COMPRA DE REMÉDIO DE ALTO CUSTO VAI CONSIDERAR MELHORA

//COMPRA DE REMÉDIO DE ALTO CUSTO VAI CONSIDERAR MELHORA

O Ministério da Saúde anunciou, na quarta-feira (27), que vai adotar um novo modelo para aquisição de medicamentos que serão incorporados ao SUS. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a proposta é fazer o compartilhamento de riscos com os laboratórios, de modo que o pagamento pelos medicamentos de alto custo seja feito mediante o progresso no tratamento do paciente. De acordo com o ministério, o primeiro medicamento que pode ser incorporado pela modalidade é o nusinersen (spinraza), indicado para a atrofia muscular espinhal (AME). Professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), Gonzalo Vecina diz que é preciso esperar os resultados da medida para poder afirmar se ela vai conseguir trazer benefícios tanto para o governo e para os pacientes quanto para os laboratórios. Vice-presidente do Instituto Vidas Raras, Regina Próspero diz que a proposta pode incentivar empresas, governo e pacientes a ter mais compromisso com os medicamentos. “Segundo Maria Cecília Oliveira, presidente da Associação dos Familiares, Amigos e Portadores de Doenças Graves (Afag), a medida pode trazer uma série de benefícios não só para os pacientes, mas para o SUS”, destaca a notícia.

 

Distrofia de Duchenne: diagnóstico precoce permite melhor qualidade de vida



A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é uma das milhares de doenças raras que existem no mundo, sendo que a estimativa é de seis a oito mil tipos. De origem genética, ela afeta principalmente meninos e é a distrofia muscular mais frequente na infância. Conforme o jornal O Estado de S. Paulo, o desafio é o diagnóstico precoce, pois isso retarda a melhora na qualidade de vida do paciente. Murilo Pescatori recebeu o diagnóstico por volta dos sete anos de idade, mas os sintomas começaram a aparecer mais cedo, algo comum na DMD. Mesmo assim, a dificuldade de identificação ocorre porque os sinais podem ser vistos como normais da fase de desenvolvimento da criança. “Nenhum médico conhecia, ortopedista não sabia, pedia para fazer uns exames que não levavam ao resultado. Passei com ele por dois neurologistas e nem eles conseguiram descobrir. Até que um neurologista pediu exames de sangue e veio o diagnóstico. Depois disso, conseguimos o tratamento de melhora de qualidade de vida”, diz Isabel Cristina Pescatori, mãe do jovem de 19 anos. A pediatra Ana Lúcia Langer, presidente da Associação Paulista de Distrofia Muscular, ressalta a importância dos professores no diagnóstico precoce da doença. “Professor deve avaliar a corrida do menino, pois existe uma diferença sutil. Quando ele começar a usar tesoura, notar que, em vez de fazer um corte, o papel dobra. Quando desenha, normalmente o traço é mais leve”, pontua.

 

Anvisa define regras para terceirização no setor farmacêutico



Uma resolução da Anvisa publicada nesta semana autoriza a terceirização de alguns serviços de armazenamento e controle de qualidade de medicamentos. É o que informa a coluna Mercado Aberto do jornal Folha de S. Paulo. Uma norma sobre o tema já havia sido publicada em junho de 2018, mas foi classificada pelo setor farmacêutico como ampla demais e permissiva em relação à fiscalização. Depois, em dezembro, a autarquia publicou novas regras, dessa vez consideradas excessivamente rigorosas. O texto mais recente estabelece que fabricantes e importadores podem contratar outras empresas, desde que sigam alguns requisitos, como a obrigatoriedade de estar no Brasil e de ter fábrica própria. Na prática, a medida pode impedir uma maior participação de estrangeiros e de laboratórios que não são do ramo. As imposições garantem que todas as normas da Anvisa serão seguidas, diz Nelson Mussolini, do Sindusfarma (sindicato da indústria). “Para o setor, a discussão está encerrada, mas ainda há insegurança”, diz Henrique Frizzo, do Trench Rossi Watanabe.

 

‘Autocura’ para glaucoma e catarata sem aval médico gera guerra judicial



O jornal Folha de S. Paulo destacou que um método sem aval científico que promete a cura de doenças oculares como glaucoma e catarata sem cirurgias ou tratamentos tradicionais tem levado pacientes a retardar a busca por terapias mais efetivas, piorando problemas de visão. O alerta é do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e de outras associações médicas da área, que ingressaram com ações judiciais e já obtiveram liminares para frear a propaganda e a oferta de cursos pagos sobre a técnica. Chamado de “Meir-Schneider-Self-Healing”, o método de origem húngara prega a utilização de massagens, movimentação dos olhos, exercício de respiração, visualização e relaxamento como forma de tratamento. Baseia-se na suposição de que o olho possui mecanismos de “autocura”. Segundo o oftalmologista Cristiano Caixeta Umbelino, secretário-geral do CBO, o método não é reconhecido no Brasil pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) nem por nenhum outro órgão no âmbito na saúde. “Ele diz que ele e outros oftalmologistas têm recebido pacientes com problemas sérios de visão que tentaram antes a cura por meio do método”, informa a matéria.

SAÚDE NA IMPRENSA

ANS – ANS abre Consulta Pública para regra de capital regulatório das operadoras

 

Anvisa – Anvisa informa sobre importação de vacinas contra gripe

 

Anvisa – Aprovada abertura de consulta pública sobre glifosato

 

Anvisa – Recursos administrativos têm novos códigos

 

Anvisa – Em Pacaraima é preciso fazer mais do que vigilância sanitária

 

Anvisa – Aprovado novo medicamento para tuberculose pulmonar

 

Fiocruz – Infecção hospitalar é tema do primeiro podcast do Fiocruz no Ar

 

Fiocruz – Inscrições abertas para o ‘Curso de Atualização Manejo e Controle das Leishmanioses’

 

Ministério da Saúde – Saúde renovará contrato de médico que atua em áreas de maior vulnerabilidade

 

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde anuncia nova modalidade de compra de medicamentos

 

Alece – Assembleia realiza solenidade em alusão ao Dia Mundial das Doenças Raras

 

Alesp – Central de Atendimento ao Surdo será criada no estado

 

Alesp – Comissão é favorável a atividades de conscientização e prevenção em saúde

 

Alesp – Visita ao novo diretor do Hospital Regional de Presidente Prudente

 

Alesp – Secretário deverá tratar da abertura de hospital em Suzano

 

Câmara dos Deputados – Projeto obriga médico a ficar no ambiente de trabalho durante todo o plantão

 

Câmara dos Deputados – Em sessão solene na Câmara, ministro da Saúde defende orçamento para doenças raras

 

Senado Federal – Dia Mundial de Doenças Raras é lembrado na Comissão de Assuntos Sociais

 

Senado Federal – PEC que padroniza referência a pessoas com deficiência na Constituição está perto de votação

 

Senado Federal – Plínio Valério quer exame médico obrigatório para criança ingressar na escola

 

Correio Braziliense – Cientistas produzem substância da Cannabis sem precisar cultivar a maconha

 

Correio Braziliense – Casos de dengue aumentam mais de 220% em janeiro e fevereiro no DF

 

Correio Braziliense – Em dois meses, rede pública de saúde realiza 10 mil cirurgias

 

Folha de S. Paulo – Mercado Aberto – Anvisa define regras para terceirização no setor farmacêutico

 

Folha de S. Paulo – Cadê a Cura? – Dificuldade de perder peso pode ter ‘ajuda’ do hormônio do crescimento

 

Folha de S. Paulo – Infecção anterior por dengue piora microcefalia por zika em roedores

 

Folha de S. Paulo – ‘Autocura’ para glaucoma e catarata sem aval médico gera guerra judicial

 

Folha de S. Paulo – Como cuidar da pele e tirar glitter no Carnaval?

 

Folha de S. Paulo – Julio Abramczyk – A desconhecida e eficaz camisinha feminina

 

Folha de S. Paulo – Covas corta gastos com saúde, assistência social e coleta de lixo em SP

 

G1 – Ministro anuncia nova modalidade de compra de remédios de alto custo ou para doenças raras

 

G1 – Assédio sexual: os relatos das profissionais de saúde molestadas por pacientes

 

G1 – Raríssimo nascimento de gêmeos semi-idênticos é registrado na Austrália

 

G1 – Justiça aceita denúncia e 9 do Samu viram réus por morte de bebê após demora para transferir paciente em SC

 

O Estado de S. Paulo – Ministério da Saúde quer enviar ao Congresso projeto para reformular Mais Médicos no 1º semestre

 

O Estado de S. Paulo – Compra de remédio de alto custo vai considerar melhora

 

O Estado de S. Paulo – Doenças raras: luta pelo acesso ao tratamento

 

O Estado de S. Paulo – Entenda o que causa reações alérgicas nas crianças e saiba como preveni-las

 

O Estado de S. Paulo – Vencer Limites – Estudante é destaque em concurso de moda com coleção para mulheres cadeirantes

 

O Estado de S. Paulo – Crianças discutem diversidade social e noções de cidadania em programa dos irmãos Neto no YouTube

 

O Estado de S. Paulo – Michelle Bolsonaro evita a imprensa e se limita a comentar temas relacionados a deficientes

 

O Estado de S. Paulo – Distrofia de Duchenne: diagnóstico precoce permite melhor qualidade de vida

 

O Globo – Guilherme Amado – Amazonas vai antecipar vacinação, devido a surto de H1N1

 

Valor Econômico – STJ reduz possível uso de créditos de IPI por indústria tabagista

 

Valor Econômico – OdontoPrev continuará vendendo planos em agências do Bradesco

 

Zero Hora – Aumento de casos de dengue e zika contraídos no RS preocupa Secretaria de Saúde

 

Zero Hora – Unesco irá ajudar governo do RS em projetos de educação, saúde e cultura

 

Isto É – São Paulo faz acordo para facilitar entrega de remédios pelo SUS

 

Panorama Farmacêutico – FedEx apresenta robô para entregar pizzas e remédios na porta de casa

 

Panorama Farmacêutico – Mosquiteiros impregnados de medicamento contra malária

 

Panorama Farmacêutico – Qualidade de vida para diminuir gastos com planos de saúde

 

__________________________________________________________________________________________

 

 

 

 

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.