham R$ 625,9 mil para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde de São Paulo ganham R$ 1,3 milhão para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde do Minas Gerais ganham R$ 419,6 mil para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidades de saúde da Bahia ganham R$ 1 milhão para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidade de saúde do Tocantins ganha R$ 72,5 mil para reformas

 

Ministério da Saúde – Unidade de saúde do Rio Grande do Sul ganha R$ 200 mil para reformas

 

Ministério da Saúde – DAGEP/SGEP participará da IV Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial

 

Ministério da Saúde – Governo Federal atua para garantir serviços essenciais à saúde

 

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde investe na redução da mortalidade materna

 

ANS – ANS lança campanha de publicidade com foco nos direitos do consumidor

 

ANS – Saúde da mulher: 28/05 é dia de conscientização das doenças que afetam as mulheres

 

Tecpar – Tecpar adquire tecnologia para exportação de painéis de madeira

 

SUS Conecta – CNS já realiza ações rumo à 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª + 8 = 16ª)

 

SUS Conecta – “Se não trouxermos o povo para perto, não vamos conseguir defender o SUS”, diz ativista

 

Hemobrás – Hemobrás disponibiliza dados sobre medicamentos hemoderivados e recombinantes distribuídos pelo SUS

 

INCA – Debate sobre tabagismo, doenças cardiovasculares e câncer marca Dia Mundial sem Tabaco

 

Anvisa – Começou: opine na discussão de rotulagem de alimentos

 

Câmara dos Deputados – Comissão aprova fim de cobrança de consulta para retorno de paciente com exame

 

Senado Federal – Avaliação geral para a rede escolar e prova para exercício da Medicina podem ser votadas

 

Estado de S.Paulo – Ana Furtado recebe apoio de personalidades após diagnóstico de câncer de mama

 

Estado de S.Paulo – Marrocos instala hospital de campanha em Gaza para atender vítimas de protestos

 

Estado de S.Paulo – Sorocaba põe escolta em carga de oxigênio para reabrir hospital

 

Estado de S.Paulo – Interesse por plano de saúde atinge recorde

 

Estado de S.Paulo – Anvisa quer substituir duas principais leis da Vigilância Sanitária

 

Estado de S.Paulo – Hospital das Clínicas suspende cirurgias não emergenciais nesta segunda-feira, 28

 

Estado de S.Paulo – Hospitais cancelam cirurgias eletivas e entidades entram na Justiça para garantir medicamentos

 

Estado de S.Paulo – Aposentado fica 3 horas na fila para comprar gasolina e acompanhar filha com câncer

 

Estado de S.Paulo – Investigação revela falhas da OMS em surto de ebola

 

Estado de S.Paulo – Evitando a próxima epidemia

 

Folha de S.Paulo – Holanda tem aumento de eutanásia em pacientes com doenças mentais

 

Folha de S.Paulo – Paralisação já afeta hospitais, ambulâncias e clínicas de hemodiálise

 

Folha de S.Paulo – Secretaria fará testes para HIV no vão do Masp

 

G1 – Incerteza da chegada de produtos afeta hospitais pelo país

 

G1 – Com greve, hospitais privados dizem não garantir atendimento a partir desta segunda

 

G1 – Falta de combustível limita circulação de ambulâncias e cancela cirurgia em alguns estados; preocupação é nacional, dizem entidades

 

G1 – Cientistas criam curativo que pulsa para tratar sequelas de corações infartados

 

G1 – Ministério da Saúde espera que acordo entre governo e grevistas garanta entrega de medicamentos

 

G1 – Bronquiolite: mitos e verdades

 

G1 – Com greve, hospitais privados dizem não garantir atendimento a partir desta segunda

 

G1 – Cinco mulheres morrem por dia no Brasil por questões relacionadas à gravidez, diz OMS

 

O Globo – Despenca número de doadores no Hemorio em razão da paralisação dos caminhoneiros

 

O Globo – Greve dos caminhoneiros: Vigilância sanitária vai intensificar a fiscalização de alimentos

 

O Globo – Hospitais da rede estadual mantêm planejamento de cirurgias

 

O Globo – Saiba como identificar sinais da apneia do sono, um transtorno com solução

 

O Globo – Um dos mais longevos transplantados do Brasil, jovem espera terceiro coração

 

Valor Econômico – Nove países estão sob alto risco de transmissão de ebola, diz OMS

 

Valor Econômico – Laboratórios de diagnóstico alertam para riscos no setor de saúde

 

Valor Econômico – SP e Rio cancelam cirurgias eletivas por falta de insumos

 

Zero Hora – Surto de toxoplasmose chega a 460 casos confirmados e já é considerado o maior do mundo

 

Zero Hora – Região Central: dois hospitais suspendem agendamento de cirurgias eletivas e UFSM cancela aulas

 

Zero Hora – Ovo protege o coração? Estudo sugere que alimento pode reduzir riscos de doenças cardiovasculares

 

Zero Hora – Mais de 30% do grupo prioritário ainda não se vacinou contra a gripe no RS

 

Zero Hora – Hospitais de Pelotas são reformados por detentos

 

Correio Braziliense – Cientistas brasileiros testam compostos que podem combater a febre amarela

 

Correio Braziliense – Especialistas falam das distinções entre o terçol e a conjuntivite

 

Correio Braziliense – Com sinal gigante, família iraquiana de menina com doença rara pede ajuda

 

Correio Braziliense – Hospitais de SP cancelam cirurgias eletivas e entidades vão à Justiça

 

Correio Braziliense – Greve afeta distribuição de medicamentos em todo o país, diz Sindusfarma

_______________________________________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.