ANVISA INCLUI CANNABIS SATIVA EM LISTA DE PLANTAS MEDICINAIS

//ANVISA INCLUI CANNABIS SATIVA EM LISTA DE PLANTAS MEDICINAIS
A Agência Nacional de vigilância Sanitária (Anvisa) incluiu a Cannabis sativa na Lista Completa das Denominações Comuns Brasileiras (DCB) sob a categoria de “planta medicinal”. Trata-se de uma lista que define os nomes oficiais de fármacos, princípios ativos, plantas medicinais e outras substâncias de interesse médico no país. Publicação do site G1 informa que a medida não modifica as regras relativas à maconha no país e não libera seu uso como planta medicinal em qualquer circunstância. Apenas formaliza a Cannabis como um componente possível em futuros pedidos de registro de medicamentos ou outras regulamentações que podem ser discutidas sobre seu uso como planta medicinal. “A inclusão faz parte da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 156, de 5 de maio de 2017, que foi publicada no Diário Oficial da União em 8 de maio de 2017. O medicamento é indicado para pacientes adultos com espasticidade de grave a moderada relacionada à esclerose múltipla que não respondam a outros medicamentos e que demonstrem uma boa resposta ao Mevatyl após um período inicial de tratamento”, diz o trecho da matéria.

Vírus de febre amarela teve mutação inédita que pode ter provocado surto

Pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz descobriram que o vírus do último surto de febre amarela – o maior desde o início dos registros do Ministério da Saúde – tem uma sequência genética jamais vista. Instigados pela extensão da última epidemia, eles fizeram o sequenciamento completo do genoma do vírus e encontraram oito mutações inéditas em algumas de suas sequências genéticas. Reportagem do jornal Folha de S.Paulo destaca que é possível que essa diferença genética seja um dos motivos do último surto de febre amarela, mas cientistas dizem que ele também pode ser explicado pelo fato de a população da região impactada (Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro, principalmente) ser pouco coberta pela vacina. “Mesmo com a descoberta, a vacina adotada atualmente continua valendo, dizem os cientistas. Isso porque essas mudanças não afetam as proteínas do envelope do vírus, que são centrais para a eficácia da imunização. O impacto dessa nova informação para a saúde pública ainda não está claro. Constatar as variações foi apenas o primeiro passo”, destaca a Folha.

Chance de o país ter novas epidemias de zika é bem real

“Graças a Deus, nos livramos dessa. Uma desgraça a menos”, comentou uma senhora na fila de uma padaria em Pinheiros (zona oeste de São Paulo), ao ouvir na semana passada a notícia sobre o fim da situação de emergência pública nacional para o vírus da zika, anunciado pelo Ministério da Saúde. A colunista Cláudia Collucci do jornal Folha de S.Paulo diz que para o público em geral, essa é a mensagem que ficou: podemos respirar aliviados, adeus às tristes cenas de bebês com microcefalia ou pessoas paralisadas pela síndrome de Guillan-Barré, ambas associadas à infecção pelo vírus da zika. “Ledo engano. Duas coisas precisam ficar muito claras nesse momento: o fim da emergência é só uma decisão técnica porque a epidemia não é mais um ‘fato incomum ou inesperado’. E a queda de 95% dos casos de zika se deve, especialmente, à sazonalidade dessa arbovirose, como bem lembrou o médico Carlos Brito, professor de medicina da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). A situação do chikungunya também preocupa. Embora o último balanço do Ministério da Saúde aponte redução de 68% dos casos até abril (em relação ao mesmo período do ano passado), há registros de surtos e mortes no Ceará e em Minas Gerais”, destaca a colunista.

Bahia recebe equipamento do Plano de Expansão da Radioterapia

A população de Feira de Santana (BA) e região recebeu o segundo acelerador linear do Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema Único de Saúde (SUS). O Ministério da Saúde divulgou em seu site que a estrutura do novo aparelho foi entregue no último sábado (13), pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, no Hospital Dom Pedro de Alcântara. O acelerador, que é utilizado no tratamento de vários tipos de câncer, possibilitará aumentar o número de atendimentos por mês em 74 municípios da região. O Ministério da Saúde investiu R$ 4,9 milhões na compra do equipamento e construção do bunker (espaço destinado para instalação do aparelho). “A implantação desse equipamento vai possibilitar que as pessoas da região se desloquem menos para receber os tratamentos de radioterapia, o que é uma iniciativa de extrema importância para aqueles que sofrem de câncer. Esse é o nosso objetivo. Levar o tratamento para mais próximo dos brasileiros. Vamos continuar investindo para replicar esta medida em outras cidades do país”, ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

SAÚDE NA IMPRENSA 

Ministério da Saúde – Into reduz espera cirúrgica quase à metade em cinco anos

Ministério da Saúde – Bahia recebe equipamento do Plano de Expansão da Radioterapia

Senado Federal – Projeto fixa prazo de cinco dias para marcação de consultas e exames pelo SUS

Senado Federal – CDH analisa atendimento prioritário a pessoas em tratamento contra o câncer

Folha de S.Paulo – Tatuagens pintam e cobrem olheiras, mas preocupam dermatologistas

Folha de S.Paulo – Vírus de febre amarela teve mutação inédita que pode ter provocado surto

Folha de S.Paulo – Cláudia Collucci – Não se iludam: chance de o país ter novas epidemias de zika é bem real

O Estado de S.Paulo – Estudo avalia efeito do canabidiol no controle da ansiedade e busca voluntários

O Estado de S.Paulo – Idosos criam livro e treinam memória

Correio Braziliense – Dormir pouco favorece a perda óssea, mostra estudo dos EUA

O Globo – Risco de ataque cardíaco é 17 vezes maior após infecções respiratórias

O Globo – Surto de cólera já matou pelo menos 180 pessoas no Iêmen

G1 – As maiores causas de morte de jovens no Brasil e no mundo, segundo a OMS

G1 – Anvisa inclui Cannabis sativa em lista de plantas medicinais

G1 – Justiça Federal nega pedido de urgência para zerar fila da mamografia no DF

São Carlos em Rede – São Carlos apresenta sistema de laser que será usado no tratamento de câncer e de procedimentos vasculares

R7 – Crianças com mães depressivas têm 8 vezes mais chances de desenvolver depressão e ansiedade na adolescência

Agência Brasil – Ministério e Hospital São Paulo vão discutir saída para financiamento da unidade

Lab Net Work – Biomarcadores apoiam a decisão médica no tratamento de sepse

JM Online – Codau injeta de imediato quase R$ 1 milhão em compras no comércio

Che Fronteira – Aparelho de R$ 2,2 mi vai dobrar atendimento em radioterapia de hospital

Diário de Araxá – Secretaria de Estado de Saúde reforça benefícios do parto normal

Ihu Inisinos – O sucateamento do SUS é consequência da lógica das empreiteiras e dos esquemas político-partidários. Entrevista especial com Lígia Bahia

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.