Brasil tem parecer favorável da OIE para ampliar zonas livres de febre aftosa sem vacinação

//Brasil tem parecer favorável da OIE para ampliar zonas livres de febre aftosa sem vacinação

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) informou que o Brasil recebeu parecer favorável da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para reconhecimento dos estados do Paraná, do Rio Grande do Sul e do Bloco I (Acre, Rondônia e parte do Amazonas e do Mato Grosso) como zonas livres de febre aftosa sem vacinação. O Paraná também recebeu parecer favorável como zona livre de peste suína clássica independente. Em maio, o parecer será avaliado durante a 88ª Sessão Geral da Assembleia Mundial dos Delegados da OIE. A ministra informou os governadores e secretários de Agricultura dos estados em reunião virtual, na tarde desta quarta-feira (10), sobre o parecer técnico. “A fase mais difícil nós vencemos. Estamos praticamente aprovados. Quero cumprimentar todos vocês pelo esforço”, diz a ministra. “Este foi um importante passo conquistado em direção ao reconhecimento internacional das zonas livres, resultado do empenho conjunto dos setores público e privado no País”, destaca o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal. Participaram da reunião os governadores do Paraná, Ratinho Junior; de Rondônia, Marcos Rocha; do Amazonas, Wilson Lima; do Mato Grosso, Mauro Mendes; o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul, Covatti Filho, e o secretário de Produção e Agronegócio do Acre, Edivan Azevedo. Veja nota do Mapa sobre o parecer favorável da OIE.

Prêmio Pecuária Saudável vai reconhecer ações de educação e comunicação da defesa sanitária animal

Com objetivo de premiar e disseminar boas práticas organizacionais e profissionais voltadas à educação e comunicação da defesa sanitária animal, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) lançou o ‘Prêmio Pecuária Saudável – Educação e Comunicação para Defesa Sanitária. A iniciativa conta com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 30 de abril. Poderão ser inscritos programas, projetos ou ações em quatro categorias: instituição pública, instituição privada, instituição do terceiro setor e destaque. “O concurso faz parte da construção das diretrizes do Plano Nacional de Comunicação e Educação em Saúde Animal, dentro do Plano Estratégico 2017-2026 do PNEFA, buscando descobrir quais ações já estão sendo desenvolvidas e que tenham resultados positivos para, além de concorrer ao prêmio, comporem as diretrizes previstas para serem lançadas pelo Mapa até o final do ano”, explica o chefe da Divisão de Febre Aftosa da Secretaria de Defesa Agropecuária, Diego Viali dos Santos. Os critérios de avaliação serão relevância, aplicabilidade, inovação, qualidade e resultados. Serão premiados, por categoria, os três melhores programas, projetos ou ações, assim como os atores (um para cada categoria) que se destacaram na concepção, implementação e desenvolvimento dos projetos. Os vencedores de cada categoria receberão certificado de premiação e um tablet. Os segundo e terceiro colocados serão reconhecidos com certificados de premiação. O regulamento completo, os critérios e o cronograma estão disponíveis no Regulamento Prêmio Saúde Única.

Entregue há 10 meses, veículo para castração de animais segue sem funcionar em Piracicaba

Entregue à Prefeitura de Piracicaba (SP) no dia 4 de maio, um veículo destinado à castração de cães e gatos ainda está sem utilização. De acordo com a prefeitura, o castramóvel ainda não está sendo utilizado devido à situação de pandemia e isolamento social e pela necessidade de ser totalmente equipado para realizar procedimentos. Segundo o G1 em relação aos equipamentos, a administração diz que a questão “já vem sendo resolvida com a compra dos equipamentos necessários para aprovação do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo)”. Quanto à situação de pandemia, tanto o Plano São Paulo como o atual decreto municipal que regulamenta a quarentena em prevenção ao coronavírus permitem o atendimento por estabelecimentos de saúde animal. Em agosto de 2020, a administração municipal informou previsão de que o castramóvel passasse a ser usado entre aqueles mês e setembro por meio de uma parceria com a faculdade de veterinária da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep). A intenção era firmar um convênio para uso do equipamento pela universidade, por meio do curso de veterinária. Em contrapartida, caberia aos alunos o atendimento de animais em comunidades carentes. A prioridade seria para cães e gatos em estado de abandono. “As tratativas junto a Unimep foram feitas, no entanto, ainda não se consolidaram devido a situação de crise envolvendo a Instituição. A atual administração fará estudos para o uso adequado do castramóvel e buscará parceiros”, informou a diretora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Eliane de Carvalho Silva. Em resposta a requerimento do vereador Laércio Trevisan Junior (PP), em 2 de julho de 2020, a zoonoses informou que o equipamento foi comprado por R$ 172 mil e conta com mesa cirúrgica, aquecedor, ar condicionado, exaustores, tomadas, cubas com torneiras, reservatório para água potável e caixa para dejetos, entre outros itens. São quatro salas: de pré-operatório, centro cirúrgico, sala de paramentação e pós-operatório. Parte do recurso utilizado foi destinado por uma emenda parlamentar do deputado Ricardo Izar (PP).

BRF dá partida em parceria com BB para instalação de painéis solares em granjas 

Na esteira da agenda de sustentabilidade anunciada em dezembro, a BRF deu partida à parceria com o Banco do Brasil para apoiar os granjeiros integrados a instalar painéis solares nos aviários, o que permite grande economia com eletricidade e viabiliza a transição para energia renovável. Em um convênio com a BRF, o BB disponibilizou uma linha de R$ 200 milhões para financiar as granjas. O financiamento, com prazo de dez anos e um de carência, conta com uma taxa de juro de 8% ao ano, afirmou ao Valor Econômico o vice-presidente de agronegócios do banco, João Rabelo Júnior. Os primeiros três contratos com integrados foram assinados recentemente. Cada financiamento gira em torno de R$ 350 mil, mas não há um teto de financiamento, explicou o executivo do BB. Na parceria, a BRF ajuda os integrados na escolha dos melhores equipamentos, garantindo que os painéis solares tenham certificação e manutenção adequada. A companhia também entende que a iniciativa deve ajudar na disseminação de energias renováveis pelas comunidades rurais. “Nossa influência puxa todo mundo junto”, disse a vice-presidente de relações institucionais, reputação e sustentabilidade da BRF, Grazielle Parenti. Na companhia desde o início de 2019, a executiva também preside o conselho da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia). Para alegria da executiva da BRF, o primeiro contrato junto ao BB foi assinado por uma mulher — uma granjeira de Luzerna, no oeste de Santa Catarina. Entre os cerca de 10 mil integrados da dona das marcas Sadia e Perdigão, apenas 8% dos titulares são mulheres, destacou a executiva. De acordo com o vice-presidente do Banco do Brasil, o investimento dos integrados traz retorno econômico e ambiental para a sociedade e os produtores. A depender da estrutura, os gastos com energia elétrica podem passar a representar apenas 20% do que eram antes da adoção dos painéis solares. A energia elétrica representa entre 3% e 7% do custo de produção do granjeiro. Em fase piloto, o objetivo da BRF e do Banco do Brasil é chegar a 70 usinas solares até agosto. Para o próximo ano, a expectativa é alcançar 700, usando os R$ 200 milhões da linha de crédito. O financiamento do banco tem como fonte recursos próprios — sem equalização ou subsídios. A parceria entre BRF e BB faz parte da lista de iniciativas anunciadas no BRF Day, em dezembro. Na ocasião, a companhia apresentou a visão para os negócios até 2030, e o investimento em sustentabilidade é uma das prioridades. Quando revelou os planos para a área, o CEO da BRF, Lorival Luz, apresentou a ideia do financiamento junto com o presidente do BB, André Brandão.

NA IMPRENSA

Folha de S.Paulo – Se Covid-19 afetasse animais, doença estaria mais bem resolvida no Brasil

O Estado de S.Paulo – Nos oceanos, o ruído vem aumentando de modo nunca visto antes

O Estado de S.Paulo – Dias após balanço aplaudido pelo mercado, administração da Petz vende ações

G1 – É o bicho: donos procuram por animais perdidos

G1 – Entregue há 10 meses, veículo para castração de animais segue sem funcionar em Piracicaba

G1 – Pesquisadores monitoram comportamento de animais domésticos na pandemia

G1 – Canil cria página para divulgar fotos e informações sobre pets para adoção no interior de SP

Valor Econômico – Quatro Estados poderão ser reconhecidos como livres de febre aftosa sem vacinação

Valor Econômico – Produção chinesa de suínos crescerá 14% em 2021, diz USDA

Valor Econômico – JBS de olho em produtos processados da americana Conagra

Valor Econômico – BRF dá partida em parceria com BB para instalação de painéis solares em granjas

ANAC – ANAC simplifica e desburocratiza regulamentação do gerenciamento do risco de fauna

Mapa – Prêmio Pecuária Saudável vai reconhecer ações de educação e comunicação da defesa sanitária animal

Mapa – Brasil tem parecer favorável da OIE para ampliar zonas livres de febre aftosa sem vacinação

Embrapa – Embrapa ouve empresas do setor de carnes sobre embalagens

CNA – Ampliação de regiões livres de aftosa sem vacinação mostra a excelência do sistema de defesa sanitária do país, diz CNA

SBA – Suínos: preços reagem nos primeiros dias do mês

SBA – Canal do Boi transmite Top de Vendas Semex

SBA – Indicador do boi gordo Cepea alcançou R$ 308,80/@ nesta semana

SBA – OIE dá parecer favorável ao Brasil para ampliar zonas livres de febre aftosa sem vacinação

AgroLink – Prêmio Pecuária Saudável vai reconhecer boas práticas

AgroLink – Alta nos preços do boi gordo

AgroLink – Ovos: ambiente desequilibrado impõe nova baixa nos preços praticados

AgroLink – Embrapa ouve empresas do setor de carnes sobre embalagens

AgroLink – Comissão de Agricultura tem nova presidente

AgroLink – Brasil vai ampliar zonas livres de aftosa sem vacina

AgroLink – Preços firmes no mercado do boi gordo

Anda – Cão que mostrou pata ferida para pedir ajuda desperta interesse de adotantes

Anda – Cadela rejeitada por ser paraplégica espera por um lar há 6 anos em Teresina (PI)

Anda – Eurodeputados pedem o fim dos subsídios da UE às touradas

Anda – Cão que mostrou pata ferida para pedir ajuda inicia sessões de quimioterapia após diagnóstico de câncer

Anda – Justiça mantém urso Robinho em zoo e ONG diz que animal tem direitos violados

Anda – Cães são salvos após serem deixados em local insalubre sem água e comida

Anda – Bolsonaro libera exploração de petróleo perto de Noronha e deputado David Miranda tenta impedir desastre ambiental

Anda – Espanha inicia matança de 895 vacas presas por meses em navio em condições precárias

Anda – Coala bebê órfão quebra a patinha após cair de árvore

Anda – Governo fecha maior casa de leilões de cães da Coreia do Sul

Anda – Homem arranca coração de cachorro em suposto ritual religioso

Portal do Agronegócio – Cadeia de suínos promove discussão sobre Os Desafios do Bem Estar Animal

Portal do Agronegócio – BRF aposta na liderança feminina para fazer a diferença

Portal do Agronegócio – SUÍNOS: preço reage, mas medidas restritivas podem limitar avanço nos próximos dias

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »