Brasil é o 3º país do mundo que mais gasta com diabetes

Home/Informativo/Brasil é o 3º país do mundo que mais gasta com diabetes

Brasil é o 3º país do mundo que mais gasta com diabetes  

A Federação Internacional de Diabetes (IFD, na sigla em inglês) acaba de publicar a 10ª edição do Atlas do Diabetes. Os dados mostram o crescimento da doença e colocam o Brasil no ranking entre os países em que há maior prevalência e despesas com tratamento, informou o portal Medicina S/A. Neste ano, o custo estimado do diabetes no Brasil é de 42,9 bilhões de dólares, ficando atrás apenas da China e Estados Unidos, com US$ 165,3 bi e US$ 379,5 bi, respectivamente. Segundo o relatório, o Brasil é o sexto país do mundo com o maior número de pacientes com diabetes. São cerca de 15,7 milhões de pessoas convivendo com a doença. Até 2045, a estimativa é que tenhamos no país cerca de 23,2 milhões de pacientes. Por ser uma doença que não apresenta sintomas em sua fase inicial, o diabetes é difícil de ser diagnosticado. A nova edição do Atlas estima que só no Brasil cerca de 5 milhões de pessoas não saibam que estão com diabetes. O tratamento inclui mudanças no estilo de vida, prática de exercícios físicos e a introdução de uma dieta adequada. Pacientes com IMC acima de 30 que não estão obtendo resultados com mudanças no estilo de vida e medicamentos podem optar pela cirurgia metabólica. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Conitec aprova relatório que rejeita medicamentos do ‘kit Covid’ no atendimento ambulatorial

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao Sistema Único de Saúde (Conitec) aprovou nesta terça-feira (7) um documento com diretrizes contra o uso ambulatorial da cloroquina, azitromicina, ivermectina e outros medicamentos sem eficácia no tratamento da Covid-19, informou o G1. Foram 7 votos a favor das diretrizes e seis contra. O relatório já tinha sido votado antes pelo Conitec, e depois foi colocado para consulta pública. Agora, o documento final será enviado para a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, que vai definir se as diretrizes sobre o kit serão ou não incorporadas no SUS.  A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) tem 13 integrantes. A maioria é do Ministério da Saúde. Na votação anterior, votaram a favor do kit Covid: cinco secretarias do Ministério da Saúde e o Conselho Federal de Medicina. E votaram contra o kit Covid: duas secretarias do Ministério da Saúde, os conselhos de secretarias estaduais e municipais de Saúde, o Conselho Nacional de Saúde e a Agência Nacional de Saúde. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

’Direito à vida e à liberdade são indissociáveis’, diz ministro da Saúde

Um dia após endossar a fala do presidente da República, Jair Bolsonaro, e afirmar que “é melhor perder a vida do que perder a liberdade”, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira (8/12) que o direito à vida e à liberdade são indissociáveis. Segundo o Correio Braziliense, a declaração foi feita em cerimônia de premiação de iniciativas para pessoas com deficiência realizada no Ministério da Saúde. “O Estado brasileiro consagrou a dignidade da pessoa humana como princípio básico da nossa democracia, então o direito à vida e o direito à liberdade são indissociáveis. Vida e liberdade. A defesa da vida desde a sua concepção”, disse o cardiologista, ao indicar que o Sistema Único de Saúde (SUS) é uma ferramenta fundamental para que esses direitos sejam implementados. Queiroga voltou a falar sobre o surgimento de variantes do novo coronavírus e disse que não está desesperado, já que, como ministro da Saúde, possui o controle do SUS “nas mãos” e conta com a confiança do presidente. A cerimônia realizada no Ministério da Saúde na manhã de hoje premiou cinco iniciativas para pessoas com deficiência. Na ocasião, o ministro da Saúde ainda recebeu o prêmio ‘Visão Social’ da presidente da Fundação Altino Ventura, Liana Ventura.

Comissão Temporária da Covid-19 aprova relatório final

Após oito meses de trabalho e 45 reuniões, a Comissão Temporária da Covid-19 (CTCovid19) encerrou seus trabalhos nesta quarta-feira (8), com a aprovação do relatório final, de 518 páginas, informou a Agência Senado. Segundo o relator, senador Wellington Fagundes (PL-MT), a partir das reuniões realizadas e dos documentos recebidos, foi possível ’compreender melhor a pandemia, contribuir para seu controle e chegar a algumas conclusões a respeito das ações e omissões dos gestores públicos e  suas consequências para a população brasileira’. Ainda de acordo com Wellington, a comissão permitiu ’vislumbrar medidas importantes para minimizar os efeitos da crise sanitária sobre a economia, a educação, a sociedade e o país, e para nos preparar melhor para o enfrentamento a situações semelhantes no futuro’. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

 

Veja outras notícias

Anvisa
Anvisa aprova norma que altera critérios para embalagens plásticas e celulósicas

Anvisa
Anvisa promove oficina para servidores sobre cadeia de valor

Anvisa
Anvisa informa mudança nas petições de produtos de tabaco

Anvisa
Anvisa recebe resposta da Pfizer sobre exigências para vacina infantil

Anvisa
Anvisa informa: o que sabemos sobre a Ômicron

Agência Saúde
Viver sem Limites: cinco melhores iniciativas para pessoas com deficiência são premiadas pelo Ministério da Saúde

Agência Saúde
Residentes em medicina e em área profissional da saúde terão incremento de 23% no pagamento de bolsas

Agência Saúde
Seminário debate as ações na luta contra o HIV/Aids no Brasil

CNS
Secretário de Saúde do ES apresenta experiências exitosas no estado durante seminário do CNS e ENFar

Agência Câmara
Debatedores defendem reconhecimento de pacientes com fissura palatina como pessoas com deficiência

Agência Câmara
Deputados governistas criticam proposta que cria passaporte sanitário de Covid-19

Agência Senado
Sancionada prorrogação de medidas excepcionais para combate à pandemia

Agência Senado
Congresso recebe luz laranja para destacar campanha contra câncer de pele

Agência Senado
Comissão Temporária da Covid-19 aprova relatório final

Agência Brasil
Ômicron chega a 57 países e hospitalizações devem subir

Agência Brasil
Assinado convênio para implantação do Centro Nacional de Vacinas

Correio Braziliense
Anvisa falta reunião com governo e aguarda portaria sobre entrada de viajantes

Correio Braziliense
’Direito à vida e à liberdade são indissociáveis’, diz ministro da Saúde

Folha de S. Paulo
Cresce número de medicamentos e produtos à base de cânabis no Brasil

Folha de S. Paulo
Como a atividade física pode proteger o cérebro dos idosos

O Globo
Anvisa flexibiliza regras em portos para navios de carga com tripulantes vacinados

O Globo
DF autoriza quem não se vacinou a escolher qual imunizante tomar

O Globo
Após governo anunciar quarentena para viajantes não imunizados, Bolsonaro diz que jamais exigirá passaporte de vacina no Brasil

O Globo
Após declarações de Bolsonaro, presidente da Anvisa diz que ‘incertezas’ deixam pessoas mais vulneráveis à Covid-19

Valor Econômico
‘Pandemia não acabou’, diz presidente da Anvisa

Valor Econômico
Doria reserva doses paradas de Coronavac para aplicação em crianças de 3 a 11 anos

Valor Econômico
Ômicron aumenta risco de reinfecção, mas causa doença mais fraca do que a delta, diz OMS

Jota
‘Biossimilares no Brasil: presente e futuro’  (webnar)

G1
Conitec aprova relatório que rejeita medicamentos do ‘kit Covid’ no atendimento ambulatorial

G1
Governo não adotou política efetiva de testagem contra a Covid, avalia TCU

Veja
Senado decide sobre sigilo a pacientes com HIV, hepatite e tuberculose

Medicina S/A
Brasil é o 3º país do mundo que mais gasta com diabetes  

Medicina S/A
Estudo avaliará sequelas da ‘Covid Longa’ em mais de 2 mil pacientes

Medicina S/A
Livro traça a evolução da Residência Médica nas últimas duas décadas

Medicina S/A
Estado de São Paulo lança Frente Parlamentar de Produtos da Saúde

Medicina S/A
Gastos das operadoras batem recorde no 3º trimestre e chegam a R$ 43 bilhões