Boletim NK – Câmara de BH cria comissão de defesa e proteção dos animais

Home/Informativo/Boletim NK – Câmara de BH cria comissão de defesa e proteção dos animais

Câmara de BH cria comissão de defesa e proteção dos animais

A Câmara de Belo Horizonte aprovou na quarta-feira (03/02), em plenário, o requerimento da vereadora Duda Salabert (PDT) para que seja criada a Comissão Especial de Proteção e Defesa dos Animais.

De acordo com a vereadora, a comissão visa discutir questões animais pelo viés da saúde única, compreendendo que há uma interdependência entre saúde animal, ambiental e humana.

Segundo Duda, a “vitória’ e do movimento de defesa dos animais. “Há duas semanas dei início a essa movimentação, colhendo assinaturas de vereadoras e vereadores que se preocupam com as saúdes humana, ambiental e animal”, explica. A apuração foi feita pelo jornal Estado de Minas.

Acidentes de animais peçonhentos diminuem 10,1% nos últimos dois anos

Os casos de acidentes com animais peçonhentos reduziram 10,1% na comparação das ocorrências de 2020 e 2019 no Amazonas. Os dados de acidentes envolvendo animais peçonhentos são de notificação compulsória (obrigatória) realizada pelas secretarias municipais de saúde de cada um dos 62 municípios do Amazonas e informada à Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) que consolida os indicadores.

De janeiro a dezembro de 2020, foram registrados 2.989 acidentes com animais peçonhentos. Já em todo o ano de 2019, essas ocorrências chegaram a 3.327 casos. A maioria desses acidentes são causados por serpentes, modalidade que sofreu redução de 6,3% no comparativo entre os dois anos. Em 2020, 71,3% do total dos acidentes foram causados por serpentes. Em 2019, esse animal foi responsável por 68,4% dos casos. A apuração foi feita pelo portal Toda Hora.

Os acidentes pelos demais animais peçonhentos no estado também apresentaram redução. A Gerência de Zoonoses da FVS-AM identificou redução de 17,5% nas ocorrências envolvendo escorpiões, com 513 registros de 2019, e 423, em 2020. A redução de 16,9% também foi observada nos acidentes tendo aranhas como causadores, sendo 206 registros em 2019, e 171, em 2020. Já os casos envolvendo lagartas permaneceram iguais nos últimos dois anos: foram 29 acidentes registrados em 2019 e em 2020 tendo esses animais como causadores.

Há cinco anos, Paraná proibiu uso de animais em testes de cosméticos

O Brasil ainda não tem lei federal contra a realização de testes em animais na indústria de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal, e são poucos os estados que baniram a prática. No Paraná, por exemplo, a proibição existe dezembro de 2015.A Lei nº 18.668 vale para uso de animais no desenvolvimento ou avaliação de eficácia e segurança de qualquer substância natural ou sintética de qualquer produto para aplicação na pele, cabelos, unhas, lábios, órgãos genitais, dentes e cavidade oral.

Caso a proibição não seja respeitada, as multas podem variar de mais de R$ 200 mil para pessoa física a até mais de R$ 5 milhões para empresas. Os valores arrecadados só podem ser destinados a ações em benefício dos animais – incluindo recursos para abrigos e santuários.

De acordo com o Vagazeta, além do Paraná, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo contam com lei que proíbe o uso de animais em testes na indústria cosmética.

No entanto, hoje há uma necessidade de que o país aprove uma lei federal contra a prática, considerando que em 2018, por exemplo, o Supremo Tribunal Federal (STF) classificou como inconstitucional a lei que impedia testes em animais no Amazonas. A alegação foi de que apenas leis federais “podem determinar normas gerais em relação à fauna”.

China encontra vestígios do coronavírus em embalagens de aves russas

O órgão de segurança alimentar da Rússia divulgou nesta quarta-feira que a alfândega chinesa encontrou vestígios de coronavírus nas embalagens de 13 lotes de produtos avícolas de empresas ligadas ao grupo Cherkizovo em três diferentes regiões russas. A informação é da agência Reuters.

“De acordo com a lei chinesa, as declarações de importação de produtos dessas empresas serão temporariamente suspensas por quatro semanas a partir de 3 de fevereiro de 2021”, disse, em comunicado, o Rosselkhoznadzor, o serviço russo de vigilância fitossanitária.

 

NA IMPRENSA

 

G1 – Piscina para pets lota nos 40º do verão do Rio

Valor – China encontra vestígios do coronavírus em embalagens de aves russas

Canal Rural – Leite: preço pago ao produtor em janeiro recuou 2%, diz Scot Consultoria

Canal Rural – RS: setor de aves pede ajuda diante da oferta reduzida de insumos

Canal Rural – Suínos: ‘Normativa de bem-estar animal é uma conquista para o setor’

Agrolink – Programas terão ações para melhoria da qualidade do leite de cabra na Paraíba e Pernambuco

Agrolink – Brasil tem novo laboratório para diagnosticar doenças aviárias

Estado de Minas – Câmara de BH cria comissão de defesa e proteção dos animais

Metrópoles – Instituição em defesa dos animais fará acampamento com mil barracas na Esplanada

Monitor – Qatar Airways transporta gratuitamente animais selvagens de volta ao seu habitat

Toda Hora – Acidentes de animais peçonhentos diminuem 10,1% nos últimos dois anos

Vegazeta – Há cinco anos, Paraná proibiu uso de animais em testes de cosméticos

Vegazeta – Reunião do governo do RS sobre fim das corridas de galgos será na sexta

Sobral Online – Câmara de Sobral terá Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Animais

Cidade Hoje – Famalicão: Município disponibiliza 45 mil euros para o cheque veterinário

Dinheiro Rural – Projeto usa olfato de cães para diagnóstico precoce do câncer de mama

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »