BRASIL LANÇA PLANO CONTRA SUPERBACTÉRIAS E HOSPITAIS RACIONALIZAM ANTIBIÓTICOS

//BRASIL LANÇA PLANO CONTRA SUPERBACTÉRIAS E HOSPITAIS RACIONALIZAM ANTIBIÓTICOS

O jornal Estadão destacou a guerra contra as bactérias e outros micro-organismos está reunindo hospitais, médicos, governo e indústria farmacêutica na mesma trincheira. Com alguns micróbios capazes de sobreviver aos antibióticos mais poderosos já criados, o medo é que as infecções causadas por eles matem milhões de pessoas nas próximas décadas. No fim das contas, os antibióticos, quando mal empregados, destroem as bactérias “mais ou menos”. Sobram apenas aquelas extremamente hábeis e capazes de gerar infecções dificílimas ou até impossíveis de combater com as ferramentas farmacológicas atuais. Depois de algumas iniciativas setoriais, no último mês de dezembro o Brasil lançou um programa multiministerial para lidar com o tema (ministérios do Meio Ambiente, da Saúde, da Agricultura e Ciência e Tecnologia, entre outros órgãos), delineando uma estratégia que abrange desde a educação dos profissionais de saúde, a promoção de higiene humana e animal e a ação de vigilância sanitária para garantir que as diretrizes serão cumpridas. Também em dezembro, a Anvisa publicou regras de como interpretar testes de sensibilidade a antibióticos —cruciais para a escolha do melhor tratamento. A orientação é usar a estratégia mais branda possível capaz de matar os micro-organismos. Outra medida, já em vigor, é a retenção de receita na farmácia a fim de coibir o uso indiscriminado de antibióticos.

Projetos buscam aumentar apoio a hospitais filantrópicos

A melhoria do apoio oficial às santas casas e a outros hospitais filantrópicos – evidenciado durante a campanha eleitoral de 2018, quando Jair Bolsonaro foi atacado a faca e atendido pela Santa Casa de Juiz de Fora (MG) – é tema de várias proposições legislativas. Relatório aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) em dezembro de 2018 apontou a existência de quatro projetos em tramitação no Senado sobre o tema, além de 25 na Câmara dos Deputados. A Agência Senado informou que segue tramitando na casa o PLC 115/2017, do deputado Marcio Alvino (PR-SP), que determina a impenhorabilidade dos bens de hospitais filantrópicos e santas casas mantidos por entidades beneficentes. O texto foi encaminhado à CAS e aguarda relatório do senador Otto Alencar (PSD-BA); se aprovado na CAS, segue para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) para votação terminativa. Destacou que serão arquivados ao final da legislatura o PLC 125/2013, do deputado Arnaldo Faria de Sá (PP-SP), que permite a renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas) em favor de entidades que prestam serviços assistenciais de saúde não remunerados pelo SUS; o PLS 456/2013, da senadora Ana Amélia (PP-RS), que concede isenção de tributos federais aos equipamentos médicos e hospitalares nas operações destinadas aos entes públicos e às entidades beneficentes de assistência social; e o PLS 368/2017, apresentado pelo senador Dalirio Beber (PSDB-SC), que cria o Programa Nacional de Apoio à Assistência Filantrópica Social e à Saúde (Pronafiss) e permite dedução do Imposto de Renda das doações de pessoas físicas e jurídicas a centros privados de assistência social e à saúde sem fins lucrativos

Medicamento para esclerose múltipla dará maior qualidade de vida aos pacientes

Pacientes adultos que sofrem com Esclerose Múltipla Remitentes Recorrentes (EMRR) terão acesso ao acetato de glatirâmer (Copaxone) na versão de 40 mg, por meio do Sistema Único de Sáude (SUS), é o que informa o portal do Ministério da Saúde. O medicamento injetável impede a atividade da doença que ataca o sistema nervoso central e provoca distúrbios na comunicação entre o cérebro e o corpo. O SUS já oferta a versão de 20 mg. Com a medida, o paciente reduzirá em mais da metade o número de aplicações no corpo por semana, passando de sete para três injeções, o que irá gerar mais qualidade de vida ao paciente. A decisão de incorporação do acetato de glatirâmer (Copaxone) 40 mg pelo Ministério da Saúde foi publicada em portaria no último mês de dezembro no Diário Oficial da União (DOU). A pasta tem até 180 dias para ofertar o medicamento, a contar da data de publicação da portaria.

Workshop detalha novo processo de atualização do Rol

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realizará, no dia 22/01, um workshop para detalhar o novo processo de atualização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. A atividade será das 10h às 18h, no auditório da Ancine, no Rio de Janeiro. De acordo com o portal da ANS o evento visa esclarecer a Resolução Normativa nº 439, que estabelece etapas e fluxos para a revisão periódica da lista de coberturas dos planos de saúde. Um dos principais temas do encontro é a apresentação do FormRol – formulário eletrônico que passa a ser o canal exclusivo para envio das contribuições pela sociedade. O workshop é direcionado aos integrantes do Comitê Permanente de Regulação da Atenção à Saúde (Cosaúde), entidades representativas do setor e órgãos de defesa do consumidor, contudo, qualquer pessoa interessada é encorajada a participar. As vagas são limitadas e cada instituição poderá inscrever até dois representantes. As inscrições devem ser feitas a partir de hoje (08/01) através de formulário online.

SAÚDE NA IMPRENSA

Câmara dos Deputados – Proposta estabelece que gestante terá, no SUS, exame sobre riscos de pré-eclâmpsia.

Senado Federal – Limites de gorduras, açúcares e sódio nos alimentos poderão ser fixados em lei.

Senado Federal – Projetos buscam aumentar apoio a hospitais filantrópicos.

Ministério da Saúde – Medicamento para esclerose múltipla dará maior qualidade de vida aos pacientes.

Ministério da Saúde – Quatro ministérios lançam Plano Nacional de Controle de Antimicrobianos.

Ministério da Saúde – Indígenas do Médio Rio Purus realizam etapa distrital da 6ª Conferência Nacional de Saúde Indígena.

ANS – Workshop detalha novo processo de atualização do Rol.

Fiocruz – Fiocruz integra rede interamericana de análise de alimentos.

Anvisa – Em discussão: boas práticas de processamento de dispositivos médicos.

O Globo – Os novos laudos da Dasa.

G1 – Infestação de Aedes aegypti faz Paraguai decretar alerta vermelho na região metropolitana de Assunção.

Folha de S.Paulo – Médicos elaboram contabilidade paralela sobre aumento de doenças na Venezuela.

O Estado de S. Paulo – Nº de nascimentos volta a subir após queda causada por crise e microcefalia.

O Estado de S. Paulo – Brasil lança plano contra superbactérias e hospitais racionalizam antibióticos.

Alesp – Janeiro Branco alerta para ações voltadas à saúde mental.

Zero Hora – Perdas auditivas não tratadas podem levar a doenças mais onerosas.

Panorama Farmacêutico – Brasil lança plano contra superbactérias e hospitais racionalizam antibióticos.

Panorama Farmacêutico – Câncer do colo do útero é um dos mais incidentes na população feminina brasileira.

Panorama Farmacêutico – Homem com morte cerebral confirmada se recupera milagrosamente.

Panorama Farmacêutico – Alzheimer: Cientistas brasileiros descobrem método de prevenção.

Panorama Farmacêutico – Substitutos do açúcar podem não ajudar tanto na perda de peso e na saúde.

Panorama Farmacêutico – 6 mitos e verdades sobre dor de ouvido.

Panorama Farmacêutico –  Entenda como a luz solar pode afetar sua saúde.

Panorama Farmacêutico – Número de nascimentos volta a subir após queda causada por crise e microcefalia.

Panorama Farmacêutico – Não escovar os dentes aumenta risco de disfunção erétil.

Panorama Farmacêutico – Conisul lança cronograma de compras para medicamentos e materiais correlatos.

Panorama Farmacêutico – Vacina contra a dengue une Instituto Butantan e Merck em parceria.

Panorama Farmacêutico – Dois remédios podem ajudar na regeneração do diabetes.
______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.