Comissão discute combate a incêndios florestais na Amazônia

Home/Informativo/Comissão discute combate a incêndios florestais na Amazônia

A comissão externa da Câmara dos Deputados destinada a acompanhar as queimadas em biomas brasileiros promove audiência pública na quinta-feira (6) para discutir propostas de combate aos incêndios florestais na Amazônia. Segundo a Agência Câmara foram convidados para o debate: a professora da Universidade Federal do Acre Sonaira Souza da Silva; e representantes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe); do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodversidade (ICMBio); do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); da Fundação Nacional do Índio (Funai); e do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). A reunião será realizada no plenário 5, a partir das 14 horas.

Proposta isenta município de IPI em veículos e equipamentos agrícolas

O Projeto de Lei 334/21 isenta os municípios do pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na aquisição, para uso próprio, de veículos automotores ou de máquinas e equipamentos agrícolas. A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados estabelece ainda que, na eventual alienação do bem antes de três anos, haverá o recolhimento daquele tributo e de outros encargos caso o adquirente não seja outro município, destacou a Agência Câmara. “A isenção de IPI na aquisição de veículos confere benefícios aos entes locais, possibilitando menor impacto no custo da compra de bens fundamentais para a execução de serviços públicos”, disse o autor, deputado Ricardo Izar (PP-SP). O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Centro de Referência em Internet das Coisas e Tecnologias 4.0 é inaugurado

Em Sorocaba (SP), foi inaugurado, na última sexta-feira (30), o Centro de Referência em Internet das Coisas, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), em parceria com o Centro Universitário Facens e o Parque Tecnológico de Sorocaba. Segundo o Governo Federal o local deverá oferecer programas de formação e apoiar o Governo Federal na busca por soluções que façam da inteligência artificial uma aliada do dia a dia dos brasileiros. O centro será um espaço para demonstração prática de soluções modernas e inteligentes nas áreas da saúde, indústria, agro, educação, cidades e turismo. “Cada vez mais a gente vê a necessidade dos sistemas trabalharem em conjunto, com Internet das Coisas, com Inteligência Artificial, que une todas as informações coletadas de diversos sistemas, para o sucesso das pessoas no país, que são o que mais importa no final das contas”, afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes. O presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba, Nelson Cancellara, também comentou sobre a importância do projeto. A Internet das Coisas é como chamamos a conexão digital de objetos cotidianos com a internet. Em outras palavras, é uma rede de objetos físicos capaz de reunir e de transmitir dados, oferecendo soluções para diversas áreas, do planejamento urbano à produção agrícola. Esse tipo de tecnologia pode trazer impactos positivos para a qualidade de vida do cidadão, por meio da criação e do desenvolvimento de novas tecnologias em um amplo leque de aplicações. A Internet das Coisas pode ser utilizada, por exemplo, para a medição de calorias gastas num exercício ou para a checagem dos batimentos cardíacos entre um relógio e um celular. Ou para permitir ligar o ar condicionado antes de chegar em casa. Na saúde, pode ser usada para conectar ou compartilhar dados de pacientes e pesquisas diretamente para um sistema de controle, facilitando e agilizando diagnósticos.Já na agricultura, a Internet das Coisas pode ser útil para medir a saúde do solo e o uso inteligente de água e fertilizantes e, na indústria pecuária, para monitorar a saúde do gado.

Biodiesel: Abiove pode tomar medidas anti-intervencionistas contra o governo

A recente resolução do governo federal que reduz a mistura do biodiesel no diesel foi tema do Direto ao Ponto deste domingo (2). De acordo com o Canal Rural o presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), André Nassar, participou do programa e disse que, se o governo não voltar atrás na decisão, a entidade tomará medidas anti-intervencionistas. O biodiesel é comercializado por leilões que acontecem a cada bimestre. Com isso, os preços desse óleo vegetal ficam fixados por dois meses. O nível de mistura no óleo diesel pode interferir no preço e demanda do biodiesel, mistura que antes era de 13% e no último leilão foi comercializada com uma mescla de 10%. Sobre as medidas para controlar o grau de interferência do governo no mercado, o presidente da entidade declarou que isso pode acontecer por meio do Legislativo. No entanto, ele acredita que não trará resultado em 2021. As empresas que esmagam soja produzem em grande maioria farelo ou óleo. O termo utilizado na indústria da soja, “margem de esmagamento”, é a margem relativa que as empresas têm depois da compra, do processamento e da venda dos produtos da soja esmagada. Segundo o presidente da Abiove, se essa margem é menor do que aquela que as empresas poderiam ter ao exportar a soja em grão, a tendência é de que optem por vendê-la dessa forma. Nesse caso, o resultado colocaria em risco outras cadeias produtivas, como a de carnes, já que a demanda pelos produtos do esmagamento não seria suprida. “Está se criando um incentivo enorme para exportar o grão. Tem algum problema o Brasil exportar o grão? Claro que não, só que a gente não pode exportar o grão reduzindo o processamento de soja. Não é inteligente. Isso é ruim pra todo mundo. É ruim para quem vai consumir óleo de soja no supermercado, é ruim para o biodiesel, é ruim para a cadeia de proteína animal”.

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Comissão discute combate a incêndios florestais na Amazônia 
Agência Câmara – Proposta isenta município de IPI em veículos e equipamentos agrícolas 
Governo Federal – Gasolina e diesel ficam mais baratos nas refinarias 
Governo Federal – Centro de Referência em Internet das Coisas e Tecnologias 4.0 é inaugurado 
O Estado de S.Paulo – Sindicatos rurais convocam atos pró-Bolsonaro e contra STF
G1 – Produtores de hortaliças de Ibiúna enfrentam dificuldades com pandemia 
G1 – Agricultores com dificuldades de escoar a produção recorrem a auxílio do governo 
G1 – Criadores de MT buscam alternativas para reduzir gasto com confinamento 
G1 – Veja as boas práticas no uso das máquinas no campo 
G1 – Estratégias na hora do plantio diminuem desperdícios e prejuízos no campo
Valor Econômico – Vendas digitais limitaram quedas de receita e lucro da Illycaffè em 2020 
Valor Econômico – Brasil é apontado como vilão ambiental até em briga de terceiros na OMC 
Valor Econômico – ‘Superciclo’ de soja e milho se acentuou em abril 
Valor Econômico – Andali cresce no mercado de fertilizantes 
Valor Econômico – Após alta de 6%, exportação deve bater novo recorde 
Valor Econômico – Pantanal vê os riscos da produção desordenada 
Valor Econômico – Para ambientalista, o negacionismo afeta conservação do bioma 
Valor Econômico – Conselho da Jalles Machado aprova parceira agrícola com Agrojalles 
Valor Econômico – Camil emitirá R$ 600 milhões em debêntures 
Valor Econômico – Etanol sobe na maior parte país na semana 
Mapa – Sistema Nacional de Meteorologia irá integrar ações de previsão do tempo
Mapa – Zoneamento agrícola do amendoim já está disponível para todos os estados 
Embrapa – ILPF ganha novas versões de softwares para manejo de precisão do componente florestal 
Embrapa – Embrapa participa da elaboração de guia para a agregação de valor à produção agropecuária do Rio Grande do Sul 
CNA – Pernambucanos concorrem a prêmio nacional na agropecuária 
CNA – Senar lança aplicativo para acesso a mais de 170 cartilhas digitais do meio rural 
AgroLink – Demanda mantém valores do milho em alta 
AgroLink – Vacinação no Golfo puxa exportações do Brasil 
AgroLink – Óleos essenciais podem acabar com capim-anoni 
AgroLink – FAESC aprova nova definição de agricultor familiar 
AgroLink – Rumores indicam soja brasileira indo para os EUA 
AgroLink – Fungicida protetor multissítio é alternativa para citros 
AgroLink – STF desobriga produtor a recompor área desmatada 
Canal Rural – Biodiesel: Abiove pode tomar medidas anti-intervencionistas contra o governo 
Canal Rural – Órgãos do governo formam o Sistema Nacional de Meteorologia  
Canal Rural – Colheita da soja chega a 95,1% no Brasil! Até agora, 6 estados terminaram  
Canal Rural – Aplicativos e sistemas digitais transformam a experiência e a rotina de agricultores  
Portal do Agronegócio – Plugfield: tecnologia nacional para o campo 
Portal do Agronegócio – Bayer e ABRASS promovem treinamentos para a produção de sementes de soja no país 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »