Bolsonaro nega que ministro da Saúde esteja dificultando indicação de cloroquina

//Bolsonaro nega que ministro da Saúde esteja dificultando indicação de cloroquina
 
O presidente Jair Bolsonaro foi questionado na manhã desta segunda-feira (11) por um apoiador sobre a demora do ministro da Saúde, Nelson Teich, em endossar o uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19 e disse que essa informação não é verdadeira, pois o medicamento já está “no protocolo”. Em seguida, afirmou que a droga já está nas farmácias de Brasília, embora esteja em falta em alguns estados. E que o governo tentaria correr atrás para identificar o motivo da suposta ausência. “Tem estado que não está aceitando, está dificultando, outros não. Tem a cloroquina aqui nas farmácias em Brasília, aqui tem. Alguns estados não têm. Vamos tentar correr atrás para ver por que não têm”, declarou Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada. Conforme destaca a reportagem do jornal O Globo, a cloroquina, usada no tratamento da malária, lúpus e artrite reumatoide, foi regulamentada pelo Ministério da Saúde para casos graves em decorrência do novo coronavírus. Teich, por sua vez, já declarou que o remédio não será um “divisor de águas” no tratamento dos casos da Covid-19, como defendeu o presidente desde as primeiras semanas da pandemia.

Na busca por vacina e medicamentos, cientistas contam com voluntários

Na guerra contra a covid-19, a descoberta de uma vacina contra o Sars-CoV-2 é fundamental para conter o avanço do vírus, que já matou mais de 280 mil pessoas e infectou outras 4 milhões no mundo. No Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde, mais de 10 mil pessoas já morreram e quase 156 mil foram infectadas, destacou o jornal O Estado de S.Paulo neste domingo (10). A corrida por um mecanismo de imunização de massa conta com dezenas de grupos de cientistas no mundo, com iniciativas de pesquisas de vacinas que precisam de pessoas que se ofereçam como cobaias para testes e outras que se transformam em doadores voluntários de sangue para formar bancos de estudos. Enquanto no exterior grupos arregimentam interessados nos estudos, no Incor, em São Paulo, pesquisadores em conjunto com a USP e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), já reúnem um grupo de 100 voluntários que doaram sangue para um banco de material a ser estudado em busca de anticorpos resistentes ao vírus. “Eu sou voluntária porque conheço a doença”, conta Waldineia Campos, de 43 anos, enfermeira que contraiu a covid-19 e ficou 13 dias hospitalizada em São Paulo. “Foi uma decisão pessoal. Eu recebi um convite pelo Facebook e decidi participar”, disse. “Eu quero colaborar com a pesquisa para tentar achar uma vacina para a doença”, contou. Nessa briga com o vírus, o desafio é descobrir o mecanismo biológico da célula que possa impedir que o vírus entre pelo tecido dos alvéolos pulmonares, por onde invade o hospedeiro humano, e a construção de uma vacina para um combate microscópico seguro e duradouro, como ocorre com outras doenças já conhecidas. Para o físico Antonio José Roque, diretor-geral do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), de Campinas, ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, esse é o grande desafio atualmente na pesquisa pela cura da covid-19: encontrar um fármaco que funcione contra o vírus, mas que seja seguro para o paciente. Segundo ele, o CNPEM não trabalha com a produção de vacinas. O trabalho de uma centena de cientistas da instituição se concentra na identificação de medicamentos, entre os já existentes, que ofereçam a maior possibilidade de enfrentar o vírus com sucesso. Para isso, segundo o diretor do CNPEM, os cientistas vão usar análises de dados fornecidos até o moderno sistema de computadores conhecido como Sírius, um projeto de quase R$ 2 bilhões, iniciado em 2012, e que ajudará também na pesquisa. Ao todo, estão sendo analisados cerca de 2 mil remédios com potencial para combater o Sars-CoV-2.

Espera por importações atrasa pesquisa de remédios contra Covid-19

Na corrida para testar fármacos eficazes contra a Covid-19, pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP lidam com a demora na liberação pela Receita Federal de insumos importados, informou a colunista Mônica Bergamo da Folha de S.Paulo nesta segunda-feira (11). No laboratório de nível de biossegurança 3 da instituição, que tem capacidade para testar, semanalmente, cerca de 4 mil compostos contra o novo coronavírus, uma remessa de anticorpos vinda dos Estados Unidos já é aguardada há três semanas. Iniciados no dia 27 de março, os experimentos têm contado com insumos emprestados de outros laboratórios da USP. Materiais usados para analisar as amostras, como a placa de Petri, precisam ser lavados a cada nova rodada —o que atrasa os trabalhos. “As perspectivas do que temos até agora são animadoras. A tecnologia que usamos nos permite fazer diversas combinações e cruzar compostos para encontrar as melhores drogas [contra a Covid-19]”, afirma Lucio Freitas-Junior, coordenador da pesquisa.  “Mas a Receita Federal assume que todo mundo é traficante e demora muito mais tempo”, declarou. “Era pra gente estar na capacidade máxima há semanas.”

Reportagem destaca presença de militares em postos-chave do Ministério da Saúde

Há pouco mais de três semanas no cargo, o ministro da Saúde, Nelson Teich, tem privilegiado a nomeação de militares para cargos-chave na administração do órgão, em detrimento de servidores de carreira do ministério. Levantamento divulgado pelo O Globo, nesta segunda-feira (11), identificou pelo menos sete nomeações de militares para postos estratégicos da pasta, a exoneração de servidores de carreira do ministério e uma série de cargos ainda sem substitutos nomeados. Teich assumiu o comando do Ministério da Saúde em 17 de abril, após a queda de Luiz Henrique Mandetta. Este passou por um processo de “fritura” ao se contrapor ao presidente Jair Bolsonaro na defesa de medidas de distanciamento social como forma de enfrentar a epidemia causada pelo novo coronavírus. Ao assumir o cargo, Teich disse estar “100% alinhado” com Bolsonaro. Logo no início de sua gestão, as primeiras nomeações de militares começaram na pasta. O general Eduardo Pazzuelo, que chefiou a Operação Acolhida (para receber imigrantes venezuelanos) foi nomeado para a secretaria-executiva da pasta. Ele é o chamado “número dois”de Teich no comando do órgão. Depois dele, foi nomeado o tenente-coronel Alberto José Braga Goulart para chefiar o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do Maranhão. Na primeira semana deste mês, uma nova leva de militares tomou posse em cargos do ministério. Foram nomeados os tenentes-coronéis Jorge Luiz Kormann (diretor de Programa), Marcelo Blanco Duarte (assessor no Departamento de Logística), Paulo Guilherme Ribeiro Fernandes (coordenador-geral de Planejamento), Reginaldo Machado Ramos (diretor de Gestão Interfederativa e Participativa) e a terceiro-sargento Emanuella Almeida Silva (coordenadora de Pagamento de Pessoal e Contratos Administrativos). Em algumas trocas, os militares substituíram servidores de carreira da pasta, como no caso do tenente-coronel Marcelo Blanco Duarte. Ele assumiu o posto de Adriana Maria Pinhate, servidora efetiva desde 2012. Além de colocar militares em postos-chave, Teich exonerou pelo menos dois políticos que faziam parte do núcleo duro do ministério durante a era Mandetta: os ex-deputados federais Abelardo Lupion e José Carlos Aleluia. Internamente, a ascensão dos militares sobre civis e servidores de carreira com histórico de atuação em saúde pública não tem sido bem recebida por funcionários da pasta. Um servidor do ministério que falou sob a condição de anonimato disse que a chegada dos militares tem causado demora na resolução de processos que já estavam em curso.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Senado – Romário propõe incentivo fiscal a programas para pessoas com deficiência

Agência Senado – Mara Gabrilli pede atenção do governo a pessoas com deficiência na pandemia

Agência Senado – Pandemias podem passar a ser reconhecidas como calamidade pública em 48 horas

Agência Senado – PLs destinam recursos de fundos eleitoral e partidário para o combate à covid-19

Agência Senado – Coronavírus: projeto acelera exame de patentes necessárias para combate a epidemias

Agência Câmara – Proposta cria plano de retomada das atividades no País após a pandemia

Agência Câmara – Aluno com imunodeficiência poderá ter aula à distância enquanto durar pandemia

Agência Câmara – Comissão mista promove audiência com o presidente da Caixa para debater auxílio emergencial

Folha de S.Paulo – Bolsonaro tem semana decisiva em investigação que pode levar a seu afastamento do cargo

Folha de S.Paulo – Em UTI paulistana, pacientes graves ‘caçam ar’ para sobreviver à Covid-19

Folha de S.Paulo – Sarampo avança no Brasil, e medo de coronavírus dificulta vacinação

Folha de S.Paulo – Espera por importações atrasa pesquisa de remédios contra Covid-19

Folha de S.Paulo – Fisioterapia pode ajudar a prevenir piora da Covid-19 e tem papel fundamental para pacientes durante internação

Folha de S.Paulo – Depois da catástrofe

Folha de S.Paulo – Rogério Marinho pede R$ 8 bilhões em obras e emendas em 2020

Folha de S.Paulo – Europa deve estar preparada para 2ª onda de coronavírus, diz agência de controle de doenças

Folha de S.Paulo – Mortes causadas por Covid-19 se espalham em asilos de SP

Folha de S.Paulo – Em UTI paulistana, pacientes graves ‘caçam ar’ para sobreviver à Covid-19

Folha de S.Paulo – Instituto Butantan fará vacina contra chikungunya em parceria com empresa europeia

Folha de S.Paulo – Conheça UTI privada só para pacientes com Covid-19 em SP

Folha de S.Paulo – ‘Em pouco tempo, seremos o epicentro da pandemia’, alertam magistrados

Folha de S.Paulo – Com menor taxa de isolamento de SP, Presidente Prudente tem idosos no centro e parque cheio

Folha de S.Paulo – Com dados sob dúvidas, México vê Mandetta local ganhar protagonismo

Folha de S.Paulo – Em meio ao silêncio de Bolsonaro, ministro da Saúde lamenta marca de 10 mil mortes pela Covid-19

Folha de S.Paulo – Técnicos e enfermeiras de hospital em SP relatam dia a dia de medo, esperança e saudade das mães

Folha de S.Paulo – OAB pede para suspender reajuste do plano de saúde por adesão

Folha de S.Paulo – Com pacientes de Covid-19 intubados, cidade do Amazonas tem baixo estoque de oxigênio

Folha de S.Paulo – Estados sem leitos no SUS devem ter déficit de UTI por dois meses

Folha de S.Paulo – Hidroxicloroquina não reduz mortes ou intubação, mostra estudo

Folha de S.Paulo – Leitos de hospitais do Rio estão vazios porque instituições foram sucateadas

Folha de S.Paulo – Estados sem leitos no SUS devem ter déficit de UTI por dois meses

Folha de S.Paulo – Sem dados, achismo sobre o coronavírus continua a se impor, diz imunologista

Folha de S.Paulo – Presidente do STJ permite que Bolsonaro não entregue resultado de exame de coronavírus

Folha de S.Paulo – Organizações podem ajudar no combate ao coronavírus por meio da avaliação impacto

Folha de S.Paulo – Brasileiro que lidera estudo com remdesivir diz que a droga é a mais promissora contra Covid

Folha de S.Paulo – Médicos da emergência do Hospital das Clínicas vivem carrossel de emoções

Folha de S.Paulo – Cirurgia corrige malformação de bebê ainda no ventre; acompanhe um procedimento

Folha de S.Paulo – Coronavírus: estudo com coquetel de remédios tem bons resultados contra a Covid-19, mostra Lancet

Jornal Agora – Máscaras criativas incentivam o uso e ajudam a aliviar o medo

O Estado de S.Paulo – Com menos UTIs que a Grande SP, interior já teme sobrecarga hospitalar

O Estado de S.Paulo – O dilema do último leito

O Estado de S.Paulo – ‘Se não pode medir, não pode gerenciar’

O Estado de S.Paulo – O que explica sucesso de Argentina e Paraguai no combate à covid-19? Ouça no ‘Estadão Notícias’

O Estado de S.Paulo – Um ato inoportuno e inconveniente

O Estado de S.Paulo – Com menos UTIs que a Grande SP, interior já teme sobrecarga hospitalar

O Estado de S.Paulo – Hospital de referência da Unicamp já tem 80% de ocupação

O Estado de S.Paulo – Ásia teme nova onda de infecções por coronavírus após aumento de casos

O Estado de S.Paulo – CGU analisa denúncias de desvios na pandemia

O Estado de S.Paulo – “Vemos cada vez mais AVCs ligados à covid-19”, diz Paulo Niemeyer Filho

O Estado de S.Paulo – Hospitais de campanha de São Paulo já registram 14 mortes por coronavírus

O Estado de S.Paulo – Na busca por vacina e medicamentos, cientistas contam com ‘cobaias humanas’ como voluntárias

BR Político – Coronavírus avança, e pelo menos cinco Estados partem para lockdown

BR Político – Casos de covid-19 no mundo ultrapassam 4 milhões de infectados

O Globo – Teich coloca militares em postos-chave do Ministério da Saúde

O Globo – Sem isolamento, Covid-19 já se espalhou por 93,5% das cidades do Rio e avança rápido para o interior

O Globo – Ministério da Saúde não sabe como está a ocupação dos hospitais

O Globo – Bolsonaro nega que ministro da Saúde esteja dificultando indicação de cloroquina

O Globo – O general ainda não conquistou sua nova tropa no Ministério da Saúde

O Globo – ‘O impacto da desinformação na saúde é uma das questões mais urgentes’, diz única latino-americano no Conselho de Supervisão do Facebook

O Globo – Visita de Nelson Teich ao hospital de Bonsucesso gera protestos de profissionais da saúde

O Globo – Ministro da Saúde lamenta as mais de 10 mil mortes provocadas pela Covid-19

O Globo – Coronavírus: Ministro Nelson Teich desvia de protesto de profissionais da saúde em hospital no Rio

O Globo – É hora de deixar a cloroquina descansar

O Globo – OMS quer enviar cientistas à China para investigar a origem do novo coronavírus

O Globo – OMS diz que Covid-19 veio de morcego, mas ainda não sabe qual animal a transmitiu aos humanos

STJ – Ministro suspende multa a empresa fabricante de ventiladores pulmonares requisitados pela União

Anvisa – Nota técnica esclarece sobre reúso de EPIs

Agência Saúde – Coronavírus: 162.699 casos confirmados e 11.123 mortes

Agência Saúde – Profissionais de saúde contam com suporte psiquiátrico no SUS

Agência Saúde – Ministério da Saúde habilita mais 116 leitos de UTI

Agência Brasil – Em Brasília, quem não usar máscara será multado a partir de hoje

Agência Brasil – Rio: governo autoriza contratação de 4.117 profissionais de saúde

Agência Brasil – Quarto hospital de campanha para covid-19 é aberto no Rio 

Correio Braziliense – Lista de sintomas do novo coronavírus aumenta a cada semana

Correio Braziliense – Estratégias de estresse pós-traumático podem ajudar psicológico na pandemia

Correio Braziliense – Coquetel de antivirais é nova arma para combater o coronavírus

G1 – Ministério da Saúde é autorizado a contratar 4,1 mil profissionais de saúde

G1 – Residentes em saúde fazem protesto em Brasília

G1 – Médica responde dúvidas sobre a saúde da mulher

Jota – Legislativos apresentam propostas para proteger consumidor durante pandemia

_______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »