Comissão aprova proposta que regulamenta terapia assistida por cães

Home/Informativo/Comissão aprova proposta que regulamenta terapia assistida por cães

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 682/21, que regulamenta a cinoterapia. Segundo a Agência Câmara essa prática consiste no tratamento de doenças ou de sofrimento psíquico com a assistência ou a participação de cães treinados e certificados. A relatora, deputada Carla Zambelli (PSL-SP), recomendou a aprovação do texto com uma alteração, em razão dos debates no colegiado, a fim de determinar que, após a conclusão desses serviços terapêuticos, o cuidador humano ou a entidade ficarão responsáveis pelo bem-estar do animal. “A cinoterapia contribui para o desenvolvimento de pessoas com necessidades especiais”, afirmou a relatora. “Como tem caráter multidisciplinar, faz com que diversas áreas e a capacidade do ser humano sejam atingidas”, disse. Segundo ela, a prática leva os participantes a um desenvolvimento global e satisfatório. “Os cães podem contribuir no tratamento de diversas condições, como ansiedade, pressão arterial, alta frequência cardíaca, triglicérides, colesterol, estresse e depressão, entre outras”, afirmam os autores da proposta, a deputada Major Fabiana (PSL-RJ) e outros quatro parlamentares. A cinoterapia, segundo os autores, vem sendo utilizada de forma experimental há mais de 60 anos no Brasil, e mais recentemente vem se difundindo e se tornando mais profissional. “Embora estabelecida no País, falta uma legislação que estabeleça parâmetros de segurança”, enfatizam os deputados. Ainda conforme o texto aprovado, o Sistema Único de Saúde (SUS) garantirá o acesso à cinoterapia sempre que houver prescrição médica em conformidade com protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas publicadas pelo Ministério da Saúde. Órgãos de segurança pública poderão prestar serviços de cinoterapia. O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Aplicativo gratuito promete monitorar e auxiliar tutores de pets com diabete

Um aplicativo gratuito promete ajudar tutores e veterinários a monitorarem a saúde dos pets, sobretudo aqueles que têm diabete, informou o Blog E+ do jornal O Estado de S.Paulo nesta quarta-feira (14). O ‘Pet Diabetes Tracker’ foi idealizado pela MSD Saúde Animal e disponibiliza ao médico-veterinário o acesso à evolução e aos dados do cãozinho e de gatos, para que possa fornecer as orientações necessárias ao tutor, mantendo a conexão mesmo à distância. Diabetes mellitus se manifesta nos animais de estimação de maneira semelhante à dos humanos e o diagnóstico é comum. Obesidade e doenças hormonais – como hipertireoidismo e hipotireoidismo, que afetam a produção de insulina ideal para as necessidades do pet são as principais causas. Os sintomas mais comuns são excesso de sede e urina, aumento de apetite e perda de peso. “O serviço veio para revolucionar o controle da doença, promovendo uma monitorização melhor da saúde do pet e fornecendo informações importantes para que o médico-veterinário avalie não somente a evolução do tratamento, mas também a manutenção desse pet para uma vida mais saudável, feliz e ativa. A diabetes mellitus não tem cura, mas pode ser bem monitorada, controlada e tratada”, afirma Silvana Badra, gerente de produto pet e médica-veterinária da MSD Saúde Animal.  O tutor pode gerenciar a ingestão de água do animal, quesito importante para aqueles que têm diabete, o consumo de alimentos, a necessidade de exercício e a condição corporal. Além disso, é possível acompanhar o ganho de peso e a glicose, com direito a gráficos de curva glicêmica, no sangue e na urina. O serviço também oferece a opção de agendar lembretes importantes, como consultas e pedidos de compra da injeção de insulina. O ‘Pet Diabetes Tracker’ é gratuito e está disponível nas lojas de aplicativos para IOS ou Android.

Cães brasileiros estão proibidos de entrar nos EUA

De acordo com o Blog E+ do jornal O Estado de S.Paulo uma lei provisória sancionada pelo governo americano proíbe a entrada de cães vindos de diversos países. Dentre eles está o Brasil. O critério se baseia em regiões que não estão livres do vírus da raiva. Outros países da América do Sul e Central são Bolívia, Colômbia, Cuba, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Nicarágua, Peru, Suriname e Venezuela. A nossa vizinha Argentina, por exemplo, não entra na lista dos países proibidos, já que é uma região livre da raiva. Em 2019, algumas empresas aéreas descontinuaram o transporte de cães de suporte emocional dentro da cabine das aeronaves. Depois, já durante a pandemia de COVID-19, os cães foram proibidos de viajar a bordo, junto com seus tutores, mesmo aqueles de pequeno porte. Agora, mesmo se transportados no compartimento de carga viva, os cães vindos do Brasil não poderão mais entrar nos EUA. A regra é válida para cães pet, de suporte emocional e até cães guia, que estejam entrando nos EUA. Só estão liberados cães que saíram dos EUA por um curto período e retornarão para sua casa em território americano. Mas há inúmeras regras que devem ser seguidas. Entrei em contato com a embaixada do EUA no Brasil e questionei sobre a motivação de tal regra. Fui redirecionada para o CDC (Centers for Disease Control and Prevention), equivalente ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) no Brasil. Veja a nota de esclarecimento, clique aqui.

Criadores de suínos e aves serão indenizados nos EUA por perdas com covid-19

O governo dos Estados Unidos indenizará criadores de suínos e aves que tiveram perdas no ano passado por falta de acesso a unidades de processamento de carne, informou o Departamento de Agricultura do país (USDA). A ajuda poderá ser solicitada entre 20 de julho e 17 de setembro. Segundo o USDA, o governo vai pagar 80% do valor de mercado dos animais e dos custos de abate e descarte. Os pagamentos serão feitos a criadores que tiveram perdas entre 20 de março e 26 de dezembro do ano passado. Criadores de frango e peru também receberão ajuda, destacou o Valor Econômico nesta quarta-feira (14).

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Comissão aprova proposta que regulamenta terapia assistida por cães 
Folha de S.Paulo – Camelo foge nos EUA e move polícia de três cidades para localizá-lo 
O Estado de S.Paulo – Aplicativo gratuito promete monitorar e auxiliar tutores de pets com diabete  
O Estado de S.Paulo – Cães brasileiros estão proibidos de entrar nos EUA 
O Estado de S.Paulo – Conteúdo Patrocinado: Programa Boi na Linha atua na pecuária sustentável na Amazônia 
G1 – Jovem é autuado por transporte ilegal de animais silvestres em Passagem Franca do Piauí 
G1 – Prefeitura do Rio sanciona lei que proíbe manter animais acorrentados na cidade 
G1 – Justiça concede liberdade provisória a professor preso por maus-tratos a animais em Rio Preto 
G1 – Itapetininga anuncia início das castrações gratuitas no ambulatório para pets 
G1 – Família reencontra cão de estimação que estava desaparecido há dois anos após post em rede social, em Rio Verde 
Valor Econômico – Atuação de fiscais agropecuários teve impacto de R$ 87,5 bi na economia, diz estudo 

Valor Econômico – Criadores de suínos e aves serão indenizados nos EUA por perdas com covid-19 
Embrapa – Custos de produção de frangos e de suínos recuam em junho 
Embrapa – Embrapa Meio-Norte disponibiliza animais para venda 
AgroLink – Estudo de mastite ganha destaque no mundo 
AgroLink – No primeiro semestre de 2021 carne de frango foi o 9º principal produto exportado pelo Brasil 
AgroLink – Pesquisador brasileiro sequencia genona do VLTI 
AgroLink – Ovos: primeira quinzena apresenta o terceiro melhor preço médio do ano 
AgroLink – Carne e ovos devem subir 50% 
AgroLink – Órgãos firmam parceria pela agricultura familiar 
AgroLink – Carne de frango valoriza-se, mas apenas retorna aos preços de 5-7 anos atrás, aponta FAO 
AgroLink – Escalas de abate confortáveis nas indústrias frigoríficas paulistas 
AgroLink – Desempenho exportador das carnes no primeiro decêndio de julho de 2021 
AgroLink – Rentabilidade da pecuária pode ser maior do que de aplicações financeiras 
AgroLink – Leilão Virtual Genética RS tem oferta de fêmeas e reprodutores Nelore 
Anda – Guarda-vidas encontram tartaruga morta em Niterói (RJ) 
Anda – Cão é resgatado por bombeiros após ficar ilhado em córrego 
Anda – Tutora reencontra cadelinha perdida durante mudança em Balneário Camboriú (SC)
Anda – Animais silvestres morrem carbonizados após quatro dias de incêndio 
Anda – Pandemia gera aumento de abandono de cães em abrigos 
Anda – Pinguins-de-magalhães debilitados são resgatados em Santos (SP) 
Anda – Porto do Açu recebe prêmio internacional de sustentabilidade com projeto de conservação de tartarugas 
Anda – Protetores fazem protesto pedindo castrações e ração para cães e gatos 
Canal Rural – ‘Piso salarial para agrônomos representa valorização profissional’ 
Canal Rural – Congresso Brasileiro do Agronegócio 2021 homenageará personalidades do setor  

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »