Audiência sobre novos casos de contaminação por glifosato é adiada para 12 de maio

//Audiência sobre novos casos de contaminação por glifosato é adiada para 12 de maio

Uma audiência para resolver futuras ações judiciais que associam o herbicida glifosato à causa de câncer foi adiada para 12 de maio, depois de os advogados dos reclamantes rejeitarem a proposta de solução feita pela Bayer, fabricante do agrotóxico. De acordo com o Valor Econômico o CEO da companhia e o tribunal confirmaram o adiamento. A definição sobre como a Bayer enfrentará os processos judiciais que podem ser abertos no futuro continua a ser fundamental para os investidores da companhia, já que a batalha legal relacionada ao herbicida, comercializado com a marca Roundup, tende a manter as ações da multinacional alemã sob pressão. A expectativa dos investidores é que a Bayer encerre o imbróglio com a proposta, que prevê o pagamento de até US$ 2 bilhões aos futuros demandantes.

Bayer prevê crescimento da divisão agrícola de pelo menos 3% ao ano de 2022 a 2024

A Bayer projeta vendas líquidas de 43 bilhões a 45 bilhões de euros até 2024, segundo as perspectivas de crescimento de longo prazo apresentadas pelo CEO Werner Baumann, que participou nesta quarta-feira (10) de evento virtual da companhia. A multinacional alemã conta com melhorias de eficiência de processos e esforços de inovação em todas as suas divisões como parte do trabalho para perseguir a meta, destacou o Valor Econômico. Para a divisão agrícola, a Crop Science, a empresa espera crescimento acima da média do mercado a partir de 2022 – o ritmo esperado é 3% a 5% anuais até 2024, já com o câmbio ajustado. A margem EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) antes de itens especiais para a divisão em 2024 é projetada em 27% a 29%. Uma das apostas da Bayer é em suas novas biotecnologias para a soja. Na América do Norte, a multinacional está trabalhando com a soja XtendFlex combinada com o defensivo agrícola XtendiMax e, na América Latina, com a Intacta2Xtend. Além disso, a empresa projeta um forte crescimento do portfólio de defensivos agrícolas, com o lançamento de oito novas formulações a cada ano. Entre as futuras novidades, a múlti destacou ainda um milho de baixa estatura, uma tecnologia na soja tolerante a cinco herbicidas diferentes e a primeira molécula da indústria, em 30 anos, candidata a ser um novo herbicida pós-emergência. Segundo a companhia, sua plataforma de agricultura digital, a Climate Field View, está em franco crescimento, com cobertura que já chega a 150 milhões de acres (cerca de 60 milhões de hectares) no mundo. Para a área de fármacos, a Bayer projeta crescimento de 3% a 5% ao ano até 2023. A estimativa para a divisão para 2024 é de queda de 1% a 6% nas vendas, fruto da expiração de patentes de medicamentos. As vendas anuais do segmento de saúde do consumidor (“Consumer Health”) também devem aumentar de 3% a 5% até 2024.

Nova extensão de alívio fiscal ao agro ainda divide Estados

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) vai decidir amanhã se prorroga a validade do Convênio 100/1997, que desonera a cobrança do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os insumos agropecuários. Segundo o Valor Econômico o setor produtivo quer renovar até dezembro de 2023 o prazo do benefício, que expira no fim deste mês, mas uma ofensiva comandada pelas secretarias de Fazenda de Ceará e Sergipe pretende revisar o ato e impor uma tributação escalonada sobre agrotóxicos e fertilizantes. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) estima custos adicionais de R$ 50 bilhões por ano com o possível fim do benefício e afirma que a medida aumentará em 9,5% a inflação dos alimentos. “É um contrassenso. Somos um dos maiores produtores de alimentos e teremos a comida mais cara para a população”, diz o superintendente técnico da entidade, Bruno Lucchi. Nos cálculos da CNA, o aumento do custo de produção de grãos e frutas será de 10,5%, em média. Os gastos para cultivar um hectare dos básicos arroz e feijão devem aumentar R$ 425,40 e R$ 458,16, respectivamente, o equivalente a altas de 6,8% e 12,3%. O fim do Convênio 100 pode significar quase R$ 1,2 mil a mais por hectare de algodão (alta de 11,7%), R$ 363,36 para a soja (12%), R$ 1,3 mil para a laranja (8,2%) e R$ 1,5 mil para a banana (8,1%). As elevações ficaram perto de 12% para o milho primeira safra (R$ 490,92) e segunda (R$ 285,95) e também para o trigo (R$ 270,47). Juntas, as culturas de soja, milho, arroz, feijão, trigo e algodão podem ter R$ 23 bilhões a mais de custo se o benefício não for renovado.

Ministro das Minas e Energia garante a manutenção do percentual de mistura de biodiesel no diesel

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, confirmou nesta quarta-feira (10) à noite ao Valor Econômico que o governo não mexerá nos percentuais de mistura do biodiesel no diesel vendido no país. Antes, essa garantia foi dada às associações de produtores do biocombustível, em reunião em Brasília. Segundo o ministro, há consenso sobre a questão entre os membros do governo responsáveis pelo assunto. “Unanimidade. O RenovaBio [política que estimula o uso de biocombustíveis] é uma política pública importante para o país”, afirmou o ministro. Na semana passada, a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) encaminhou pedido ao governo para modificar o mandato do biodiesel e reduzir a mistura de 13% para 8%, sob alegação de que os custos poderiam cair.

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Proposta proíbe remoção de trator envolvido em infração de trânsito

Agência Câmara – Proposta regulamenta produção de bioinsumos por produtores rurais

Governo Federal – Lançado projeto para fortalecer regularização ambiental na agropecuária

Governo Federal – Nova técnica aumenta em dez vezes a produção de mudas de mandioca

Jota – Juiz afasta modulação e proíbe cobrança do diferencial de alíquota de ICMS

Jota – O caso da tributação da subvenção relativa ao ICMS

G1 – Governo eleva projeção para a safra recorde de grãos para 272,3 milhões de toneladas

G1 – Agronegócio brasileiro exporta US$ 6,5 bilhões em fevereiro

G1 – Mundo terá ‘pequeno’ déficit de açúcar após 3 anos de excedente, diz Sucden

G1 – Especialistas projetam recuo de 3,5% na safra 2021/2022 da cana e queda em produção de açúcar e etanol

Valor Econômico – Bayer prevê crescimento da divisão agrícola de pelo menos 3% ao ano de 2022 a 2024

Valor Econômico – Ministro das Minas e Energia garante a manutenção do percentual de mistura de biodiesel no diesel

Valor Econômico – Nova extensão de alívio fiscal ao agro ainda divide Estados

Valor Econômico – Conab eleva estimativa para a colheita de grãos no país para 272,3 milhões de toneladas

Valor Econômico – Agrogalaxy decide cancelar IPO

Valor Econômico – BRF e BB dão estímulo à utilização de energia solar

Valor Econômico – Produtores de uva terão nova opção de cobertura de seguro rural neste ano

Valor Econômico – Queda na oferta de cana deve sustentar preços do açúcar na temporada 2021/22

Valor Econômico – Prejuízo da Terra Santa recua 40% no 4º trimestre, para R$ 43,4 milhões

Valor Econômico – Commodities: Em dia de realização de lucros, grãos recuam em Chicago

Valor Econômico – Exportações do agronegócio cresceram 2,8% em fevereiro, para US$ 6,5 bi

Valor Econômico – Audiência sobre novos casos de contaminação por glifosato é adiada para 12 de maio

Mapa – Governo reajusta preços mínimos da laranja e do trigo

Mapa – Brasil exporta US$ 6,5 bilhões em produtos do agronegócio em fevereiro

Mapa – CNA e Embrapa lançam projeto para fortalecer regularização ambiental na agropecuária

Mapa – Serviço Florestal Brasileiro lança cartilha sobre durabilidade natural de madeiras

Embrapa – Plataforma WebAmbiente será integrada ao Sicar

Embrapa – Revista Campo & Negócios publica artigo sobre cultura do coqueiro

Embrapa – Projeto Biomas mobilizou 400 pesquisadores e 120 instituições em 10 anos

Embrapa – Tecnologias digitais são demonstradas no Show Rural 2021

Embrapa – Planilha facilita cálculos nos processos de compostagem

Embrapa – Embrapa Cocais dá exemplo em inovação social e parcerias público-privadas

CNA – PIB do agronegócio tem crescimento recorde de 24,31% em 2020

CNA – Projeto piloto do PRAVALER é lançado no Amazonas

CNA – Formandos da Faculdade CNA Polo Santa Izabel do Pará participam de solenidade virtual

SBA – Cadeia produtiva do trigo estima safra recorde em SP

SBA – Safra de grãos 2020/21 deve atingir 272,3 milhões de toneladas, estima Conab

AgroLink – Proposta quer marco legal de bioinsumos

AgroLink – Governo reajusta preços mínimos da laranja e do trigo

AgroLink – Integração Lavoura-Pecuária apresenta resultados na intensificação dos sistemas de produção

AgroLink – PIB registra recorde de 24,31% em 2020

AgroLink – IBGE projeta safra de 263,1 milhões de toneladas

AgroLink – Exportações mantêm preços firmes das uvas

AgroLink – Cigarrinha aumenta em 984% uso de inseticidas

AgroLink – Novo semioquímico vai combater pragas no Egito

AgroLink – Safra de grãos será ainda maior do que o esperado

AgroLink – Epamig lança livro com informações técnicas sobre a cultura da banana

AgroLink – Comissão de Agricultura tem nova presidente

AgroLink – Soja 2020/21 está 62,5% comercializada

AgroLink – Mulheres conquistam espaço cada vez maior nas agroindústrias

AgroLink – Argentina terá menos soja

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »