PLANTIO GLOBAL TEM TERCEIRA EDIÇÃO DE OLHO NA PROTEÇÃO DAS ABELHAS

//PLANTIO GLOBAL TEM TERCEIRA EDIÇÃO DE OLHO NA PROTEÇÃO DAS ABELHAS

A colunista Mara Gama do jornal Folha de S. Paulo destacou que domingo (17), é dia de Plantio Global, uma ação colaborativa e comunitária para promover a recuperação do verde através da implantação de árvores nativas e sensibilizar a população sobre a necessidade de reflorestar as cidades e proteger suas abelhas. O evento está em seu terceiro ano e terá paralelos no Japão, na Itália e em Portugal. Indispensáveis para a alimentação humana, pois polinizam uma grande parte de todas as frutas e legumes e contribuem para a biodiversidade, as abelhas estão em sério declínio. Desmatamento, monocultura extensiva e uso massivo de agrotóxicos estão entre as causas. Ali serão plantadas 85 árvores e mais arbustos e forrações atrativas aos insetos polinizadores, para adensar o já criado Corredor Verde para Polinizadores (CVP), entre o Instituto Biológico e o Parque Ibirapuera, iniciado em 2017. Além do plantio, a atividade quer fomentar a discussão sobre a mudança de padrões urbanos em direção a uma ideia mais sustentável de cidade. O movimento espera difundir os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU, prega a responsabilidade com a manutenção das árvores plantadas e espera engajar as pessoas que nunca plantaram ou que plantam sozinhas. “A construção de corredores de polinização e outras formas de incentivo à criação de abelhas em território urbano tem crescido em várias cidades, como forma de reverter a situação de declínio da população desses animais no planeta e promover a agricultura urbana”, ressalta a nota.

 

Seguradoras estimam que indenizações a produtores que tiveram perdas se aproximam de R$ 1 bilhão



O valor previsto por seguradoras para o pagamento de indenizações relativas a sinistros no seguro rural contratadas na safra de verão 2018/2019 é estimado em R$ 995 milhões. De acordo com o portal do Mapa, as indenizações se devem a perdas nas lavouras de soja em função da seca, principalmente nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná. Mas ocorreram perdas também no Rio Grande do Sul, São Paulo e na Bahia. Parte das apólices de seguro rural contratadas pelos produtores são pagas com apoio financeiro do governo federal, por meio do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), lembrou o diretor. “Essa política pública de incentivo se torna vantajosa, na medida em que ocorre a transferência do risco da atividade para o setor privado, evitando, assim, eventuais pedidos de renegociação ou alongamento de financiamentos no futuro, caso o produtor tenha prejuízos em decorrência de sinistros ocorridos durante a safra”, afirmou.

 

Aviões Super Tucano da Embraer poderão fazer parte de parceria com Boeing, diz executivo



Os aviões militares Super Tucano da Embraer poderão fazer parte da parceria montada pela companhia brasileira com a americana Boeing na área de defesa, afirmou nesta quinta-feira (14) o vice-presidente financeiro Nelson Salgado. Conforme o jornal Folha de S. Paulo, a Embraer, que aceitou vender o controle de sua principal geradora de recursos, a divisão de aviação comercial, para a Boeing, terá uma parceria com a norte-americana na comercialização do cargueiro militar KC-390, desenvolvido por sua divisão de defesa. “A parceria em defesa não está limitada ao KC-390. É o foco inicial da parceria. Não existe restrição para o Super Tucano não ser tratado pela Boeing [na parceria]”, disse Salgado em teleconferência com jornalistas, depois que a Embraer divulgou nesta quinta-feira prejuízo de cerca de R$ 30 milhões no quarto trimestre de 2018. Salgado afirmou que a Embraer espera entregar 10 Super Tucanos em 2019 e além da primeira unidade do KC-390. “Segundo ele, as aprovações de autoridades de defesa da concorrência ao redor do mundo para a venda do controle da divisão comercial da empresa e a parceria no segmento de produtos militares devem ser concedidas até o final deste ano”, informa a notícia.

 

Boeing suspende entregas do 737 Max, mas produção continua



A Boeing suspendeu na quinta-feira (14), as entregas de seu modelo mais vendido, o 737 Max. A aeronave está proibida de voar na maioria dos países, após um acidente da Ethiopian Airlines no domingo, que matou as 157 pessoas a bordo. Foi o segundo acidente com o modelo em cinco meses. É o que informa o jornal O Estado de S. Paulo. Desde segunda-feira (11), a fabricante perdeu US$ 27 bilhões em valor de mercado. Companhias aéreas, especialistas da indústria aeronáutica e financistas disseram que, embora a proibição teoricamente não impeça algumas entregas domésticas, a maioria das companhias aéreas evitará que uma aeronave banida esteja em atividade após dois acidentes em cinco meses. Apesar do congelamento da entrega, a Boeing continuará produzindo os 737 e planeja acelerar a produção novamente me junho. A companhia fabrica 52 aeronaves por mês e sua versão mais recente, a Max, representa a maior parte da produção. A Boeing se recusou a divulgar números exatos. A companhia planejava aumentar a produção para 57 aviões por mês. “Continuaremos construindo os 737 Max, enquanto avaliamos como a situação, incluindo as potenciais limitações de capacidade, terá impacto em nosso sistema produtivo”, afirmou Chaz Bickers, porta-voz da empresa. “Os fabricantes evitam parar e, em seguida, retomar a produção, pois isso perturba as cadeias de suprimento e pode causar problemas industriais. Mas manter aviões armazenados aumenta gastos com estoque”, destaca a matéria.

 

NA IMPRENSA

Abrapa – Abrapa acompanha visitas de verificação de certificação no MT

 

ANAC – Operadores aéreos deverão aderir ao Consumidor.gov

 

Embrapa – Embrapa e Grazmec lançam projeto Capim-annoni Tolerância Zero

 

Embrapa – Crea-GO e Embrapa iniciam série 2019 de capacitações técnicas em municípios goianos

 

Embrapa – Projeto de cooperação é tema de reunião entre Embrapa e Emparn

 

Fiocruz –  Saúde, ambiente e sustentabilidade são temas de debate na Fiocruz Brasília (27/3)

 

Ibama – Interessados em apresentar trabalhos na Wildfire 2019 já podem submeter resumos à organização da Conferência

 

Mapa – Ministra comanda reunião sobre os projetos prioritários do Mapa para o Nordeste

 

Mapa – Seguradoras estimam que indenizações a produtores que tiveram perdas se aproximam de R$ 1 bilhão

 

Mapa – Mapa faz estudos para normatização de derivados de coco

 

MMA – Ministro pede mais esforços para combater eventos extremos

 

Tecpar – Paraná e Israel firmam protocolos para áreas estratégicas

 

Câmara dos Deputados – Conheça as prioridades dos novos presidentes das comissões da Câmara

 

Senado Federal – Concessão de aeroportos trará modernização ao setor, diz Wellington Fagundes

 

Folha de S. Paulo – Aeroportos de Curitiba, Manaus e Goiânia serão próximo alvo de leilão

 

Folha de S. Paulo – Ruralistas reclamam de viés anti-China no governo Bolsonaro

 

Folha de S. Paulo – Recife é destaque no bloco de aeroportos leiloados no Nordeste

 

Folha de S. Paulo – Bloco Sudeste tem aeroportos renovados mas com capacidade ociosa

 

Folha de S. Paulo – Internacional, aeroporto perto de Cuiabá nunca fez voo para fora

 

Folha de S. Paulo – Aviões Super Tucano da Embraer poderão fazer parte de parceria com Boeing, diz executivo

 

Folha de S. Paulo – Mara Gama – Plantio Global tem terceira edição de olho na proteção das abelhas

 

Folha de S. Paulo – Nelson de Sá – Boeing abre porta para China questionar liderança dos EUA

 

G1 – Mesmo lentas, vendas de café do Brasil já superam 50 milhões de sacas, diz Safras

 

G1 – Grupos estrangeiros dominam leilão de aeroportos; espanhola Aena leva bloco Nordeste

 

O Estado de S. Paulo – Sindemia global: obesidade, desnutrição e mudanças climáticas podem ter a mesma causa

 

O Estado de S. Paulo – Encomendas decepcionam e Embraer tem primeiro prejuízo em 20 anos

 

O Estado de S. Paulo – Salve a Embrapa

 

O Estado de S. Paulo – Coluna do Broadcast – Fraport e Vinci favoritos na briga por aeroportos do NE

 

O Estado de S. Paulo – Azul e Avianca levarão até um ano para se unir

 

O Estado de S. Paulo – Boeing suspende entregas do 737 Max, mas produção continua

 

O Estado de S. Paulo – Governo realiza leilão de concessão de 12 aeroportos nesta sexta-feira

 

O Estado de S. Paulo – Ambiente-se – Jovens fazem atos no Brasil pelo clima, mas movimento ainda engatinha no País

 

O Estado de S. Paulo – Entenda por que milhares de estudantes fazem greve por ação contra mudanças climáticas

 

O Estado de S. Paulo – Marinho acredita que pelo menos metade dos aposentados rurais não são trabalhadores rurais

 

Valor Econômico – CASP, da área de equipamentos, tem recuperação judicial deferida

 

Valor Econômico – Adeacoagro teve prejuízo de US$ 4,2 milhões no 4º trimestre

 

Valor Econômico – Rio Grande do Sul volta ao segundo lugar na soja

 

Valor Econômico – Governo estuda subsidiar operações de hedge na bolsa

 

Zero Hora – Efeitos da reforma da Previdência no trabalho rural foram tema do Campo em Debate

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – O dia “D” para os negócios na Expodireto

 

Zero Hora – O que acontece com as lavouras experimentais da Expodireto após a feira?

 

Zero Hora – Soluções customizadas para a realidade gaúcha são apresentadas na Expodireto

 

Mais Soja – Área colhida de arroz no RS chega a 22%

 

__________________________________________________________________________________________

 

 

 

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.