Covid compromete e ‘atrasa’ tratamento do câncer em até 10 anos

Home/Informativo/Covid compromete e ‘atrasa’ tratamento do câncer em até 10 anos

Covid compromete e ‘atrasa’ tratamento do câncer em até 10 anos 

O impacto da pandemia de covid-19 sobre o tratamento do câncer foi tão grande que vai comprometer o controle da doença e o tratamento pelos próximos 5 a 10 anos, prevê o Lacog (Latin American Cooperative Oncology Group), publicou o Valor Econômico. Casos e mortes pela doença devem crescer no Brasil e países vizinhos. O tratamento tende a ficar mais caro e difícil por falta de diagnóstico precoce. Um estudo mostra que todos os países avaliados apresentaram consequências negativas: diminuição de diagnósticos decorrente da redução de exames de rastreamento ou de investigação e atrasos em procedimentos cirúrgicos e tratamentos. No Brasil, por exemplo, houve redução de 58% a 80% de mamografias de rastreamento e de 40% de cirurgias de mama. Tumores de mama e próstata são os mais comuns no país. O estudo “Controle do Câncer na América Latina e Caribe: avanços recentes e oportunidades para seguir em frente” foi realizado por um grupo de 27 médicos de Brasil, EUA, México, Chile, Colômbia, Argentina, Uruguai, Honduras, Alemanha e Panamá. De acordo com os responsáveis pelo levantamento, foram 1,4 milhão de novos casos da doença e 600 mil mortes pela doença só em 2020. Atraso no diagnóstico, restrições de atendimento, falta de local para atendimento, isolamento social e adiamento de consultas e cirurgias estão entre os fatores que contribuíram para o resultado. A revista britânica “The Lancet Oncology” publicou o estudo no fim de 2021. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Saúde prevê finalizar vacinação infantil com a primeira dose até o final de março

O secretário-executivo do ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse à CNN que a vacinação de crianças de cinco a onze anos com a primeira dose de vacina contra a Covid-19 estará concluída no final do próximo mês. A pasta informou ainda que todo o quantitativo destinado para a primeira dose já chegou aos estados. Nesta quinta-feira (17), o Instituto Butantan enviou dez milhões de doses da Coronavac à Saúde, para serem utilizadas como segunda dose, e ofertou 20 milhões de doses. Segundo o ministério, por enquanto, não há necessidade de adquirir o montante extra. A Pfizer tem 9,7 milhões de doses já distribuídas e mais 3,9 milhões devem chegar na próxima segunda-feira. A previsão é receber 22 milhões de doses da Pfizer também até o final de março. Atualmente, segundo Rodrigo Cruz, o Brasil tem cerca de 30% das crianças imunizadas com a 1ª dose contra a Covid-19. O percentual, porém, pode ser maior, já que existe atraso de aproximadamente dez dias no registro feito pelos estados no site do ministério. Além disso, Cruz ressalta que a vacinação de menores ocorre num ritmo diferente dos adultos por algumas particularidades. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Anvisa aprova primeiro autoteste para Covid no Brasil

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o primeiro autoteste para Covid-19 nesta quinta-feira (17). Segundo informou a Folha de S. Paulo, o produto registrado é o Novel Coronavírus (Covid-19) Autoteste Antígeno, da empresa CPMH (Comércio e Indústria de Produtos Médicos Hospitalares e Odontológicos). A agência reguladora autorizou a venda de autoteste no Brasil em janeiro. Entretanto, cada empresa precisa solicitar o registro para comercializar o produto. O autoteste foi aprovado para uso com amostra de swab (cotonete) nasal não profunda com resultado após 15 minutos. Segundo a avaliação, o produto atendeu aos critérios técnicos definidos pela Anvisa e também teve o desempenho avaliado e aprovado pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, conforme estabelecido no PNE (Plano Nacional de Expansão da Testagem). ’Para conceder o registro, a Anvisa analisa uma série de requisitos técnicos, entre os quais estão a usabilidade e o gerenciamento de risco, que servem para adequar o produto para uso por pessoas leigas dando maior segurança no seu uso’, disse em nota a Anvisa. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Ministério da Saúde apresenta alterações na equipe de secretários; conheça o perfil dos gestores

O Ministério da Saúde apresentou, oficialmente, na tarde desta quarta-feira (16), as alterações na equipe de secretários da Pasta. A enfermeira Maíra Botelho assume a Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (SAES), já Sandra de Castro comandará a Secretaria de Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE), e, Hélio Angotti passa a ser secretário da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (SGTES). O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou durante coletiva de imprensa que os secretários assumem os cargos para, entre outros desafios, fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS) e pôr fim ao caráter pandêmico da Covid-19. Enfermeira e servidora pública com mais de 21 anos de experiência na saúde pública, Maíra Botelho, a nova secretária de Atenção Especializada à Saúde tem forte atuação em temas como: planejamento em saúde, legislação SUS, gestão de contratos, dimensionamento de pessoal, gestão de suprimentos, gestão de recursos humanos, gestão da clínica e cadeias de cuidado, educação em Saúde, coordenação de programas e projetos, monitoramento e avaliação, auditoria e consultoria em saúde pública. Quem passa a compor a SCTIE é Sandra de Barros, farmacêutica generalista, servidora do Ministério da Saúde desde 1986, com vasta experiência em gestão. Sandra atuou na formulação de políticas públicas e na criação e implantação do departamento de assistência farmacêutica, que dirigiu desde 2019, desde 2003 faz parte da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde. Antes secretário da SCTIE, Hélio Angotti passa a fazer parte da SGTES, a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde. O secretário lembrou que já fez parte do corpo diretivo da SGTES em 2019 e exaltou a importância da missão da secretaria, que já fez várias entregas na formação dos profissionais, na preparação de gestores, pavimentando caminhos para a educação continuada na saúde. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

 

Veja outras notícias

Agência Senado
Nota técnica antivacina não teve participação da Anvisa, diz Barra Torres aos senadores

Agência Senado
Projeto que obriga retorno de gestantes vacinadas ao trabalho vai a sanção

Agência Câmara
Projeto renomeia Ordem do Mérito Médico e amplia homenagem a outras categorias da saúde

Agência Câmara
Projeto dispõe que herdeiro não deve responder por ação de cobrança de plano de saúde

Agência Câmara
Participantes de audiência sugerem desoneração de folha para bancar piso salarial da enfermagem

Agência Câmara
Congresso ganha iluminação roxa nesta quinta (17) pelo Dia Nacional da Criança Traqueostomizada

Anvisa
Webinar da Anvisa: eventos adversos relacionados à assistência à saúde

Anvisa
Publicada versão em inglês da 6ª edição da Farmacopeia Brasileira

Anvisa
Anvisa revisa e consolida normas da área de Alimentos

ANS
ANS realiza reunião com Amil e APS sobre plano de ação para beneficiários

ANS
ANS realiza oficina sobre o Sistema de Indicadores Hospitalares

Agência Saúde
Saúde lança pesquisa sobre guia de aconselhamento de atividade física na Atenção Primária

Agência Saúde
Saúde promove webinário sobre uso racional do tamiflu na Atenção Primária

Agência Saúde
SOS de Ponta: inscrições prorrogadas até 21 de fevereiro

Agência Saúde
Ministério da Saúde apresenta alterações na equipe de secretários; conheça o perfil dos gestores

CNS
Frente Pela Vida defende vacinação infantil: “O Brasil precisa proteger suas crianças”

CNS
Ministério Público do Trabalho apresenta ao CNS projeto para fortalecer saúde de trabalhadoras(es)

CNS
Variante ômicron: Conselhos apresentam desafios para realizar 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental

CNS
Ministério deve indicar representantes para organização da 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental em até duas semanas

CNS
“Investir na Enfermagem alavancará SUS”, diz conselheira Valda da Silva sobre PL que avalia novo piso para enfermeiras(os)

Conitec
Chamadas públicas recebem inscrições para Perspectiva do Paciente

Agência Brasil
Covid-19 : vacinação infantil é mais lenta em estados com IDH menor

Agência Brasil
Boletim da Fiocruz aponta tendência de queda de casos de SRAG

Agência Brasil
Acelerar ritmo de vacinação infantil pode salvar vidas, mostra estudo

Agência Brasil
Campanha quer reforçar prevenção ao vírus que causa bronquiolite

Agência Brasil
Covid-19: recuperados têm mais riscos para problemas de saúde mental

Agência Brasil
Em reunião no Senado, presidente da Anvisa defende vacina

Folha de S. Paulo
Anvisa aprova primeiro autoteste para Covid no Brasil

O Globo
Pfizer anuncia adiamento da vacina contra a Ômicron

O Globo
Mortalidade nas UTIs da Prevent na pandemia foi maior que em hospitais públicos, diz USP

O Globo
Sputnik Light: vacina russa será produzida no Brasil para exportação

Valor Econômico
Covid compromete e ‘atrasa’ tratamento do câncer em até 10 anos

STJ
Fevereiro Roxo: STJ adere à campanha de conscientização sobre lúpus, fibromialgia e Alzheimer

Medicina S/A
Pico de casos da Ômicron gerou desassistência em UTIs

Medicina S/A
CMB estima impacto de R$ 6,3 bilhões com novo piso da enfermagem

Medicina S/A
Protocolo para tratamento de doença rara é aprovado pelo Ministério da Saúde

CNN Brasil
Saúde prevê finalizar vacinação infantil com a primeira dose até o final de março