Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) pedirá ao governo nova isenção da tarifa para importar milho

//Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) pedirá ao governo nova isenção da tarifa para importar milho

O governo federal havia reduzido a Tarifa Externa Comum (TEC) para importação de milho de fora do Mercosul. Porém, o benefício terminou nesta quarta-feira (31). Em nota ao Canal Rural, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informa que solicitará nova redução. A entidade diz ter conversado com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) sobre o assunto. Segundo a ABPA, foi garantido por essas autoridades que há oferta de insumos em território brasileiro suficiente para a demanda interna e para as exportações. “Ao mesmo tempo, é importante contar com a alternativa de fornecimento externo, ampliando o acesso a outras fontes de grãos, reduzindo as disparidades que existem entre as facilidades para exportar insumos e as dificuldades impostas para a importação”, frisa a associação. O diretor-técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Manzi, afirma que o impacto da isenção até agora foi pequeno, pois o Brasil importou apenas duas cargas de milho dos Estados Unidos. Porém, a entidade vê a medida com bons olhos por questão de livre mercado. “O Brasil participa da Aliança Internacional da Carne, representado pelo Acrimat, em que os sete maiores países exportadores de carnes do mundo tem como viés principal a livre negociação, o livre mercado, e contra qualquer tipo de barreira, tarifária ou não tarifária, que não seja exclusivamente baseada na ciência”, diz Manzi. O presidente da União Nacional do Etanol de Milho (Unem), Guilherme Nolasco, concorda que a importação de fora do Mercosul é pouco representante, “mas seria importante ter a oportunidade de alíquota zero para importação em momentos de mercado enxuto”.

21º Simpósio Brasil Sul de Avicultura: Manejo e climatização na produção de frangos de corte

Diversos fatores influenciam na produção de frango de corte e o manejo é um deles. É fundamental conhecer as peculiaridades do manejo, pois qualquer adversidade que a ave sofra influenciará na redução do desempenho. Segundo o Portal do Agronegócio o tema será abordado na programação científica do 21° Simpósio Brasil Sul de Avicultura (SBSA), promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet) nos dias 6, 7 e 8 de abril. No dia 8 de abril (quinta-feira), o médico veterinário Roberto Yamawaki palestrará sobre “Manejo final em frangos de corte: como extrair ao máximo o que a tecnologia da climatização oferece frente ao desempenho do frango moderno”, das 14h15 às 14h55. Após as palestras, os especialistas participação de debates com interação dos participantes via chat. Yamawaki é gerente de serviços técnicos para a América do Sul na Hubbard. É médico veterinário formado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), mestre em Patologia e Imunologia Avícola pela Unesp e doutorando em Nutrição animal pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Possui MBA em Gestão de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), especialização em Metodologia e Estatística pela Fundação Vanzolini e há oito anos trabalha com gestão de produção e serviços técnicos em empresas multinacionais de aves. A programação científica do SBSA está subdividida em cinco módulos: futuro, mercado, abatedouro, sanidade e manejo. O presidente do Nucleovet, médico veterinário Luiz Carlos Giongo, realça que a programação está pautada em assuntos de interesse do público de campo e, em especial, assuntos relacionados a ambiência como este. “Dispor de um ambiente adequado dos galpões é um dos pilares condicionantes de resultado, além de proporcionar bem-estar animal, tão em voga na atualidade”. O presidente da Comissão Científica do SBSA, Guilherme Lando Bernardo, destaca que o evento virtual democratiza o acesso às atualizações com especialistas nacionais e internacionais. “Faremos um evento altamente tecnológico, com qualidade de temas e palestrantes que trarão valorosos debates sobre as principais demandas do setor avícola brasileiro e latino-americano”. O Nucleovet tomou a decisão de realizar uma edição 100% digital do SBSA após o agravamento dos casos de covid-19, respeitando as regras vigentes de controle da pandemia e o bem-estar dos participantes.

Angus amplia equipe de inspetores técnicos no Brasil Central

Após seleção realizada junto à Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC), quatro novos inspetores técnicos somam-se ao time composto, até então, por 24 profissionais espalhados por diversos estados do país. Os profissionais Kelssen Elias Pereira, Maurício Batista de Lima Taveira, Pedro Salermo Casas e Rodolfo Xavier Dal Olmo irão atuar realizando visitas a propriedades no Mato Grosso, em Goiás, no Pará, em Minas Gerais e na divisa com São Paulo, destacou o Portal do Agronegócio nesta quinta-feira (1). Para o gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato, a inclusão de novos técnicos na região ocorre em um momento bastante oportuno, tendo em vista que a raça vem se adaptando muito bem às condições locais e, consequentemente, se destacando entre os criadores do Brasil Central. A superintendente de Registro da ANC, Silvia Freitas, reforça que a raça britânica tem sido a aposta em cruzamentos. Os profissionais começam a trabalhar nos próximos dias. Para Pereira, 31 anos, fazer parte do time Angus é de extrema importância, uma vez que a raça é muito versátil e apresenta importantes características como precocidade, adaptabilidade e habilidade materna, entre outras. Médico veterinário, ele irá atuar no Mato Grosso. Segundo Taveira, 28 anos, que atenderá criadores na divisa entre São Paulo, Minas Gerais e Goiás, trabalhar na Angus representa “novos desafios, visibilidade e, principalmente, adquirir conhecimento dentro de uma raça fabulosa”. O jovem também é médico veterinário. Aos 28 anos, Casas irá atuar como inspetor técnico da Angus na região do Mato Grosso com foco na área do Vale do Araguaia. Para ele, é uma honra fazer parte de uma associação composta por um time de pessoas importantes para o setor e para a raça. Criado na fazenda, Dal Olmo, 33 anos, está realizando uma conquista pessoal e profissional ao entrar para a Associação. O profissional realizará visita a propriedades em Goiás.

Frigoríficos têm evolução em políticas de bem-estar animal 

Os frigoríficos brasileiros avançaram no quesito bem-estar animal em 2020, segundo o Business Benchmark on Farm Animal Welfare (BBFAW), ranking que analisa as práticas das cadeias de produção de 150 empresas globais de alimentos. O levantamento, que está em sua nona edição, é produzido com apoio da Proteção Animal Mundial e da Compassion in World Farming, informou o Valor Econômico nesta quinta-feira (1). O BBFAW classifica as empresas com notas que vão de 1 – dada às que têm as melhores políticas de bem-estar animal em sua cadeia de produção – a 6 – as de pior desempenho. Cinco frigoríficos brasileiros entraram no comparativo: Marfrig (que recebeu nota 2, a mais alta entre as representantes nacionais), BRF, JBS, Minerva (notas 3) e Aurora (nota 4). Entre os quesitos avaliados pelo ranking estão práticas que vão da aplicação profilática de antibióticos em frangos à prevenção contra mutilações de rotina, como castração, corte dos dentes e da cauda. Segundo o zootecnista e gerente de agropecuária sustentável da Proteção Animal Mundial, José Rodolfo Ciocca, essa foi a primeira vez, desde a primeira edição do ranking, em 2012, que as empresas da América Latina avançaram mais que as americanas, que estão entre as mais bem-avaliadas no levantamento. Presente no ranking desde a primeira edição, a Marfrig passou do patamar 4 no ano passado para o 2 no novo relatório. Em nota, a empresa disse que o resultado só foi possível devido à implementação de melhorias e revisões de políticas internas, além da maior disponibilidade de informações de suas operações. A empresa também disse que está “evitando” o confinamento de seus animais.

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Comissão mantém autorização ambiental para coleta de material biológico

G1 – Especialista ajuda identificar sintomas de intoxicação por chocolate em animais de estimação

G1 – Animais resgatados recebem tratamento e novo lar, em Itumbiara

G1 – Animais silvestres resgatados são devolvidos à natureza pelo zoológico de Canoas; veja vídeo

Valor Econômico – Frigoríficos têm evolução em políticas de bem-estar animal

Valor Econômico – Lactalis compra operações da cooperativa paranaense Cativa

Embrapa – Embrapa Gado de Corte perde um de seus mais antigos pesquisadores

Embrapa – Artigo – Rede de colaboração para o fortalecimento do protocolo de diagnóstico do mormo no Brasil

CNA – Os segredos de quem se mantêm no mercado do peixe

SBA – Indicador Cepea do bezerro ultrapassa R$ 3 mil por cabeça

SBA – Nelore do Golias: conheça a história por trás da excelência

SBA – Morre Ezequiel do Valle, pesquisador aposentado da Embrapa

AgroLink – Veja os cargos em alta no agronegócio

AgroLink – Lácteos sobem no mercado atacadista

AgroLink – Desempenho do frango vivo em março e no trimestre inicial de 2021

AgroLink – Desempenho do ovo em março e no primeiro trimestre de 2021

AgroLink – Tecnologia aumenta em 20% ganho de peso em panga

AgroLink – Mercado do boi gordo firme

Anda – Mulher é detida por maus-tratos após ser flagrada agredindo pit bull com cabo de vassoura

Anda – Mais de 180 filhotes de tartaruga embrulhados em embalagens plásticas são encontrados em bagagem no Equador

Anda – OMS indica origem animal da Covid-19 e descoberta expõe relação entre pandemias e exploração animal

Anda – Animais são salvos e dupla que explorava sagui e jabutis para venda é detida por tráfico e maus-tratos

Anda – Homens matam cachorro a pauladas sob justificativa de que o animal estava doente

Portal do Agronegócio – Desempenho do frango vivo em março e no trimestre inicial de 2021

Portal do Agronegócio – Mercado do boi gordo firme

Portal do Agronegócio – Angus amplia equipe de inspetores técnicos no Brasil Central

Portal do Agronegócio – SP: levantamento mapeia cadeia da piscicultura

Portal do Agronegócio – 21º Simpósio Brasil Sul de Avicultura: Manejo e climatização na produção de frangos de corte

Portal do Agronegócio – Entidades avícolas do Sul preocupadas com supervalorização dos grãos

Canal Rural – ABPA pedirá ao governo nova isenção da tarifa para importar milho

Canal Rural – Pecuarista tem prejuízo de R$ 350 mil com gado furtado e oferece recompensa

Canal Rural – Boi gordo bate recorde e é negociado a R$ 320 em SP; veja notícias desta quinta

Canal Rural – Couro sustentável: ONG viabiliza renda a mulheres no interior de SP

Canal Rural – Congresso Brasileiro de Direito do Agronegócio debateu desafios do setor

Revista Globo Rural – Pandemia afeta venda de chocolates e pescados na Páscoa

Revista Globo Rural – Descontrole da Covid-19 preocupa frigoríficos em meio à alta no preço das carnes

Revista Globo Rural – Lactalis firma parceria para receber toda captação de leite da Cativa

Revista Globo Rural – Exportação de carne suína seguirá em nível elevado devido à peste na Ásia, diz UE

Revista Globo Rural – Preço do leite pago ao produtor caiu 9,8% no 1º trimestre

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »