Boletim NK – Busca por produtos para pets no iFood cresceu 60% em novembro e dezembro

Home/Informativo/Boletim NK – Busca por produtos para pets no iFood cresceu 60% em novembro e dezembro

Busca por produtos para pets no iFood cresceu 60% em novembro e dezembro

A busca por produtos para animais de estimação no iFood cresceu 60% em novembro e dezembro de 2020. Segundo a empresa, a mudança de hábitos de consumo em meio ao isolamento social da epidemia de Covid-19, com compras feitas virtualmente, contribuiu para esse aumento.

“O Brasil já é o segundo maior mercado de produtos pet, com 6,4% de participação global”, diz Antonio Mello, diretor do iFood Mercado. “A busca por esses produtos pelo delivery já se tornou um hábito permanente e conta com uma experiência de compra prática e segura”, afirma o executivo à Folha de São Paulo.

China detecta traços de coronavírus em lote de carne suína exportada pela BRF

Autoridades chinesas teriam detectado traços do vírus da covid-19 em um lote de carne suína exportada pela BRF, de acordo com agências. A informação, segundo a agência Lusa, veio da província de Zhejiang, no leste da China. O lote de 16,3 toneladas de carne suína desembarcou em Xangai em 14 de janeiro. Ainda não está claro o abatedouro de origem da carne.

Desde o ano passado, os chineses detectaram a presença do vírus em cargas de diversos frigoríficos brasileiros. Na maior parte das vezes, na embalagem.

Procurada pelo Valor Econômico, a BRF informou que não foi notificada oficialmente pelas autoridades chinesas sobre “quaisquer possíveis problemas com seus produtos exportados” ao país. “A empresa ressalta a segurança e a alta qualidade de seus alimentos fornecidos no mundo inteiro, em conformidade com os regulamentos e os rígidos padrões internacionais de segurança e higiene”, diz a companhia, em nota.

França teve 418 focos de influenza aviária e abateu 2 milhões de aves

O governo da França informou que o surto agudo de gripe aviária altamente patogênica (vírus H5N8) resultou em “um forte impacto no setor avícola no sudoeste” do país. São 418 focos confirmados nacionalmente desde dezembro, dos quais 406 em fazendas de aves no sudoeste, principalmente patos. Segundo o governo francês, cerca de 2 milhões de patos e outras aves tiveram que ser abatidos, até o momento.

Outros 12 casos de contágio foram localizados em outras regiões do país e mais 11 notificações estão relacionadas à vida selvagem, em uma ampla variedade de espécies (gansos, cisnes, gaivotas, urubus, etc). As autoridades francesas tentam conter o vírus, com alto potencial de disseminação entre animais – mas inofensivo aos homens -, que já infectou aves migratórias e criações locais em 18 países da União Europeia.

Segundo o portal Agrolink, para limitar a propagação do vírus na França, foi ordenada uma redução drástica na densidade avícola no entorno dos focos e dentro dos criadouros, de acordo com as recomendações dos órgãos científicos. Segundo o governo francês, a estratégia de despovoamento começa a dar frutos, com diminuição de novos casos em Landes, um dos primeiros locais de contaminação. A situação está mais controlada nos distritos ao redor.

De acordo com o ministro da Agricultura e Alimentação, Julien Denormandie, as perdas materiais dos criadores de aves franceses serão compensadas em valores pelo governo, e diversos criadores já receberam adiantamentos.

França usa cães para detectar coronavírus na transpiração humana

Eliot é treinado para encontrar o rastro de criminosos e pessoas desaparecidas, mas há um mês, esse pastor belga está treinando para detectar o coronavírus no suor humano em um programa desenvolvido no sudoeste da França.

Pretende-se dar uma “solução complementar” em um momento em que “é necessária uma oferta ampliada, rápida e não invasiva de detecção”, destaca Thierry Pistone, infectologista do Centro Hospitalar Universitário (CHU) de Bordeaux, que aderiu ao 5º. veterinário de laboratório mundial (Ceva Santé animale) neste projeto apresentado à imprensa na sexta-feira.

Como Eliot, o Labrador Marvel e três outros pastores belgas e alemães, todos membros das brigadas caninas da polícia militar e dos bombeiros, treinam em seu novo “jogo” de farejar por 10 minutos o suor das axilas de pessoas no início da infecção por covid-19.

Batizado de Cynocov, este projeto se baseia no método Nosais covid-19, desenvolvido pelo professor Dominique Grandjean da Escola Nacional de Veterinária Maisons-Alfort (próximo a Paris) e que vem enriquecer a imensa “biblioteca olfativa” do cão, desde então utilizada para a detecção de certos tipos de câncer. A matéria foi publicada no portal da revista Isto É.

 

NA IMPRENSA

 

Valor – Auster mantém aceleração e prevê aumento de receita de 30% no ano

Valor – China detecta traços de coronavírus em lote de carne suína exportada pela BRF

Agrolink – França teve 418 focos de influenza aviária e abateu 2 milhões de aves

Agrolink – A pecuária absorverá as altas do farelo de soja?

Canal Rural – Leite: ‘Queda no preço e aumento nos custos preocupam produtor’

Campo Grande News – Equipe começa a coletar amostras para avaliar covid em cães e gatos

Valor Investe – BofA eleva preço-alvo da Petz de R$ 20 para R$ 28 e recomenda compra

O Presente Rural – Desinfecção a seco das instalações reduz a pressão de infecção nas granjas

Defesa – Agroindústrias e frigoríficos registrados contribuem para segurança de produtos de origem animal 

AF – Produtor rural tenta impedir eutanásia de cavalo com doença transmissível no Tocantins

Notícias Agrícolas – Centenas de pelicanos mortos no Senegal testam positivo para a gripe aviária H5N1

Notícias Agrícolas – A gripe aviária mata mais de 250 pelicanos na Mauritânia, diz ministério

Folha – Busca por produtos para pets no iFood cresceu 60% em novembro e dezembro

Segs – Insurtech Ciclic passa a aceitar pets como dependentes em serviço de saúde familiar

IstoÉ – França usa cães para detectar coronavírus na transpiração humana

Diário do Nordeste – Produtores de leite miram no cooperativismo para alavancar setor

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »