Boletim NK – Veterinários do rio Grande do Norte cobram prioridade em vacinação da covid-19.

//Boletim NK – Veterinários do rio Grande do Norte cobram prioridade em vacinação da covid-19.

Veterinários do Rio Grande do Norte cobram prioridade em vacinação da covid-19.

Em ofício protocolado na Secretaria Estadual de Saúde nesta segunda-feira (18), o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Norte reforçou às autoridades estaduais que os médicos-veterinários devem fazer parte do grupo prioritário para tomar a vacina contra a covid-19, sob a justificativa de que também são profissionais de saúde. O documento também foi encaminhado às Regionais de Saúde do Rio Grande do Norte.

No texto, o presidente do CRMV-RN, Dr. Raimundo Alves Barrêto Júnior, solicita que a Secretaria de Saúde informe aos municípios que é direito do Médico-Veterinário receber a imunização contra Covid-19 de forma prioritária, juntamente com os demais profissionais de saúde, conforme planos de vacinação federal e estadual. O documento foi protocolado pelo secretário-geral do Regional, Dr. José Arimateia da Silva.

Atualmente o Estado conta com 1.104 profissionais médicos-veterinários distribuídos nos 167 municípios. No ofício, o presidente reforçou que a categoria é reconhecida dentro do rol de profissões da saúde pública, pelo menos, desde 1998, quando a Resolução Normativa do Conselho Nacional de Saúde – a CNS 287/1998 reconheceu a importância da Medicina Veterinária para saúde única. As informações são do Jornal Tribuna do Norte.

Bahia sela compromisso para se tornar zona livre de Febre Aftosa sem vacinação

A Bahia avançou mais uma etapa da maratona rumo ao cobiçado status de Zona Livre da Aftosa sem Vacinação, após a carta de compromisso do governo do estado endereçada à ministra da Agricultura Tereza Cristina, reforçando o empenho e detalhando o planejamento para assegurar a conquista da mudança de status sanitário em 2023. “O alcance desse status valoriza o rebanho baiano e consequentemente aumenta o patrimônio dos pecuaristas”, contabiliza Maurício Bacelar, diretor-geral da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia).

A ADAB é o braço do governo baiano responsável pelas intervenções agropecuárias necessárias para a conquista do status de zona livre sem vacinação e de implementação do PNEFA (Plano Nacional de Vigilância da Aftosa), coordenado pelo Mapa. O compromisso manifestado pelo governo envolve também a SEAGRI (Secretaria Estadual da Agricultura) e todos os elos da cadeia produtiva em prol do fortalecimento do sistema de vigilância em saúde animal.

Em 2020, a Bahia vacinou na primeira etapa, no mês de maio, 93,65% do seu rebanho, e em novembro 93,99%. O estado alcançou a nota 1.1, uma das menores pontuações do país na avaliação de probabilidade de risco para reintrodução da Febre Aftosa, em escala que vai até 5, estimada pelo MAPA. A reportagem é do portal Agrolink.

 

Programa inicia diagnóstico de doenças visando melhorar a sanidade de caprinos e ovinos

Uma equipe formada por pesquisadores da Embrapa Caprinos e Ovinos e da Fundação de Apoio ao Instituto Federal da Paraíba (Funetec) realiza, a partir desta semana, um trabalho de verificação das condições de sanidade dos rebanhos da região de Pintadas (BA). Os profissionais visitarão cerca de 60 propriedades, durante 15 dias, onde farão a coleta de sangue nos animais. A atividade faz parte do Programa AgroNordeste, coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que tem Embrapa e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida)/Projeto Dom Hélder Câmara entre as instituições parceiras.

O material será coletado em mil caprinos e mil ovinos, de aproximadamente 60 propriedades do município de Pintadas e adjacências, em um raio de 100 km, indicadas por representantes do FrigBahia, frigorífico especializado na produção e comercialização de carnes especiais de cordeiros e cabritos. De acordo com o pesquisador da Embrapa Rizaldo Pinheiro, serão diagnosticadas oito doenças, a fim de verificar a sanidade dos rebanhos. Além disso, será feito um banco de DNA, que poderá ser utilizado para melhoramento genético e para pesquisa de micro-organismos. As informações foram publicadas pelo portal Agrolink.

Outra atividade realizada será a capacitação de uma equipe da Funetec e do FrigBahia para a coleta de fezes dos animais e envio das amostras para análise na Embrapa, com o objetivo de verificar a resistência dos rebanhos da região à verminose. A partir do final do mês de janeiro, serão agendadas outras visitas para coletar esse material e realizar o exame ocular Famacha em cerca de 40 propriedades do território da Bacia do Jacuípe (BA).  Ainda em 2021, serão feitos testes da vacina contra a verminose nos rebanhos da região.

 

Carroceiros protestam na Prefeitura de Belo Horizonte contra proibição de veículos de tração animal

Cerca de 200 carroceiros se reúnem na porta da prefeitura de Belo Horizonte, na Avenida Afonso Pena, nesta terça-feira (19/1) para pedir que o prefeito Alexandre Kalil (PSD) vete o Projeto de Lei N° 142/2017, aprovada em segundo turno na Câmara Municipal em 15 de dezembro. A legislação prevê a substituição dos veículos de tração animal e humana da cidade por estruturas motorizadas. De acordo com proposta, a circulação em áreas públicas das carroças conduzidas por animais ficaria proibida dentro de prazo de quatro a cinco anos. Os carroceiros seriam cadastrados pela PBH e engajados em outros trabalhos.
Os carroceiros chegaram à sede da PBH às 11h30 e, até as 13h40,  não conseguiram agendar uma conversa com o perfeito. O presidente da associação dos carroceiros, Sebastião Álves de Lima, queixou-se de uma falta de resposta e apelou para a  compaixão de Kalil para com esses trabalhadores que ficarão sem sustento com o veto  ao uso de animais na tração das carroças. “Gostaria de clamar ao prefeito para nos atender  e dar uma solução vetando o projeto de lei. O que vai ser feito de nós? O prefeito que governa para todos vai se  compadecer de nossas famílias”, argumentou.
Sebastião afirmou que os  cavalos, que fazem a tração das carroças, não sofrem maus-tratos. Ele afirma que ocorre a situação contrária, que há uma relação de cuidado, que decorre da aproximação entre os carroceiros e os animais. Essa prática de uso dos animais integra, como ele destaca, à cultura de grupos tradicionais,  como quilombolas, ciganos e indígenas. “Falarem de maus-tratos foi a maneira que encontraram para falarem mal de nossas práticas”.  Sebastião afirma que, caso a lei não seja sancionada, a categoria está disposta a  passar por processos de fiscalização dos cuidados tomados com os animais.
De origem cigana, ele lembra que trabalha como carroceiro há 49 anos. O contato com os animais teve início nos acampamentos ciganos, quando ainda era criança. “É o carroceiro que cuida desses animais. Muitas vezes, deixa de tirar para ele próprio para comprar remédio, farelo e ração para os animais”. As informações são do jornal Estado de Minas.
NA IMPRENSA

Valor Econômico – MT já disputa liderança na exportação de carne bovina

Agrolink – Bahia sela compromisso para se tornar zona livre de Febre Aftosa sem vacinação

Agrolink – ATeG do Senar-MT deve ampliar atendimento para mais 22 municípios neste ano

Agrolink – ARCO completa 79 anos e comemora o fortalecimento e consolidação do setor

Agrolink – Programa inicia diagnóstico de doenças visando melhorar a sanidade de caprinos e ovinos

Agrolink – Bomar Pescados projeta crescimento em vendas e expansão comercial para 2021

Portal do Agronegócio – Cobb-Vantress debate ambiência para melhor produtividade de matrizes em webinar

Portal do Agronegócio – Estresse térmico pode impactar desempenho do agronegócio

Portal do Agronegócio – ABS lança Catálogo Leite Europeu 2021

Portal do Agronegócio – Programa Vetoquinol Resolve oferece soluções e serviços exclusivos para atender às necessidades dos pecuaristas brasileiros

Tribuna do Norte – Veterinários cobram prioridade em vacinação da covid-19.

Metrópoles – Cães acorrentados e sem comida: PCDF atuou em mil denúncias de maus-tratos a animais

Diário do Rio – Mais de 100 animais resgatados em 2021 pela Secretaria de Proteção ao Animal

M&E – Delta para de aceitar animais de apoio emocional em seus voos

Estado de Minas – Carroceiros protestam na PBH contra proibição de veículos de tração animal

Agrotec – ANIPLA publica posição da indústria europeia sobre o relatório ENVI sobre a Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »