BOLSONARO QUER DAR ‘LIBERDADE’ PARA O ÍNDIOS, DIZ RURALISTA

//BOLSONARO QUER DAR ‘LIBERDADE’ PARA O ÍNDIOS, DIZ RURALISTA

A decisão do presidente eleito, Jair Bolsonaro, de rever por decreto a demarcação da reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, vai proporcionar “liberdade” para os índios da região, afirma Frederico D’Avila, conselheiro da Sociedade Rural Brasileira (SRB). De acordo com o Valor Econômico, o território onde fica a reserva foi objeto de disputa judicial que envolve índios, produtores de arroz e governo estadual. Em 2009, decisão final do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou a homologação contínua da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, que fora homologada em 2005 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, determinando a retirada dos não indígenas da região. “Inclusive muitos índios trabalhavam com os rizicultores e ficaram lá na reserva na época, uns voltando para idade das cavernas. Outros se juntaram com o homem branco e se dirigiram para Boa Vista, o que fez surgirem favelas”, diz D’Avila. “Então acho que Bolsonaro quer fazer uma coisa boa”, opina.

 

Soja ‘brilha’ e exportações do campo continuam aquecidas



Puxadas por soja, milho e produtos florestais, as exportações brasileiras do agronegócio voltaram a registrar crescimento expressivo em novembro. Conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic) compilados pelo Ministério da Agricultura, totalizaram US$ 8,4 bilhões, 18,3% mais que no mesmo mês do ano passado. Conforme o Valor Econômico, o superávit setorial ficou em US$ 7,2 bilhões, incremento de 21,4%. Como já haviam apontado dados divulgados no início do mês pela Secex, o destaque do setor foi a manutenção do ritmo forte de exportações de soja, embora novembro seja um mês de entressafra no qual normalmente essas vendas são mais modestas. Para o avanço das exportações do complexo soja, informou o ministério, pesou a disparada dos negócios com o grão. Esses embarques alcançaram 5,1 milhão de toneladas, 136,6% mais que no mesmo mês de 2017 e um recorde para meses de novembro. Esse resultado foi diretamente influenciado pela demanda da China, muito mais aquecida que o normal para o mês em virtude das disputas comerciais entre Pequim e Washington, que têm provocado a retração das compras chinesas do grão americano. “E graças a esse movimento, a China ampliou sua liderança como principal destino das exportações brasileiras do agronegócio”, afirmou a matéria.

 

Para o Natal, oferta de aves é ampliada



Para atender a demanda do Natal e do Ano Novo, os avicultores do país ampliaram de forma expressiva o número de pintinhos alojados nas granjas em outubro, conforme estimativas divulgadas na segunda-feira (17) pela Associação Brasileira dos Produtores de Pintos de Corte (Apinco). É o que informa o Valor Econômico. Na prática, os alojamentos são um indicador antecedente da produção de carne. Em média, as aves são abatidas após 43 dias de engorda. Em outubro, 533 milhões de pintinhos foram alojados nas granjas do país, crescimento de 9% ante setembro, quando 489 milhões foram colocados nas granjas. Trata-se do segundo maior patamar registrado em 2018. A recuperação da produção de pintos de corte indica que a avicultura deve deixar de pesar negativamente nos dados da produção industrial do país. Embora em recuperação, a avicultura está longe de compensar o fraco desempenho do primeiro semestre. A diminuição da produção é um reflexo das dificuldades enfrentadas pela indústria brasileira de carne de frango. “No primeiro semestre, a União Europeia vetou a compra de carne de frango produzida por 20 frigoríficos brasileiras. Afora os efeitos diretos da restrição sanitária europeia, a produção foi severamente afetada pela greve dos caminhoneiros”, informa a notícia.

 

Adaptações na agropecuária podem ajudar a reduzir gases de efeito estufa



O jornal Correio Braziliense destacou que embora considerado o principal vilão do aquecimento global, o dióxido de carbono não é o único responsável por absorver parte da radiação solar e redistribuí-la na atmosfera. De fato, o CO2 representa 55% das emissões, mas há outras substâncias que têm o mesmo impacto no aumento de calor no planeta. A agropecuária é a maior fonte mundial de lançamentos dos demais gases de efeito estufa e, agora, uma pesquisa do Instituto Internacional de Análise de Sistemas Aplicados (IIASA) mostrou que mudanças nas práticas agropecuárias e alimentares poderiam reduzi-las em até 38% até 2050. Esse é o prazo para o mundo atingir a meta do Acordo de Paris. As emissões de metano e óxido nitroso vindas do setor agrícola representam atualmente de 10% a 12% dos lançamentos antropogênicos de gases de efeito estufa, e a porcentagem está crescendo, em grande parte, graças ao aumento do uso de fertilizantes sintéticos e do crescimento de rebanhos de ruminantes. “Frank identificou como o setor poderá reduzir as emissões: opções técnicas, como suplementos para alimentação animal que melhoram a digestibilidade dos alimentos; opções estruturais, que são mudanças mais fundamentais na agricultura, como alterações nos níveis de produção, e opções da demanda, ou seja, migração dos consumidores para dietas com menos produtos de origem animal”, destacou o jornal.

 

NA IMPRENSA
Mapa – Vendas externas do Agro ultrapassam US$ 100 bilhões no acumulado de 12 meses 

 

Mapa – Há 11 anos sem registro de aftosa, país é considerado livre da doença com vacinação

 

MMA – Países aprovam regras para concretizar acordo climático

 

MMA – Povos da floresta celebram legado de Chico Mendes

 

MMA – Concessão de serviços em Veadeiros

 

ANAC – Operação Especial 2019 nos aeroportos começa nesta segunda-feira (17/12)

 

Embrapa – Primeiro mestrando da parceria Embrapa-Unipampa defenderá dissertação

 

Embrapa – Mensagem de Boas Festas da Embrapa Tabuleiros Costeiros

 

Embrapa – Calendário mostra a produtor do Pampa quando plantar espécies nativas

 

Embrapa – PL incentiva à geração e aproveitamento das energias renováveis

 

Embrapa – Sistemas integrados garantem produção sustentável na Caatinga

 

Câmara dos Deputados – Agricultura aprova incentivo ao cultivo combinado de peixes e plantas

 

Câmara dos Deputados – Comissão aprova projeto que obriga pet shop a ter circuito interno de câmeras

 

Câmara dos Deputados – Agricultura aprova restrições à importação de banana de países que desrespeitem normas ambientais

 

Câmara dos Deputados – Comissão de Meio Ambiente debate parcelamento do solo em núcleo rural do Distrito Federal

 

Senado Federal – Telmário critica projeto dos maus-tratos aos animais e cobra votação de ‘Estatuto dos Povos Indígenas’

 

Senado Federal – Vanessa Grazziotin critica MP que abre ao capital estrangeiro até 100% das ações de companhias aéreas nacionais

 

Senado Federal – Congresso pode votar vetos e Orçamento nesta terça

 

Senado Federal – Comissão de Mudanças Climáticas apresenta relatório anual de atividades

 

O Estado de S. Paulo – Zoológico consegue reproduzir ave gigante da Oceania em Bauru

 

O Estado de S. Paulo – TST cassa decisão que poderia dificultar negócio entre Boeing e Embraer

 

O Estado de S. Paulo – Fausto Macedo – Moro põe subprocuradora-geral na Secretaria Nacional de Justiça

 

O Estado de S. Paulo – Mourão propõe aval conjunto de Temer e Bolsonaro a acordo de Embraer e Boeing

 

O Estado de S. Paulo – Direto da Fonte – Negociação Boeing-Embraer consumiu centenas de horas

 

O Estado de S. Paulo – Uso de água no País deve crescer 24% até 2030

 

Folha de S. Paulo – Cachorro é homenageado com diploma por acompanhar tutora em aulas

 

Folha de S. Paulo – Após um ano, acordo da Boeing e Embraer cria duas empresas

 

Folha de S. Paulo – Ex-executivos da Embraer são condenados por propina na República Dominicana

 

Folha de S. Paulo – Polícia conclui e envia à Justiça inquérito sobre morte de cadela agredida no Carrefour

 

Folha de S. Paulo – Ação da Receita Federal trava inspeção de cargas no aeroporto de Viracopos

 

G1 – Agro na Globo mostrou a riqueza do campo brasileiro

 

G1 – UE importa mais grãos do que exporta pela 1ª vez em mais de 10 anos

 

G1 – Aquecimento global: a gigantesca fonte de CO2 que está por toda parte, mas você talvez não saiba

 

G1 – Gestora ambiental do Greenpeace conta como é trabalhar em ONGs: escritório x atuação no campo

 

G1 – Sacolés ajudam pets a suportar o calor no Rio

 

G1 – Como Embraer foi da quase falência a acordo bilionário com a gigante americana Boeing

 

O Globo – Bolsonaro encomenda plano de metas a futuros ministros

 

O Globo – Expresso – Blairo Maggi, que deixará o Ministério da Agricultura, prepara a mudança

 

O Globo – Expresso – Prefeito de São José dos Campos diz estar empolgado com a fusão da Boeing com Embraer

 

Valor Econômico – Exportações do campo aumentam 18% em novembro e atingem US$ 8,4 bi

 

Valor Econômico – À frente da Vallée, Delair Bolis comandará MSD no Brasil em 2019

 

Valor Econômico – Bolsonaro quer dar ‘liberdade’ para o índios, diz ruralista

 

Valor Econômico – Para o Natal, oferta de aves é ampliada

 

Valor Econômico – Soja ‘brilha’ e exportações do campo continuam aquecidas

 

Valor Econômico – Acordo Boeing-Embraer está nas mãos do novo governo

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – ”O RS não pode ficar isolado”, diz dirigente de entidade sobre retirada da vacina contra aftosa

 

Correio Braziliense – Adaptações na agropecuária podem ajudar a reduzir gases de efeito estufa

 

Correio Braziliense – Adasa anuncia fim de escassez hídrica no DF e acredita em 2019 sem crise

 

Correio Braziliense – Companhias de baixo custo criam desafio para o setor de aviação

 

Correio Braziliense – ONGs vão processar a França por falta de ação contra a mudança climática

 

Au Online – Agricultura caminha para ficar livre de resíduos químicos

 

Jornal Já – Pampa já perdeu 20% da sua vegetação nativa com avanço da soja e da silvicultura

 

Mais Soja – Tabela de fretes ainda gera discussão entre agentes do setor logístico do agronegócio

 

Mais Soja – A irregularidade nas chuvas deve continuar

 

Mais Soja – Produção de soja no Mato Grosso alcançou 32,52 milhões de toneladas

 

Mais Soja – Mato Grosso tem uma produção esperada de 28,5 milhões de toneladas de milho para a safra 2018/19

 

Mais Soja – Injúria de frio em folíolos de soja

 

Mais Soja – Pesquisadores identificam genes no sorgo que potencializam a tolerância ao alumínio

 

Mais Soja – Satélite brasileiro de alta resolução vai aprimorar monitoramento agrícola

 

Portal do Agronegócio – Programa Pronutiva®, da Arysta, auxilia produtores da Alta Mogiana a elevarem produtividade e qualidade do café

 

__________________________________________________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »