Com apoio da UPL, Confina Brasil mapeia 1,5 milhão de bovinos confinados em cinco estados

Home/Informativo/Com apoio da UPL, Confina Brasil mapeia 1,5 milhão de bovinos confinados em cinco estados

Com o apoio da UPL, uma das quatro maiores empresas de soluções agrícolas do país, o Confina Brasil finalizou o mapeamento da pecuária intensiva brasileira. Com todas as medidas de segurança sanitária, a expedição, realizada pela Scot Consultoria, visitou cerca de 120 propriedades que, juntas, somam 1,5 milhão de bois confinados nos cinco estados que mais praticam essa modalidade de criação. “O projeto começou em março e precisou ser interrompido por algumas semanas, em razão da pandemia da Covid-19. A doença, contudo, não foi capaz de parar o agronegócio e, em novembro, a coleta de dados foi concluída nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais”, afirma o supervisor de marketing para pastagens da UPL Brasil, Ronaldo Roncari. Ainda de acordo com Roncari, os resultados da expedição foram superiores à meta pré-definida: a ideia era, inicialmente, avaliar 20% do gado confinado no país, mas as equipes conseguiram chegar a 30% do rebanho. “Esse mapeamento é muito enriquecedor para a UPL, que busca constantemente conhecer a fundo os desafios e as necessidades do criador, para oferecer soluções eficazes”, salienta o supervisor. “A UPL oferece soluções de alta performance para a proteção de pastos contra ervas daninhas e insetos que prejudicam as plantações. Nosso portfólio também conta com soluções para o tratamento de sementes, fertilizantes, fisioativadores e produtos de nutrição inovadora que garantem a produtividade e a saúde vegetal, propiciando pastagens de maior qualidade para a pecuária nacional”, destaca Roncari. Entre os principais resultados dos questionários, o Confina Brasil observou que os pecuaristas têm um bom controle dos processos e da gestão financeira (compra e venda): a maioria dos entrevistados respondeu que acompanha o custo completo, não somente o de caixa. Além disso, muitos produtores contam com softwares de controle financeiro, formulação de dieta e gestão e até assessoria de gestão terceirizada, destacou o portal AgroLink nesta terça-feira (12).

China vai vender 30 mil toneladas de carne suína congelada de reservas estatais

A China liberou vários lotes de carne suína de suas reservas nas últimas semanas para aumentar a oferta, antes de um salto no consumo durante o feriado do Ano Novo Lunar em fevereiro, informou o Portal do Agronegócio nesta terça-feira (12). As vendas totais de carne suína das reservas foram de mais de 670.000 toneladas em todo o ano de 2020, enquanto Pequim se movia para garantir o abastecimento da carne favorita do país depois que a mortal febre suína africana atingiu seu enorme rebanho de suínos e reduziu a produção de carne suína.

Mato Grosso deve ter mais um bom ano na pecuária

Mato Grosso, principal produtor de carne do país, teve um 2020 de preços do boi valorizados. Segundo a Scot Consultoria o boi gordo é vendido nesta terça-feira (11) na casa dos R$ 260 a arroba, em média. Segundo o portal AgroLink a própria consultoria aponta que 2021 deve seguir aquecido. Para a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), o cenário deve ser parecido com o do ano passado, com a China mantendo a demanda e o mercado em alta. “Contudo, o pecuarista deve ficar atento à abertura de novos mercados”, disse o presidente da entidade, Oswaldo Pereira Ribeiro Junior, ao site Só Notícias. Ele aposta que os preços do bezerro e do boi magro devem continuar em níveis relativamente altos, devido à oferta reduzida na reposição e  as negociações internas devem apresentar desafios maiores do que em 2020. Com as incertezas da economia pelos impactos do coronavírus o produtor de carne pode sentir. “Outro fator que devemos estar atentos é sobre o auxílio emergencial do governo, que assim que cessar impactará no consumo de forma acentuada”, aposta. Apesar dos preços dos insumos em alta, como os grãos que tiveram problemas com clima e demanda externa alta, o dirigente aponta que o setor seguiu firme no ano mesmo com uma redução na margem de lucro. “Devemos lembrar que na pecuária tudo é cíclico: os preços sempre vão oscilar para cima e para baixo, pois a pecuária não é uma atividade especulativa. Os animais vendidos hoje já estavam programados para chegar a este estágio há três, quatro anos”, conclui.

Pesquisa traça panorama da qualidade do leite em Rondônia e Acre

Informações geradas pela pesquisa têm subsidiado a tomada de decisão por indústrias e agroindústrias e também a definição de políticas públicas para o setor, com foco na melhoria da qualidade do leite e adequação da produção da matéria prima aos limites dos indicadores higiênico-sanitários definidos na legislação. São sete anos de trabalhos em estudos epidemiológicos contínuos e que são inéditos nos estados de Rondônia e Acre, gerando dados confiáveis e um panorama da qualidade do leite da região. Segundo Juliana Dias, pesquisadora da Embrapa Rondônia que conduz estas ações, os estudos realizados demonstram as regiões e perfis de propriedades que devem ser priorizados em programas de melhoria da qualidade pela iniciativa privada e pública, e aponta que os maiores desafios para a qualidade do leite nestes estados são a adoção de boas práticas de ordenha e adequação das condições de resfriamento do leite, principalmente em tanques coletivos. Neste caso o fator de risco é quando a entrega do leite no tanque coletivo é realizada por intermediários resultando em atraso na refrigeração do leite e falhas no manejo dos latões. Ela reforça que as tecnologias e conhecimentos já disponíveis precisam chegar aos produtores e serem adotados para a melhoria deste cenário. “A conscientização sobre a adoção de boas práticas exige esforço conjunto de todas as instituições e indústrias que fazem parte da cadeia produtiva do leite”, acrescenta Juliana Dias. Estas boas práticas nada mais são que recomendações que podem ser aplicadas em qualquer sistema de produção, com foco principal na segurança alimentar e na qualidade higiênico-sanitária do leite produzido. Ou seja, é a prevenção ou a redução da contaminação do leite durante a sua produção e também no armazenamento. Uma boa ordenha é essencial para a obtenção de leite de maneira rápida, higiênica e sem causar lesões nos tetos ou espalhar doenças entre as vacas. Também é preciso assegurar que o leite será adequadamente armazenado, pois ele precisa ser resfriado imediatamente após a ordenha. A Embrapa dispõe de cartilhas com as recomendações que precisam ser adotadas e tem realizado treinamentos com esse foco. Veja mais sobre a pesquisa, clique aqui.

NA IMPRENSA

G1 – Emissões de gases de efeito estufa caíram 10% em 2020 nos Estados Unidos, aponta relatório preliminar

G1 – Peixe-boi tem a palavra ‘Trump’ escrita em seu corpo na Flórida

Embrapa – Pesquisa traça panorama da qualidade do leite em Rondônia e Acre

Canal Rural – Criador consegue liminar para impedir sacrifício de cavalo de R$ 50 mil com suspeita de mormo

Canal Rural – Baixa oferta deve sustentar arroba do boi gordo até março, diz analista

AgroLink – SC: exportações de carne suína crescem 35%

AgroLink – Crioulaço define primeiros campeões da raça Crioula no ciclo de 2021

AgroLink – Mato Grosso deve ter mais um bom ano na pecuária

AgroLink – Com apoio da UPL, Confina Brasil mapeia 1,5 milhão de bovinos confinados em cinco estados

AgroLink – Aurora investe R$ 19 mi no conforto dos trabalhadores do frigorífico de aves de Erechim

AgroLink – MG: Epamig ILCT abre inscrições em processo seletivo para curso Técnico em Leite e Derivados

SBA – Cotação do boi gordo estável nesta terça-feira (12) a R$ 279/@

SBA – Crioulaço define primeiros campeões da raça Crioula no ciclo de 2021

Noticias Agrícolas – Desempenho exportador das carnes na primeira semana de 202

Anda – Casos de maus-tratos a animais crescem 162,50% em 2020 em MS

Anda – Tutora de animais achados mortos em apartamento é internada em clínica psiquiátrica

Anda – Boto recém-nascido é encontrado morto em praia de Santa Catarina

Anda – Orangotango mais velha do mundo morre aos 61 anos após ser explorada por décadas

Anda – Garis salvam a vida de cadela após encontrá-la dentro de saco de lixo

Anda – Filhote de gato é resgatado por turistas e encontra um lar

Anda – Chef abole o consumo de carne e abre churrascaria vegana

Anda – Cadela é resgatada após ser deixada trancada em carro sob calor de 35ºC

Anda – Família de gatinhos tem final feliz após adoção

Anda – Cão aparece com tatuagens pelo corpo e tutor é notificado

Portal do Agronegócio – Minerva Foods integra a carteira do Índice Carbono Eficiente da B3 (ICO2)

Portal do Agronegócio – Fomento ao consumo de pescado para alimentação mais saudável é tema de proposta inédita aprovada pela FAPESP

Portal do Agronegócio – Desempenho exportador das carnes na primeira semana de 2021

Portal do Agronegócio – Preços no mercado de suínos com quedas ou estabilidade

Portal do Agronegócio – China vai vender 30 mil toneladas de carne suína congelada de reservas estatais

Portal do Agronegócio – Pela média diária, embarques de carne de frango abrem 2021 com aumento de quase 30%

Portal do Agronegócio – Santa Catarina amplia em 35% as exportações de carne suína em 2020

Portal do Agronegócio – Boi gordo: alta em 21 praças pecuárias

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »