PAÍS TEM 17,7 MIL PRODUTORES ORGÂNICOS CADASTRADOS

//PAÍS TEM 17,7 MIL PRODUTORES ORGÂNICOS CADASTRADOS

Um total de 17,7 mil produtores orgânicos está cadastrado no Ministério da Agricultura, quantidade 200% maior em relação a 2012, ano que contava com 5,9 mil agricultores, informou a pasta. Conforme a coordenadora da Divisão de Produção Orgânica da pasta, Virgínia Mendes Lira, “a tendência é de crescimento permanente”. De acordo com o Blog Alimentos Orgânicos do jornal O Estado de S. Paulo, o ministério observa que mesmo com o expressivo crescimento do cadastro, o universo de produtores orgânicos no País pode ser muito maior. A comercialização dos produtos orgânicos em supermercados, lojas, restaurantes, hotéis, indústrias e outros locais no País depende de certificação junto aos Organismos da Avaliação da Conformidade Orgânica credenciados no ministério. Até o fim do ano passado, o Brasil tinha 393 organismos cadastrados e 36 sistemas produtivos e certificadoras habilitadas. “Os produtos orgânicos nacionais ou estrangeiros devem apresentar o selo federal do SisOrg nos rótulos. E os restaurantes e lanchonetes que servem pratos ou ingredientes orgânicos devem colocar à disposição dos consumidores a lista dos produtos utilizados e seus fornecedores”, informa a pasta.

 

Volume maior sustenta exportações do agronegócio no primeiro trimestre



As commodities continuam segurando o saldo das exportações brasileiras. Conforme a coluna Vaivém das Commodities do jornal Folha de S. Paulo, de janeiro a março, as receitas dos 15 principais produtos da pauta do agronegócio somaram US$ 18 bilhões, 7,8% mais do que em igual período de 2018. Essa evolução das receitas se deve a um aumento do volume comercializado, uma vez que os preços médios recebidos pelos exportadores são inferiores aos obtidos no ano passado, conforme dados divulgados na segunda-feira (1º) pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior). Quatro produtos, entre os principais da balança, se destacam neste ano: soja, milho, café e algodão. O desempenho da soja é o que mais pesa nessa conta. O volume externo vendido neste ano já soma 17,3 milhões de toneladas, 42% mais do que de janeiro a março de 2018. No mesmo período, as vendas de milho subiram para 6,7 milhões de toneladas, com evolução de 37%. Já as de café atingiram 9,6 milhões de sacas, com aumento de 35%. “O maior destaque fica com o algodão, cujas exportações atingiram 290 mil toneladas neste ano. Esse bom começo de ano, porém, pode não se repetir no segundo semestre”, destaca a coluna.

 

Vendas de etanol deverão continuar em alta no país



Valor Econômico destacou que o etanol hidratado começou a nova safra sucroalcooleira do Centro-Sul (2019/20), na segunda-feira (1º), com uma boa vantagem econômica para os motoristas em relação a gasolina nos principais centros consumidores do país. Em fevereiro, as vendas de hidratado somaram 1,729 bilhão de litros, crescimento de 39% ante um ano antes e um novo recorde para o mês de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado na sexta-feira (29). A vantagem observada agora tem sido assegurada, principalmente, pelos repasses da alta do petróleo no mercado internacional à gasolina A (pura) nas refinarias da Petrobras. Em março, o preço médio da gasolina C (já misturada ao etanol anidro) no país subiu 2,7%, enquanto o preço da gasolina A foi elevado em 10,81% pela Petrobras no mês passado. E o cenário para o mercado de etanol é ainda melhor se for considerada a perspectiva futura para os preços do biocombustível para os motoristas. “Enquanto os preços da gasolina subiam em março nas refinarias e nos postos, os do etanol já começavam a recuar na porta das usinas diante da retomada da moagem em algumas localidades e da oferta ainda elevada nos estoques”, ressalta a notícia.

 

Aprosoja Brasil firma acordo com o governo do Panamá



A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) informou que assinou na segunda-feira (1º) um acordo com o governo panamenho que prevê um intercâmbio de informações com vistas a identificar o potencial de exportações de soja e milho do país pelo canal do Panamá. É o que informa o Valor Econômico. Segundo a entidade, “a ampliação dos negócios e a redução do custo para a utilização do canal no médio e longo prazos são alguns dos resultados esperados”. O acordo foi assinado durante o Panamá Brazilian Day, realizado na capital panamenha. “Em comunicado, o presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz Pereira, lembra que atualmente há muitos navios operando com grãos, o que torna o frete pelo Atlântico mais barato, embora esse trajeto seja mais demorado do que pelo Canal do Panamá em direção à Ásia e ao Oriente Médio”, enfatiza a matéria.

 

 

NA IMPRENSA

ANAC – Emenda ao RBAC nº 67 está em audiência pública

 

Embrapa – Programa Embrapa & Escola ganha reforço com apoio do Legislativo e órgãos de educação

 

Embrapa – Embrapa apresentará suas tecnologias em Goiás dentro da TecnoShow Comigo/2019

 

Embrapa – Embrapa e Master promovem Dia de Campo do SISTRATES

 

Embrapa – Embrapa Algodão e Empaer planejam ações em ILPF na Paraíba

 

Embrapa – Gestores do SENAI conhecem o potencial de inovação tecnológica da Embrapa Amapá

 

Mapa – Em 7 anos, triplica o número de produtores orgânicos cadastrados no ministério

 

Mapa – Brasil e Chile oficializam neste mês sistema comum de certificação de produtos orgânicos

 

Câmara dos Deputados – Comissão da MP 867 deve votar seu plano de trabalho na próxima quarta-feira

 

Câmara dos Deputados – Proposta proíbe corte de árvore de erva-mate

 

Senado Federal – Paim se solidariza com vítimas de ciclone na África e cobra ações para mitigar mudanças climáticas

 

Correio Braziliense – Justiça nega indenização por perda de voo

 

Folha de S. Paulo – Vaivém das Commodities – Volume maior sustenta exportações do agronegócio no primeiro trimestre

 

G1 – FCStone eleva previsão para safra de soja do Brasil a 115,7 milhões de toneladas

 

O Estado de S. Paulo – Falha técnica provoca atrasos em mais de 500 voos nos Estados Unidos

 

O Estado de S. Paulo – Alimentos Orgânicos – País tem 17,7 mil produtores orgânicos cadastrados

 

O Estado de S. Paulo – Fausto Macedo – O agronegócio e as recuperações judiciais

 

Valor Econômico – Aprosoja Brasil firma acordo com o governo do Panamá

 

Valor Econômico – Vendas de etanol deverão continuar em alta no país

 

Valor Econômico – Adama projeta faturar 20% a mais no mercado brasileiro neste ano

 

Valor Econômico – Preços da soja reagem em Chicago

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – O que preocupa produtores de soja do RS no momento da colheita

 

Mais Soja – Apesar do excesso de chuvas nos RS, safra deve ser superior em relação ao ano anterior

 

Mais Soja – Técnicas de inoculação de bactérias aumentam produtividade da soja

 

Sistema Faep – FAEP reforça necessidade da prorrogação da redução do ICMS

 

__________________________________________________________________________________________

 

 

 

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.