Commodities produzidas sob Código Florestal serão atingidas por restrições da UE, que podem parar na OMC

Home/Informativo/Commodities produzidas sob Código Florestal serão atingidas por restrições da UE, que podem parar na OMC

Commodities produzidas sob Código Florestal serão atingidas por restrições da UE, que podem parar na OMC  

A União Europeia (UE) colocou uma ameaça adicional sobre as exportações brasileiras ao estabelecer em sua proposta sobre importações de commodities o “cut-off date” de 31 de dezembro de 2020. Ou seja, nenhuma das commodities será autorizada a entrar no mercado do bloco europeu se tiver sido produzida em terra onde houve desmatamento depois dessa data. Segundo o Valor Econômico, não há distinção entre desmatamento legal e ilegal. A iniciativa europeia visa atingir todo desmatamento que ocorrer ou tiver ocorrido a partir de 2021.Isso significa que produtos que são legalmente produzidos com base no Código Florestal brasileiro estarão ameaçados de acesso nos 27 países do bloco comunitário. Se essa cláusula for mantida numa futura lei, um contencioso parece inevitável na Organização Mundial do Comércio (OMC), com o Brasil podendo questionar a medida europeia. Ao apresentar o que chamou de regras pioneiras para barrar importação de commodities provenientes de terras desmatadas, o vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, destacou que a iniciativa “é fortemente desejada pela população”. De fato, a pressão ambiental cresce na Europa e os exportadores agrícolas do Brasil vão precisar adotar medidas adicionais para mostrar que não estão destruindo o meio ambiente. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Autoridades e empresários da Rússia garantem a continuidade da exportação de fertilizantes ao Brasil

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) reuniu-se nesta quarta-feira (17) com autoridades e empresários da Rússia, em Moscou, para falar sobre o fornecimento de fertilizantes para o Brasil. Todos garantiram que não vão deixar de cumprir os contratos de fornecimento de fertilizantes ao Brasil, com possibilidade de aumentar o volume de exportações. O Ministro do Desenvolvimento Econômico da Rússia, Maksim Reshetnikov, assegurou a manutenção do fornecimento ao Brasil de fertilizantes de potássio e fosfato e, se possível, aumento de exportações para a próxima safra. A ministra brasileira se reuniu com o vice-presidente da produtora global de fertilizantes minerais complexos Acron, Vladimir Kantor, que garantiu o aumento de ao menos 10% das exportações de fertilizantes para o Brasil. Ele também informou sobre o prosseguimento das negociações para a aquisição dos ativos da Petrobras da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN-3), em Três Lagoas (MS). O objetivo da viagem da ministra é abrir negociação com os principais fornecedores de fertilizantes, produto essencial para a produção agropecuária que enfrenta restrições na oferta mundial. As reuniões foram acompanhadas pelo secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Orlando Leite Ribeiro, pelo diretor do Departamento de Promoção Comercial e Investimentos, Jean Marcel Fernandes, e pelo embaixador do Brasil na Rússia, Rodrigo Baena. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Mapa registra quatro defensivos agrícolas inéditos para uso dos agricultores

O Ato n° 47 do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas da Secretaria de Defesa Agropecuária, publicado nesta quarta-feira (17), no Diário Oficial da União, traz o registro de 47 defensivos agrícolas formulados, ou seja, produtos que efetivamente estarão disponíveis para uso pelos agricultores. Desses, 12 são considerados de baixo impacto ou de base biológica, informou o Mapa. Dos produtos de baixo impacto registrados na data de hoje, três deles são compostos por novos microrganismos. Um com o Trichoderma afroharzianum, autorizado para controle de diversas doenças fúngicas e dois produtos com o Chrysoperla externa, inseto predador que é inimigo natural de diversas pragas. O outro produto inédito é um herbicida com o ingrediente ativo Halauxifeno Metílico para controle de plantas daninhas na cultura de soja como a buva (Conyza bonariensis) e o capim amargoso (Digitaria insularis). Esse produto é apresentado em associação com o ingrediente ativo Diclosulan, já autorizado no território nacional. Os demais produtos utilizam ingredientes ativos já registrados anteriormente no país. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Governo está avaliando aumentar mistura do biodiesel no diesel em 15%

Na última terça-feira(26) uma medida aprovada pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicada na quarta edição do Diário Oficial, medida essa que avalia o teor do biodiesel no diesel, informou o Portal do Agronegócio. Um grupo de trabalho foi criado para estudar o teor mínimo obrigatório de biodiesel no óleo diesel. O ministério de Minas e Energia está sendo grande apoiador dessa pesquisa. O Conselho Nacional de Política Energética(CNPE) foi o idealizador do estudo em andamento. O texto emitido pelo governo dá 30 dias para que a Agência Nacional do Petróleo(ANP) se pronuncie sobre a limitação do aumento do biodiesel para 15% na mistura com o óleo diesel.O grupo de estudo contará com apoio dos ministérios da economia, da infraestrutura e da agricultura, pecuária e abastecimento, além de minas e energia e representantes da casa civil.

 

Veja outras notícias

Agência Senado
Jean Paul Prates informa que já tem relatório ao projeto sobre preços dos combustíveis

Agência Senado
CMA e CRA vão discutir regras de licenciamento ambiental

Agência Brasil
Instituto quer ação mais efetiva contra fraude na venda de combustível

Governo Federal
Setor aéreo mostra recuperação com oferta de assentos e passageiros e cargas transportados

Mapa
Bioeconomia é tema de debate entre Brasil e Alemanha

Mapa
Autoridades e empresários da Rússia garantem a continuidade da exportação de fertilizantes ao Brasil

Mapa
Campanha mundial alerta para os cuidados no uso de antimicrobianos

Mapa
Mapa registra quatro defensivos agrícolas inéditos para uso dos agricultores

Embrapa
Embrapa e ADAFSA, dos Emirados Árabes Unidos, assinam cooperação para projetos bilaterais

Portal do Agronegócio
32 países das Américas buscam, com o apoio do IICA, posições comuns sobre medidas sanitárias e fitossanitárias para facilitar o comércio agropecuário

Portal do Agronegócio
Brasil se consolida como líder mundial na produção agrícola

Portal do Agronegócio
Governo está avaliando aumentar mistura do biodiesel no diesel em 15%

Valor Econômico
Empresa russa ampliará venda de fertilizante ao Brasil, diz ministra

Valor Econômico
Commodities produzidas sob Código Florestal serão atingidas por restrições da UE, que podem parar na OMC

Valor Econômico
Helicóptero vegano é uma das poucas respostas da aviação à COP26

AgroLink
Glifosato não causa mortalidade em abelhas

AgroLink
Universidades investem cada vez mais em robôs polinizadores

Canal Rural
Comida no Brasil pode ficar mais cara com sanções, diz ministra

Canal Rural
Projeto proíbe o plantio de trigo transgênico no Brasil

Canal Rural
Cooperativas lançam plataforma digital para reduzir custo de insumos

G1
Exportação do agro do Brasil atinge valor recorde para outubro com alta nos preços

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »