Boletim NK – Aberta consulta pública para trânsito de produtos de origem animal

//Boletim NK – Aberta consulta pública para trânsito de produtos de origem animal

Aberta consulta pública para trânsito de produtos de origem animal

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou, nesta quinta-feira (14), a Portaria nº 198 que coloca em consulta pública a proposta de Instrução Normativa (IN) que estabelece os procedimentos para habilitar estabelecimentos para exportação e o trânsito de produtos de origem animal.

Os estabelecimentos precisam ser registrados no Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Os interessados têm prazo de 45 dias para participarem da consulta pública.

A proposta tem por objetivo simplificar e desburocratizar a emissão de certificação sanitária para o trânsito de matérias-primas e produtos de origem animal, detalhar o processo de emissão de certificação pelas unidades administrativas do Mapa, com atribuições para certificação sanitária; dar transparência e segurança ao processo de certificação sanitária; e garantir a inocuidade, conformidade e rastreabilidade dos produtos de origem animal certificados, possibilitando atender demandas específicas no controle da cadeia produtiva e requisitos de países importadores.

 

Tocantins tem segundo caso de mormo este ano

O Tocantins segue em estado de alerta para o mormo. Depois de registrar 11 focos em 14 animais em 2020, neste ano já são dois casos confirmados. O último foi confirmado em Taguatinga, na região sudeste o Estado.

Segundo a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), o resultado foi confirmado pelo laboratório oficial do Ministério da Agricultura, pelo médoto Western Blotting,  que é o teste complementar confirmatório. Trata-se de um cavalo de quatro anos.Diante do resultado a propriedade rural foi interditada e será feita a eliminação do foco, com a eutanásia e posterior destruição da carcaça do animal. Também vai ser realizada a colheita de amostra para investigação sorológica nos demais equídeos daquela unidade e a Adapec fará investigação epidemiológica, incluindo avaliação da movimentação dos equídeos do estabelecimento pelo menos nos últimos 180 dias anteriores à confirmação do caso, com vistas a identificar possíveis vínculos epidemiológicos.

O proprietário já foi orientado sobre as medidas a serem adotadas para descontaminação do ambiente e notificará a ocorrência de mormo às autoridades locais de saúde pública para tomar as providências, uma vez que o mormo é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida para o ser humano. As informações são do portal Agrolink

 

Emissão de SIF cresceu 18%

O Serviço de Inspeção Federal (SIF) registrou o aumento de 18% na emissão de certificados sanitários para produtos de origem animal em 2020 em relação ao ano de 2019, conforme dados do 10º Relatório de Atividades, divulgado nesta quinta-feira (14). Ao todo, foram emitidos 429.306 certificados sanitários. A certificação sanitária assegura que os produtos e os sistemas de produção atendem a todos os requisitos acordados com os países para os quais o Brasil exporta seus produtos.

Também foram aprovados 60 modelos de certificados sanitários internacionais para exportação de produtos brasileiros e 59 modelos de certificados sanitários internacionais para importação de produtos de origem animal e para alimentação animal. Segundo o relatório, desde agosto de 2020, não foi registrada nenhuma paralisação em abatedouros frigoríficos motivada pela pandemia do coronavírus (Covid-19). Além disso, a autoridade sanitária chinesa (GACC) realizou auditorias, por meio de videoconferência, em dez estabelecimentos brasileiros (quatro abatedouros de aves, dois de suínos, um de bovino e três estabelecimentos de pescado) para verificação das medidas adotadas para prevenção do vírus.  As informações foram apuradas pelo portal Agrolink.

 

Frango: preço dos insumos sobe e diminui poder de compra do avicultor

Os preços do frango vivo caíram no mercado interno, refletindo uma diminuição das vendas de carne de frango desde o fim de dezembro, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).  Já os preços de milho e farelo de soja, importantes insumos de ração, subiram, reduzindo o poder de compra do avicultor.

Na média das regiões do Estado de São Paulo, o animal foi negociado a R$ 4,26/kg na parcial de janeiro (até 13), queda de 4,7% ante dezembro, mas ainda 36,6% acima do preço observado em igual mês de 2020.Na média parcial de janeiro, o avicultor pôde comprar 3,1 quilos de milho com a venda de um quilo de frango vivo, 13% menos do que em dezembro e 16,7% menos do que em janeiro de 2020, segundo o Cepea. No caso do farelo de soja, foi possível ao avicultor a compra de 1,58 quilo do derivado com a venda de um quilo de frango, queda de 8% na comparação com dezembro e de 31,7% ante janeiro do ano passado.

 

NA IMPRENSA

 

Agrolink –  Tocantins tem segundo caso de mormo este ano

Agrolink – Emissão de SIF cresceu 18%

Agrolink – Paraná registra produção recorde de carnes em 2020

Agrolink – MSD Saúde Animal oferece aplicativo de monitoria sanitária gratuito ao mercado da suinocultura

Agrolink – Touro gaúcho ganha Teste de Eficiência Alimentar da ABCDB

Agrolink – Argentina teve salto de 66% nas exportações de carne suína em 2020

Agrolink – “Carne suína continuará sendo protagonista”, assegura presidente da ABPA

Agrolink – Participação da carne de frango na pauta cambial brasileira em uma década

Canal Rural – Frango: preço dos insumos sobe e diminui poder de compra do avicultor.

SBA – Fiscalização no interior de SP interrompe atividades de abate clandestino de suínos

SBA –  Aberta consulta pública para trânsito de produtos de origem animal

SBA – Apicultura para um futuro produtivo e sustentável

Anda – Maioria das cidades mineiras não cumprem lei que obriga castração em massa de cães e gatos

Portal do Agronegócio – Nutrição no período seco exige atenção especial para suprir as exigências das vacas leiteiras

Portal do Agronegócio – A importância do diagnóstico inicial para uma avicultura de resultado

Portal do Agronegócio – Autoridades alemãs reconhecem redução de Salmonella em suínos após vacinação com Enterisol® Ileitis

Metrópoles – Funcionários terceirizados do Ibama voltam ao trabalho presencial

Metrópoles – Aquecimento do oceano causa nascimentos prematuros de tubarões

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »