Controle de não vacinados no país é do Ministério da Saúde, alerta Anvisa

Home/Informativo/Controle de não vacinados no país é do Ministério da Saúde, alerta Anvisa

Controle de não vacinados no país é do Ministério da Saúde, alerta Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quinta-feira (09) que a portaria publicada pela Casa Civil com regras para a entrada de viajantes no país ’reproduzem as orientações técnicas’, ao menos no modal aéreo. Segundo o Valor Econômico, o órgão ressaltou, no entanto, que a permissão de entrada de pessoas não vacinadas no país ’é medida ao alcance e de competência do Ministério da Saúde, mediante avaliação do contexto epidemiológico’. Atendendo a um desejo pessoal do presidente Jair Bolsonaro, o gabinete de ministros responsável pela portaria descartou a exigência de comprovante de vacinação para a entrada no país, adotando apenas a sugestão da Anvisa para que fosse cumprida quarentena de cinco dias. Segundo o texto divulgado pelo governo, os não vacinados que entrarem no país pelos aeroportos terão que cumprir a quarentena em local indicado em um formulário a ser preenchido no embarque. As regras começam a valer no próximo sábado.

Coronavac: maiores de 60 precisam de 3 doses para serem considerados protegidos, diz Opas

As pessoas vacinadas com a Coronavac, do laboratório chinês Sinovac, devem receber uma terceira dose se tiverem 60 anos ou mais para serem consideradas totalmente vacinadas, segundo a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), informou a Folha de S. Paulo. Essa diretriz avança em relação ao esquema proposto pela Opas e pela OMS, que anteriormente indicava que duas doses de Coronavac constituíam o esquema completo de inoculação, embora recomendassem uma terceira dose para grupos de risco como maiores de 60 anos e imunossuprimidos, já que ao longo do tempo é observada uma queda nos anticorpos.Países como Brasil, Colômbia ou Uruguai já implantaram a dose de reforço pelo menos para os grupos de maior risco, embora em alguns lugares a resposta da população à terceira dose tenha sido menor do que às duas primeiras. Em meados de novembro, o Ministério da Saúde anunciou que todos os brasileiros com mais de 18 anos estão aptos a tomar uma terceira dose da vacina que protege contra a Covid-19.Até aquele momento, o reforço acontecia após seis meses e só era indicado para indivíduos com mais de 60 anos, profissionais da saúde e imunossuprimidos (pessoas com problemas no sistema imunológico). Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Pfizer é mais eficaz como dose de reforço para quem tomou Coronavac, diz estudo do Ministério da Saúde

Os cientistas que conduziram o estudo sobre a dose de reforço das vacinas a pedido do Ministério da Saúde devem divulgar parte dos resultados nesta quinta (9), em Brasília, informou Mônica Bergamo em coluna da Folha de S. Paulo. O estudo já concluiu que a dose de reforço feita com esquema heterólogo, usando uma vacina diferente da já recebida no primeiro ciclo, aumenta a imunidade dos vacinados. Das quatro vacinas testadas em pessoas que tomaram a Coronavac, a da Pfizer/BioNTech foi a que mais funcionou, conferindo proteção maior aos que receberam a dose. Depois dela vieram a de Oxford/AstraZeneca, produzida no Brasil pela Fiocruz, a da Janssen (Johnson & Johnson), e por último a Coronavac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantan. A pesquisadora e professora da Universidade de Oxford, Sue Ann Costa Clemens, vai se reunir com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para mostrar os dados. Eles não devem ser divulgados de forma detalhada, já que o estudo ainda não passou por revisão de pares, ou seja, pelo crivo de cientistas independentes de outros países.

Saúde abre seleção para modernizar assistência farmacêutica de municípios

O Ministério da Saúde abriu um processo seletivo para modernizar a assistência farmacêutica local de municípios que participam do Qualifar-SUS. Por meio de uma portaria, publicada nesta terça-feira (7), a Pasta dispõe regras para a transferência de recursos para estruturação da rede de frio municipal, que armazena medicamentos termolábeis e para a informatização da Assistência Farmacêutica da Atenção Primária à Saúde. Ao todo, serão ofertadas 200 vagas. Todas as unidades federativas com municípios habilitados no Qualifar-SUS podem participar. O recurso de R$ 9 milhões será repassado na modalidade Fundo a Fundo, após o cadastro de propostas no site do Fundo Nacional de Saúde e análise das áreas técnicas. As inscrições podem ser feitas até 9 de dezembro . O repasse de recursos por meio do programa auxilia os municípios na estruturação da assistência farmacêutica na Atenção Primária à Saúde. O principal benefício para a população é a resolutividade das ações em saúde por meio do acesso adequado e uso racional de medicamentos. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

 

Veja outras notícias

Anvisa
Nota da Anvisa: nova portaria de fronteiras – Portaria 661/2021

Anvisa
Atualização: avaliação das vacinas frente à nova variante Ômicron

Anvisa
Covid-19: Anvisa aprova Resolução com medidas para navios de carga

ANS
Ômicron: entenda o que se sabe sobre a nova variante da Covid-19

Agência Saúde
Saúde detalha regras sanitárias para entrada de passageiros no Brasil

Agência Saúde
“Transparência é fundamental e uma obrigação no setor público’, diz Queiroga

Agência Saúde
Ministro da Saúde e representantes do Banco Mundial se reúnem em Brasília (DF)

Agência Saúde
Ministério da Saúde debate ações para combater sarampo no Brasil em 2022

Agência Saúde
Saúde abre seleção para modernizar assistência farmacêutica de municípios

Agência Saúde
Queiroga anuncia o compromisso em reduzir em 2% prevalência de obesidade em crianças e adolescentes

Agência Saúde
Boletim feito em parceria com Ministério da Saúde ensina como prestar melhor cuidado a pacientes com doenças respiratórias crônicas

CNS
CNS dará posse a novos conselheiras e conselheiros em semana de reuniões em Brasília

Agência Câmara
Comissão aprova Programa de Prevenção e Tratamento da Endometriose

Agência Câmara
Comissão aprova regulamentação de aposentadoria de servidor com deficiência

Agência Câmara
CCJ aprova direito de criança visitar pais internados em hospital

Agência Câmara
Comissão debate preparativos para 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental

Agência Câmara
Realização do Carnaval em 2022 pode agravar a pandemia no Brasil, alertam gestores

Agência Senado
Aprovado sigilo sobre pessoas que vivem com HIV, hepatites crônicas, hanseníase e tuberculose

Agência Senado
Senadores vão a Haia entregar relatório final da CPI da Pandemia ao Tribunal Penal Internacional

Agência Senado
CDH vai dar continuidade ao trabalho da CPI da Pandemia, diz Humberto Costa

Agência Brasil
Três aeroportos brasileiros terão postos de vacinação contra covid-19

Agência Brasil
Dia da Criança Especial: uma em cada 100 está no espectro autista

Agência Brasil
OMS diz que proteção de vacinas contra covid-19 é de seis meses

Folha de S. Paulo
Pfizer é mais eficaz como dose de reforço para quem tomou Coronavac, diz estudo do Ministério da Saúde

Folha de S. Paulo
Como serão as vacinas de nova geração contra a Covid-19

Folha de S. Paulo
Coronavac: maiores de 60 precisam de 3 doses para serem considerados protegidos, diz Opas

Folha de S. Paulo
Neurônios podem ajudar no tratamento de câncer, aponta estudo

Folha de S. Paulo
Taxa de depressão pós-parto dobrou na pandemia, mostra estudo do Hospital das Clínicas

O Estado de S. Paulo
Surtos de gripe podem se multiplicar no Brasil, alerta Fiocruz

O Estado de S. Paulo
Projeto da Abrale e Instituto Mauricio de Sousa estimula tratamento humanizado para câncer infantil

O Globo
Médicos brasileiros protestam contra eventos negacionistas

Valor Econômico
Sistema da Prevent Senior é passível de adulteração, diz Cremesp

Valor Econômico
Controle de não vacinados no país é do Ministério da Saúde, alerta Anvisa

Valor Econômico
Quarentena para viajantes não vacinados valerá a partir de sábado

Jota
Aprovar PL do piso da enfermagem é valorizar a saúde brasileira

Medicina S/A
Eletrocardiograma foi um dos exames menos realizados durante a pandemia

Medicina S/A
Adesão a rastreamento oncológico é baixa entre beneficiários de planos

Medicina S/A
Einstein e Hcor anunciam iniciativa colaborativa na área de Oncologia

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »