BLAIRO MAGGI PEDE CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MÉDICOS VETERINÁRIOS

//BLAIRO MAGGI PEDE CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MÉDICOS VETERINÁRIOS
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, pediu ao Ministério do Planejamento a contratação temporária de médicos veterinários. De acordo com O Estado de S.Paulo, a medida foi apresentada como alternativa até que possam ser contratados auditores fiscais – há necessidade de concurso público para aumentar o quadro dessa categoria de profissionais. Maggi esteve na quarta-feira (28) no Planejamento, acompanhado do secretário de Defesa Agropecuária do ministério, Luis Rangel. “Desde que assumi o Ministério da Agricultura, trabalho para a ampliação de mercados consumidores de produtos brasileiros. Neste momento, esbarramos numa situação difícil em relação ao crescimento das nossas exportações. O entrave diz respeito ao quadro restrito de servidores do Mapa”, disse o ministro, em nota. “A falta de pessoal impede a abertura de plantas frigoríficas, por exemplo, atrasando o aumento da produção nacional.” Maggi acrescentou que o problema deve ser solucionado. “Estou certo de que conseguiremos o apoio necessário. Também estou confiante no crescimento do comércio brasileiro.” O site do G1 destaca que, na véspera, o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, afirmou que o país precisa de mais 1,6 mil inspetores em instalações frigoríficas.

Bancada ruralista volta a pressionar por MP do Funrural

A bancada ruralista do Congresso decidiu manter o apoio ao governo e voltou a se reunir na quarta-feira (28) com o presidente Michel Temer para cobrar a edição da Medida Provisória que tentará solucionar as dívidas e os pagamentos futuros do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), que foi considerado constitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em abril. Temer já sinalizou em diversas ocasiões que concorda em assinar a MP, mas diante da crise instalada em seu governo a partir da delação de executivos da JBS – e também em razão de divergências entre os próprios ruralistas em relação a alguns pontos do texto final -, as negociações em torno da proposta de lei ficaram paralisadas. O jornal Valor Econômico apurou, no entanto, que o imbróglio pode se estender, uma vez que a Casa Civil tem freado a edição de medidas provisórias em meio à crise política. “A bancada ruralista também sugere que o saldo devedor junto ao Funrural seja corrigido pelo IPCA (índice oficial de inflação do país) – e não pela Selic, como pretende o governo. Pelo menos em relação às novas taxas que serão adotadas para a cobrança do Funrural já há consenso. O governo concordou em reduzir de 2,3% para 1,5% a alíquota “cheia” do Funrural incidente sobre a receita de cada produtor com a venda de produtos agropecuários”, enfatiza o texto.

Lucro líquido da Monsanto cresceu 17,6% no 3º trimestre

A americana Monsanto reportou lucro líquido global de US$ 843 milhões no terceiro trimestre de seu atual exercício, 17,6% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior. As vendas líquidas totais da companhia somaram US$ 4,23 bilhões, aumento de 0,95% na comparação. Como de costume, a divisão de sementes da múlti puxou as vendas, com um montante de US$ 3,13 bilhões, ante US$ 3,21 bilhões um ano antes. Dentro da divisão, a área de traits e sementes de milho respondeu por um faturamento líquido de US$ 1,49 bilhão, queda de 6,3%. Reportagem do jornal Valor Econômico destacou que as vendas de sementes de soja somaram US$ 896 milhões no trimestre, com um aumento de 29,3%. As vendas de sementes de vegetais ficaram praticamente estáveis com US$ 199 milhões. Já a divisão agrícola da companhia registrou vendas de US$ 1,098 bilhão no trimestre, com crescimento de 11,8%. “Nossa liderança e compromisso de inovação com nossos clientes está impulsionando nosso crescimento e a conclusão do terceiro trimestre reforça nossa confiança no ano todo”, disse Hugh Grant, presidente e diretor executivo da Monsanto, no texto de divulgação de resultados.

Após críticas de investidores, Dow e DuPont defendem fusão

Há poucos meses da conclusão do processo de fusão, as americanas Dow Chemical e DuPont anunciaram nesta quinta-feira (29) que o conselho de administração de ambas as empresa apoiam uma “ampla” revisão do portfólio da companhia resultante da união, que deve ocorrer em agosto. Conforme Dow e DuPont, esse processo de revisão de portfólio levará em consideração o conhecimento acumulado desde que a fusão foi anunciada, há um ano e meio. A intenção das duas companhias é “capturar” qualquer oportunidade de geração de valor adicional para preparar a segregação da empresa resultante da fusão em três. Hoje, Dow e DuPont reiteraram a intenção de desmembrar a companhia em até 18 meses após a fusão. O anúncio feito por Dow e DuPont ocorre em meio à insatisfação de importantes investidores com os planos da companhia para o pós-fusão. Recentemente, o fundo Glenview Capital Management LLC encontrou-se com responsáveis de ambas as empresas e pediu alterações ao plano de dividir o grupo combinado em três partes”, ressalta a reportagem.

NA IMPRENSA

Mapa – Blairo Maggi quer contratar temporariamente médicos veterinários

Mapa – Ministro participa de encontro com agricultores paraibanos em Campina Grande

MMA – Pesquisa sobre dinâmica populacional é avaliada

MMA – Ministério e Sebrae firmam cooperação técnica

SAC – Quintella assina acordo internacional para melhorar segurança do aeroporto de Congonhas

Embrapa – Unidade realizará encontro internacional sobre melhoramento de feijão

Embrapa – Dos bancos genéticos para o mercado: Embrapa estuda funcionalidade de microrganismos

O Estado de S.Paulo – Fibria quer se unir à Arauco na Eldorado

Folha de S.Paulo – Vaivém das Commodities – Preço do boi gordo tem maior queda da história em 12 meses, aponta Cepea

Folha de S.Paulo – Consumo e produção de orgânicos têm que ganhar escala, aponta ‘Diálogos’

Valor Econômico – Credores aprovam plano de recuperação da Campo Lavoura Agronegócios

Valor Econômico – Lucro líquido da Monsanto cresceu 17,6% no 3º trimestre 

Valor Econômico – Após críticas de investidores, Dow-DuPont defendem fusão

Valor Econômico – Indústrias reduzem estimativa de preço para soja exportada 

Valor Econômico – Bancada ruralista volta a pressionar por MP do Funrural 

Valor Econômico – Nestlé fomenta produção de leite orgânico no país 

Valor Econômico – Pecuarista obtém margens melhores no campo

Valor Econômico – Commodities Agrícolas 

G1 – Operações de grãos da Cofco na Argentina são afetadas por ataque cibernético

G1 – Maggi pede contratação temporária de veterinários como alternativa a admissão de auditores fiscais

G1 – Alternativa para possíveis crises energéticas, cogeração com bagaço da cana-de-açúcar chega a 30 anos

Nortão News – Feijão agora pode ser rastreado pelo celular do consumidor

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.