Covid-19 tira 1,4 milhão do mercado de trabalho por motivo de doença

//Covid-19 tira 1,4 milhão do mercado de trabalho por motivo de doença
Quando Alcides da Silva, de 52 anos, começou a sentir dores e uma febre alta, ficou desesperado. Três vizinhos em Guaianazes, periferia de São Paulo, haviam morrido após contrair o novo coronavírus e, de uma hora para outra, o peso do desemprego que ele carrega há mais de um ano se somou ao medo do coronavírus. “Imagine ver as contas chegando e não poder procurar trabalho. É como olhar para os lados e não ver saída.” O auxiliar de limpeza viu suas chances de voltar ao mercado de trabalho ficarem ainda mais distantes quando o primeiro teste de covid-19que fez deu inconclusivo. Ele precisa ficar em isolamento e tomando remédios. “Minha rotina virou ir ao médico. E quando se chega a uma certa idade, fica cada vez mais difícil trabalhar. Recebi duas cestas básicas de um movimento que faz ocupações para quem não tem casa. Todo mundo se ajuda, mas o dia seguinte preocupa.” Silva faz parte de um contingente que cresceu muito com o avanço da covid-19: o de pessoas que se tornaram indisponíveis para trabalhar, sobretudo por terem ficado doentes ou tiveram de cuidar de alguém doente, destacou o jornal O Estado de S.Paulo nesta segunda-feira (22). Segundo um levantamento de Marcel Balassiano, pesquisador do Ibre/FGV, com base nos dados da Pnad Contínua, o número de brasileiros que estavam desempregados, mas ficaram impedidos de buscar trabalho por problemas pessoais – sobretudo por estarem doentes – saltou de 3,3 milhões no trimestre até fevereiro para 4,7 milhões até abril. São cerca de 1,4 milhão de pessoas, um aumento de 45%. Essa alta é bem maior que a do número de desalentados, aqueles que deixaram de procurar trabalho por acharem que não iriam encontrar uma nova colocação, que cresceu 7% no mesmo período. O número inclui pessoas que não estavam disponíveis por conta de estudos ou mulheres que ficaram grávidas. Mas a alta expressiva aponta que a saúde foi o item que mais pesou no aumento. E a avaliação de Balassiano é que esse quadro pode ficar ainda pior. “O País já estava em uma situação muito ruim, que o novo coronavírus só agravou. A dívida pública vai para 90% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto se tenta achar saídas para minimizar a crise de saúde. O mercado de trabalho tende a piorar”, diz. Em maio, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) fez, em parceria com o Ministério da Saúde, uma pesquisa específica, a Pnad Covid-19. Como as amostras e os períodos são diferentes, não é possível comparar a Pnad Covid com a Pnad Contínua, mas os números de maio revelam detalhes dos efeitos da pandemia. Eles apontam, por exemplo, que 25,7 milhões de pessoas estavam fora da força de trabalho, mas gostariam de trabalhar. Além disso, 17,7 milhões de trabalhadores não puderam procurar emprego por causa da pandemia ou não acharam uma vaga na região em que moram.

Anticorpos de pacientes recuperados da Covid-19 diminuem rapidamente em até três meses, diz pesquisa

Os níveis de anticorpos encontrados em pacientes –  sintomáticos e assintomáticos – recuperados da Covid-19 diminuíram dois a três meses após a infecção, informa estudo publicado no periódico científico “Nature Medicine” e comandado por pesquisadores da Universidade Médica de Chongqing, uma filial do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China. A conclusão da pesquisa aumentou as dúvidas a respeito da duração da imunidade contra o novo coronavírus e do momento seguro do retorno dos recuperados ao trabalho e à escola, por exemplo, informou o jornal O Globo nesta segunda-feira (22). Especialistas lembram, no entanto, que o trabalho não exclui a possibiilidade de outras partes do sistema imunológico oferecerem proteção. A pesquisa, comandada por Ai-Long Hua, da Universidade Médica de Chongqing, foi publicada na Nature Medicine na última quinta-feira (18) e enfatiza o risco dos chamados “passaportes de imunidade”, a  liberação da quarentena a pacientes já infectados pela Covid-19. Para os pesquisadores, os resultados justificam o uso prolongado de intervenções de saúde pública como o distanciamento social e o isolamento de grupos de alto risco. Autoridades de saúde de alguns países, como a Alemanha, já estão debatendo a ética e a viabilidade de se permitir que pessoas que tiveram um exame de anticorpos positivo circulem com mais liberdade do que as que não tiveram. A pesquisa também mostrou que pacientes assintomáticos infectados pelo Sars CoV-2 podem ter uma resposta imunológica mais fraca do que os que desenvolveram os sintomas — entre eles febre e tosse. Os níveis de anticorpos de pacientes que não apresentaram os sintomas caíram mais de 80% após 8 semanas da saída do hospital. A pesquisa estudou 37 pacientes sintomáticos e 37 assintomáticos. Entre os 37 assintomáticos, 22 eram mulheres e 15 homens, com idades entre 8 e 75 anos (média: 41 anos). Ai-Long Hua descobriu que os pacientes assintomáticos, isolados no hospital, tiveram uma duração média de excreção viral de 19 dias. Já entre os pacientes com os sintomas, o tempo médio foi de 14 dias. Essa duração da excreção não significa, no entanto, que eles possam contagiar mais outras pessoas. No total, entre os pacientes que tiveram exames positivos para a presença dos anticorpos IgG, um dos principais tipos de anticorpos induzidos após a infecção, mais de 90% mostraram declínios acentuados dentro de dois a três meses. porcentagem média de declínio foi sempre de mais de 70% em pacientes sintomáticos e assintomáticos. Jin Dong-Yan, professor de virologia da Universidade de Hong Kong que não participou do grupo de pesquisa, disse, no entanto, que o estudo não nega a possibilidade da existência de um nível de proteção contra o vírus pelos infectados. Algumas células, ele explica, memorizam como lidar com um vírus quando são infectadas pela primeira vez e podem apresentar uma proteção eficiente se houver uma segunda rodada de infecção, disse. Cientistas ainda investigam, no entanto, se este mecanismo funciona para o novo coronavírus.

Coordenação de Saúde Bucal vai para especialista em eventos 

Nesta segunda-feira (22), o jornal O Globo divulgou que, comandado e tomado por militares, o Ministério da Saúde virou também espaço para aplacar a fome do centrão, que se amplia a cada crise que o governo enfrenta. Despertou revolta entre entidades ligadas à Odontologia a nomeação, na última quarta-feira, de Vivaldo Pinheiro Guimarães Junior, até então secretário parlamentar do deputado federal Zé Vitor (PL-MG), para a Coordenação de Saúde Bucal da pasta. Além de ter trabalhado no gabinete do parlamentar, com um salário de R$ 4.361,33, Vivaldo consta como sócio de uma empresa de eventos em Araguari, Minas Gerais, mesma cidade do deputado. É a primeira vez que o cargo é ocupado por alguém que não é do ramo. “Sempre convivemos com coordenadores com ao menos graduação em Odontologia. Os conselhos regionais estão se manifestando com essa preocupação”, afirma o presidente do Conselho Federal de Odontologia, Juliano do Vale.  “A gente fica muito indignado. Somos 330 mil dentistas no Brasil. Será que não acharam um para o cargo? Fico perplexo”, corrobora o presidente do Conselho Regional de Odontologia do Rio, Altair Andrade. A preocupação da categoria é com a interrupção de projetos, como o Brasil Sorridente, que se tornou referência internacional. E de que os rigorosos protocolos para o atendimento odontológico na era Covid sejam modificados. Os profissionais estão também na linha de frente do combate ao vírus e a higienização e cuidados com biossegurança nos consultórios foi uma das decisões tomadas pelo ex-ministro Henrique Mandetta. Uma consulta à Junta Comercial de Minas Gerais indica que a empresa Guimarães Eventos, aberta em 29 de julho de 2015, tem como único sócio Vivaldo Pinheiro Guimarães Junior. O número de telefone que consta no registro, no entanto, foi atendido por Diogo Salinas, que disse “não saber nada sobre o assunto”, e que da reportagem do Globo devia estar querendo falar com seu “ex-sócio”. A reportagem não conseguiu localizar Vivaldo. A empresa atua em áreas que variam da organização de festas e congressos a comércio de bebidas. Procurado, o Ministério da Saúde e o deputado Zé Vitor não responderam.

Centrão tenta mudar critérios técnicos para distribuição de R$ 10 bilhões contra a pandemia 

Ofensiva do centrão travou acordo feito entre Eduardo Pazuello (Saúde) com municípios e estados sobre a distribuição dos R$ 10 bilhões da MP 969, destinados ao combate do coronavírus. Segundo a publicação deste domingo (21) da coluna Painel da Folha de S.Paulo o acerto de ministro e secretários havia definido critérios técnicos, como população e capacidade assistencial instalada. O centrão quer distribuição política. O tema foi tirado da pauta da Comissão Tripartite, na qual estão Pazuello e secretários, pouco antes de reunião na quinta-feira (18).

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Senado – Senado deve votar projeto que autoriza teleatendimento por fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais

Agência Senado – Relatório revela represamento de recursos autorizados contra a covid-19

Agência Senado – Informação sobre cor e deficiência pode ser obrigatória em notificação da covid-19

Agência Senado – Projeto prevê teletrabalho para pais de crianças com creche fechada

Agência Senado – Projeto amplia regras para centros de acolhimento a idosos

Agência Senado – Projeto incentiva empresas a ampliar licenças por maternidade e paternidade durante pandemia

Agência Câmara – Projeto garante transparência de dados sobre Covid-19 no Brasil

Agência Câmara – Comissão externa do coronavírus ouve Marcos Pontes na quarta-feira

Agência Câmara – Comissão externa sobre coronavírus debate retomada de atendimentos em consultórios médicos

Agência Câmara – Comissão mista ouve ministro da Saúde Eduardo Pazuello

Folha de S.Paulo – Vivemos subnotificação catastrófica de depressão na pandemia, diz Andrew Solomon

Folha de S.Paulo – Gestão Bolsonaro acumula ao menos 13 medidas para reduzir transparência oficial

Folha de S.Paulo – Luz ultravioleta pode eliminar coronavírus, mas uso é limitado e exige cuidados

Folha de S.Paulo – Cidades do interior já respondem por quase 60% dos casos de Covid no país

Folha de S.Paulo – Reação a efeitos da pandemia na educação é principal desafio de próximo ministro

Folha de S.Paulo – Vivemos subnotificação catastrófica de depressão na pandemia, diz Andrew Solomon

Folha de S.Paulo – Ofensiva do centrão tenta mudar critérios técnicos para distribuição de R$ 10 bilhões contra a pandemia

Folha de S.Paulo – Covid-19 põe as cartas na mesa e exige revisão do sistema e investimentos em saúde

Folha de S.Paulo – Parte dos estudos sobre Covid 19 nos EUA deixam velhos de fora

Jornal Agora – Grupos anônimos têm reuniões pela internet com a pandemia

O Estado de S.Paulo – Covid-19 tira 1,4 milhão do mercado de trabalho por motivo de doença

O Estado de S.Paulo – Após 3ª noite no hospital, Alessandro Zanardi segue com quadro grave, mas estável

O Estado de S.Paulo – Secretário Estadual de Saúde deixa o cargo no Rio; é o segundo em meio à pandemia

O Estado de S.Paulo – Abertura de Mercado: Semana começa com temores por covid-19

O Estado de S.Paulo – Quarentena afeta dieta de quase metade da população

O Estado de S.Paulo – Covid-19 tira 1,4 milhão do mercado de trabalho por motivo de doença

O Estado de S.Paulo – Apenas 8 das 27 secretarias estaduais de Saúde expõem a raça dos contaminados e mortos por covid-19

O Estado de S.Paulo – Pesquisadores chineses iniciam segunda fase de teste para vacina contra coronavírus

O Estado de S.Paulo – Generais criticam presença de oficiais da ativa no governo

O Estado de S.Paulo – Estudos dizem que imunidade para coronavírus não teria efeito a longo prazo

O Estado de S.Paulo – Brasil registra mais 601 vítimas de coronavírus; governo se cala após País superar 50 mil mortes

O Estado de S.Paulo – ‘Lembro que já tivemos ministro da Saúde’, diz Moro sobre 50 mil mortos da pandemia

O Estado de S.Paulo – Não minimize a complexa tarefa de eliminar peso

O Estado de S.Paulo – Estado de São Paulo registra mais de 4 mil casos de covid-19 em 24 horas

O Estado de S.Paulo – A transparência como remédio para o combate ao coronavírus

BR Político – Secretário de Saúde do RJ anuncia demissão

O Globo – Anticorpos de pacientes recuperados da Covid-19 diminuem rapidamente em até três meses, diz pesquisa

O Globo – Tenente-coronel médico dos Bombeiros será o novo secretário de Saúde do estado

O Globo – Os milhões repassados pelo governo de Pernambuco para ex-ministro da Saúde do PT

O Globo – Para aplacar a fome do centrão, coordenação de Saúde Bucal vai para especialista em eventos

O Globo – Crise na Saúde do Rio: troca de secretários, corrupção e pedido de impeachment de Witzel, confira a linha do tempo

O Globo – Fernando Ferry deixa cargo de secretário de saúde do Rio: ‘Tentei resolver os graves problemas’

O Globo – As negociações do Ministério da Saúde para compra de vacinas contra a Covid-19

O Globo – Rede de saúde mental de Niterói está desde janeiro sem medicamentos, dizem pacientes

O Globo – Isolamento cai no Rio e número de casos confirmados de Covid-19 volta a subir

O Globo – Voltar a velhos hábitos como ir ao cinema e restaurantes ou malhar na academia pode levar até um ano

Anvisa – Veja os anestésicos e relaxantes musculares registrados

ANS – Boletim Covid-19: ANS divulga novos dados do monitoramento do setor

Agência Saúde – Hélio Angotti Neto é o novo secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos (SCTIE)

Agência Saúde – Número de curados do coronavírus é 13,2% maior que os casos ativos no Brasil

Agência Saúde – Comunidades indígenas do Vale do Javari ganham ala exclusiva

Agência Saúde – Número de curados do coronavírus segue mais alto que os casos ativos no Brasil

Agência Saúde – Ministério da Saúde publica orientações para retomada segura das atividades

G1 – Brasil provavelmente tem mais casos de Covid-19 do que os relatados, afirma diretor da OMS

G1 – Bolsonaro defende reabertura do comércio e fala em ‘pouco de exagero’ nas medidas de combate à pandemia

G1 – Coronavírus nos EUA: 4 gráficos que mostram por que a pandemia de Covid-19 não está controlada

G1 – Assintomáticos podem ter uma proteção imunológica mais fraca contra o Sars CoV-2, aponta estudo

G1 – Com 1 milhão de casos de Covid-19 em 8 dias, OMS alerta que pandemia continua acelerando no mundo e que efeitos serão sentidos ‘por décadas’

G1 – OMS registra novo recorde diário de casos de coronavírus

G1 – Pesquisadores chineses lançam segunda fase de testes de vacina contra Covid-19 em seres humanos

G1 – Procura por vacinas diminui nos postos de saúde de Palmas durante pandemia

G1 – Brasil tem 50.617 mortes por coronavírus, diz Ministério da Saúde

G1 – Professor de medicina da UFPel morre por Covid-19

G1 – Unifor amplia prazo para transferência de candidatos ao curso de Medicina

G1 – Projeto leva informações sobre a Covid-19 para a comunidade surda em Maceió

Agência Brasil – Pandemia afetou tratamento de câncer, aponta instituto

Agência Brasil – Governo prorroga restrição de entrada de estrangeiros no Brasil

Agência Brasil – Depen: presídios federais já receberam testes rápidos de covid-19

Agência Brasil – Covid-19: anticorpos em pacientes recuperados diminuem rapidamente

Agência Brasil – Rio de Janeiro tem novo secretário de Saúde

Correio Braziliense – Telemedicina exige alguns cuidados relacionados ao direito do consumidor

Correio Braziliense – Fumantes correm risco maior de desenvolver caso grave de covid-19

Valor Econômico – Dólar opera em queda contra moedas fortes apesar do avanço da covid-19

Valor Econômico – Covid-19 causou queda recorde em atividades de saúde no PIB, diz FGV

Valor Econômico – Secretário de Saúde do RJ pede demissão; coronel do Corpo de Bombeiros assume

Valor Econômico – Salvando os mais vulneráveis da covid- 19

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »