CONGRESSO ABRE OFICIALMENTE O TRABALHO DESTE ANO LEGISLATIVO

//CONGRESSO ABRE OFICIALMENTE O TRABALHO DESTE ANO LEGISLATIVO
Com a leitura da mensagem do presidente da República ao Poder Legislativo, na tarde desta quinta-feira (2), o ano legislativo de 2017 é oficialmente aberto. O presidente Michel Temer preferiu não participar do ato, cabendo ao ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, a leitura da mensagem. Antes da sessão de abertura do ano legislativo, a Câmara dos Deputados concluiu a eleição para a presidência da Casa. Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente, tendo Fábio Ramalho (PMDB-MG) como 1° vice-presidente; André Fufuca (PP-MA), 2º vice-presidente; Giacobo (PR-PR), 1º secretário; Mariana Carvalho (PSDB-RO), 2ª secretária; JHC (PSB-AL), 3º secretário; e Rômulo Gouveia (PSD-PB), 4º secretário. No Senado, na quarta-feira (1°), Eunício Oliveira (PMDB-CE) foi eleito presidente, tendo Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) como 1º vice-presidente; João Alberto Souza (PMDB-MA), 2º vice-presidente; José Pimentel (PT-CE), 1º secretário; Gladson Camelli (PP-AC), 2º secretário; e Antônio Carlos Valadares (PSB-PB) e Zezé Perrela (PMDB-MG), 3ª e 4ª secretários, respectivamente. A partir de agora, as atenções se voltam para a definição da presidência das comissões permanentes tanto da Câmara dos Deputados e do Senado, o que deve ocorrer na próxima semana.

Recursos para pesquisa

O site do Ministério da Saúde divulga que, nos últimos 15 anos, garantiu 80% dos recursos para pesquisas em saúde de dez estados brasileiros. “Roraima, Amapá, Acre, Tocantins, Sergipe, Mato Grosso, Alagoas, Maranhão, Piauí e Espírito Santo receberam grande parte de recursos. Os repasses, que são feitos por meio do Programa Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde (PPSUS), financiaram 3.055 pesquisas de mais de 300 instituições do país. Ao todo, foram destinados mais de R$ 327,6 milhões para subsidiar estudos epidemiológicos, vetoriais e de vigilância em saúde”, afirma a publicação. “O programa realiza, também, oficinas de prioridades nos estados para definir que linhas de pesquisa serão contempladas nos editais de fomento, para atender melhor às necessidades e aos problemas de saúde de cada estado. Está nessa etapa preliminar o andamento da edição 2015-2016 do programa. Vinte estados firmaram convênio com o CNPq para lançar seus editais”, destaca trecho do texto do Ministério da Saúde.

Pílula do câncer

O jornal Zero Hora publica reportagem sobre o atraso nos testes com a fosfoetanolamina em voluntários sadios. Previstos para começarem em setembro de 2016, eles não têm data para serem retomados. “O motivo é a falta de fornecimento do próprio composto químico, que não está sendo mais repassado aos pesquisadores nomeados pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Essa etapa de comprovação da “pílula do câncer” é preconizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para identificar se as substâncias da fórmula provocam efeitos colaterais importantes. O estudo está suspenso desde que o laboratório da Universidade de São Paulo (USP), onde a droga foi produzida por Gilberto Chierice, interrompeu a síntese da substância a partir de decisão do Supremo Tribunal Federal em outubro”, destaca trecho da reportagem.

Produção concentrada em Cravinhos

Ao jornal Zero Hora, o responsável pelo Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da UFC, Manoel Odorico de Moraes Filho, explicou que precisa de 500 gramas do composto da fosfoetanolamina para fazer os testes, que durariam seis meses. “Após a descontinuação da síntese de fosfoetanolamina na USP, é o PDT Pharma, laboratório privado localizado em Cravinhos (SP), quem vem garantindo a produção a pelo menos 3 mil pessoas doentes que têm liminar garantida pela Justiça para ter acesso à substância. Outras 50 mil que também são resguardadas pelo judiciário estão sem ela. Conforme a advogada dos pacientes, Flora Galvão, o convênio estabelecido entre o PDT Pharma e o governo do Estado de São Paulo, que mantém em paralelo outra pesquisa com a droga, não prevê distribuição para o estudo capitaneado pelo governo federal”, ressalta a publicação.

SAÚDE NA IMPRENSA
Agência Brasil – Senado elege Mesa Diretora

Agência Brasil – Padilha vai levar mensagem de Temer à sessão de abertura do ano legislativo

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde é a principal fonte de recursos para pesquisa em saúde em dez estados

Ministério da Saúde – SUS incorpora técnicas modernas para cirurgia bariátrica e tratar varizes

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde começa mutirão de cirurgias no Rio de Janeiro

Anvisa – Diretor-presidente recebe Prêmio Automação da GS1

Anvisa – Atualizadas taxas de fiscalização de Vigilância Sanitária

Valor Econômico – Roche vai resistir à pressão de Trump por corte de preço

O Globo – Ministro do STF defende legalização de drogas para reduzir número de presos

O Globo – Embalagens de fast-food fazem mal à saúde, diz estudo

Folha de S.Paulo – Bariátrica menos invasiva, por vídeo, começará a ser realizada pelo SUS

Folha de S.Paulo – Vacina contra zika para mulheres em idade fértil só depois de 2020, diz OMS

Folha de S.Paulo – Bengali pode ser a primeira menina com ‘doença do homem-árvore’

Folha de S.Paulo – Método permite ler mente de pessoas ‘presas’ nos próprios corpos

Folha de S.Paulo – Recuos e foco na saúde marcam primeiro mês de Crivella no Rio

O Estado de S.Paulo – Zika perdeu força no Brasil, diz OMS

O Estado de S.Paulo – ‘Estado’ e Vencer o Câncer fecham parceria para divulgação de conteúdo

Correio Braziliense – Cientistas usam “combo” de remédios para combater dores da chicungunha

Estado de Minas – Registro de morte anormal de macacos desde 2014 não motivou prevenção eficaz da febre amarela

Correio Braziliense – Estudo internacional revela variações genéticas sobre a altura humana

Zero Hora – Falta de matéria-prima impede início de testes da “pílula do câncer” em humanos

Zero Hora – Teste de vacina contra a dengue em Porto Alegre precisa de voluntários. Saiba como participar

Comunique-se – Projeto quer proibir propaganda de medicamentos nos meios de comunicação

Correio – Sesab confirma 64 casos suspeitos de mialgia aguda na Bahia

Goiás Agora – Conecta SUS: programa pioneiro em Goiás é referência nacional

Isto É – Temer nomeia três vice-presidentes para a Fiocruz

G1 – SUS torna obrigatório coletar informação sobre cor de pacientes

G1 – Dengue, zika e chikungunya: Brasil teve quase 2 milhões de casos de doenças do Aedes em 2016

Estadão – Os perigos e benefícios do ar-condicionado

Portal Benicio – SUS passa a oferecer técnicas modernas para cirurgia bariátrica e tratar varizes

Bonde – Mitos e verdades sobre o dentro do siso

Minha Vida – SUS passa a oferecer cirurgia bariátrica por videolaparoscopia

Minha Vida – Ministério da Saúde confirma 52 mortes por febre amarela

ES Hoje – Obesidade contribui para surgimento do câncer de tireoide

SEGS – Medicina exige atualização prática e teórica constante

Jornal de Noticias – Especialistas dizem que SNS não está preparado para aumento de casos de cancro

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »