Associação quer cobrir área agrícola com telefonia móvel

Home/Informativo/Associação quer cobrir área agrícola com telefonia móvel

Associação quer cobrir área agrícola com telefonia móvel

A ConectarAgro, uma associação que atua na promoção da conectividade na área agrícola, espera que o território rural brasileiro pode estar completamente coberto com 4G dentro de cinco ou seis anos, com ajuda de recursos do Fust e do leilão do 5G. As informações são do teletime.com.br, informou o portal Agrolink. ’Há vários esforços sendo canalizados: todo o trabalho de difusão feito pela associação, a reorganização do Fust com um novo comitê gestor e as contrapartidas do leilão do 5G, com responsabilidade de cobertura de áreas remotas com 4G’, afirma a nova presidente da ConectarAgro, Ana Helena Andrade. A ConectarAgro reúne mais de 30 associados. ’Considerando os três esforços, passa a ser factível um horizonte de cinco a seis anos. O maior êxito será a associação não ter mais necessidade de existir porque o Brasil inteiro tem 4G em 700 MHz na área agrícola’, completa.  Um dos movimentos recentes envolveu abertura de diálogo com a Winity, vencedora do bloco nacional de 700 MHz no leilão do ano passado. ’Queremos entender quais são as ações e projeto dessa operadora nova’, indica Andrade. “Além de ter a TIM como associada, a ConectarAgro está aberta à entrada de novas operadoras no ecossistema. A partir da expansão da rede da primeira parceira, a associação contabiliza mais de 7 milhões de novos hectares cobertos com 4G em 700 MHz em São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Piauí e Maranhão; um dos próximos objetivos é o Rio Grande do Sul. Em paralelo, o movimento lançou durante a Agrishow um simulador de produtividade para quantificar o impacto da adoção de recursos de fazendas conectadas. A ferramenta faz parte da estratégia do grupo de fomentar a adoção de soluções tecnológicas pelos agricultores.”, conclui o portal.

Brasil e Japão fazem acordo na área de agricultura digital e de precisão

O Ministério da Agricultura, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o governo japonês, por meio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), assinaram na sexta-feira (06) um acordo de cooperação internacional na área de agricultura digital e de precisão, informou o Valor Econômico. Por meio da parceria, o projeto “Desenvolvimento Colaborativo da Agricultura de Precisão e Digital para o Fortalecimento do Ecossistema de Inovação e a Sustentabilidade do Agro Brasileiro” será iniciado no segundo semestre deste ano. O objetivo é desenvolver tecnologias agroindustriais sustentáveis, melhorar a produtividade e a sustentabilidade ambiental e a rentabilidade do setor agrícola por meio da colaboração público-privada entre o Japão e o Brasil.O projeto também pretende apoiar o estabelecimento de uma plataforma de dados digitais da agropecuária.

Embrapa desenvolve algoritmos para facilitar processamento de imagens de satélites e drones

Pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente (SP), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP ) desenvolveram uma série de novos algoritmos que aprimoram a classificação de imagens de satélite, informou o Canal Rural. Um dos principais diferenciais é a facilidade em processar imagens multiespectrais (com várias bandas), conferindo medidas quantitativas e qualitativas aos alvos na superfície terrestre de forma mais simplificada do que métodos de classificação tradicionais.  As medidas disponíveis permitem avaliar e comparar os graus de complexidade de diferentes alvos e são fundamentadas em um conceito-chave da chamada Ciência dos Sistemas Complexos: a entropia informacional.  O pesquisador da Embrapa Luiz Eduardo Vicente, afirma que, em métodos tradicionais básicos, como índices espectrais, é possível detectar a maior ou menor presença de biomassa aérea vegetal utilizando sensores orbitais tradicionais, como os da série Landsat, hoje amplamente disponíveis. Entretanto, os algoritmos propostos vão além, e fornecem medidas que ajudam a mapear os níveis de alteração oriundos das mudanças nos estádios (diferentes fases) da vegetação. A ideia principal é prover métodos mais acurados e de simples utilização para o monitoramento remoto de larga escala, utilizando sensores satelitais ou mesmo imagens aerotransportadas, como veículos aéreos não tripulados, hoje cada vez mais comuns e em grande volume, e que demandam métodos de classificação computacionalmente cada vez mais eficientes, destaca Vicente. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Portal da ANAC ganha novidades

A partir de dessa segunda, 9 de maio, o portal da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) está de cara nova. A revisão da página inicial gerou um layout mais enxuto que busca melhorar a navegação e acesso a informações relevantes de uma forma intuitiva e visual.  Segundo comunicou a agência, dentre as principais alterações, a página inicial do portal agora apresenta uma área dedicada à legislação recente publicada pela Agência. Neste espaço, serão indicadas novas normas relevantes para a aviação civil. Já a página de reuniões da Diretoria Colegiada ganhou um banner que reforça o compromisso da ANAC com a transparência.  A seção de “Destaques”, da página inicial, passou a ser focada nos principais temas do momento na aviação. Tópicos transversais como o Programa Voo Simples, a concessão de aeroportos ou outros assuntos que estiverem em evidência ocuparão esse lugar. O portal www.gov.br/anac  que já havia sido inteiramente reformulado em janeiro de 2021, quando migrou para a plataforma gov.br, ganha novas melhorias para facilitar a experiência dos usuários. A nova revisão procura aprimorar ainda mais o site da Agência. Confira as principais novidades aqui.

Veja outras notícias

Agência Câmara
Projeto altera Imposto de Renda das empresas de sementes transgênicas

Agência Senado
CMA debate projeto que destina área de queimada ilegal ao reflorestamento

Agência Brasil
Petrobras aumenta em 8,87% preço do diesel

Folha de S.Paulo
Alta do diesel será repassada ao frete e vai encarecer produtos, diz líder de caminhoneiros

Folha de S.Paulo
Governo quer repassar aumento do preço de combustível em afretamento do caminhoneiro para empresa

Valor Econômico
Fiocruz lança edital para pesquisa e inovação ligadas à Amazônia

Valor Econômico
Brasil e Japão fazem acordo na área de agricultura digital e de precisão

Valor Econômico
A pedido de Pacheco, Guedes avalia nova reunião do Confaz sobre ICMS

Valor Econômico
Com início de safra de cana, etanol começa a recuperar vantagem em GO e MT

Valor Econômico
Contratações do crédito rural em 2021/22 cresceram 22% até abril

Valor Econômico
Automação com uso de 5G começa a movimentar negócios nas indústrias

Valor Econômico
Na mira do novo SG do Cade, o mercado de combustíveis

Anac
Portal da ANAC ganha novidades

Mapa
Abertas inscrições para startups participarem do Expocitros Tech Mapa Conecta

Mapa
Na Suíça, Mapa reforça diálogo sobre práticas sustentáveis adotadas pelo agro brasileiro

CNA
Programa PRAVALER reúne produtores para apoiar a regularização ambiental

CNA
CNA participa de missão técnica à Suíça

SBA
Consulta pública sobre carbono verde termina dia 15

AgroLink
Associação quer cobrir área agrícola com telefonia móvel

Canal Rural
Ministério da Economia remaneja recursos e reforça Proagro

Canal Rural
Embrapa desenvolve algoritmos para facilitar processamento de imagens de satélites e drones

Canal Rural
Estudo revisa dados de estoque de carbono em solos convertidos para plantios florestais

Portal do Agronegócio
Sem a Unica, cadeia do etanol pede controle do governo às importações dos EUA

Revista Globo Rural
Recurso aprovado no Congresso deve destravar R$ 24 bilhões em crédito rural

G1
Precisão, capacitação e tecnologia: os caminhos para o Brasil liderar produção de alimentos no mundo

Correio braziliense
Brasil negocia aumento da importação de potássio da Jordânia