Acordo confirma Renan como relator e Aziz na presidência da CPI da Pandemia

Home/Informativo/Acordo confirma Renan como relator e Aziz na presidência da CPI da Pandemia

 

O senador Omar Aziz (PSD-AM) foi confirmado presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, em acordo firmado nesta manhã pelo “G7”, o grupo majoritário formado por senadores oposicionistas e independentes que integram o colegiado. A oposição terá os outros dois cargos de direção: o líder da oposição, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do requerimento de criação da CPI, será vice-presidente. E Renan Calheiros (MDB-AL) foi confirmado relator. O grupo voltará a conversar na tarde de hoje para definir os próximos passos: a ideia é marcar a primeira sessão de trabalhos para a próxima semana, mesmo com o feriado do dia 21. As conversas para consolidar essa formação começaram ontem e evoluíram para o acordo nesta manhã, conforme foi confirmado ao Valor Econômico pelo senador Randolfe Rodrigues. Randolfe negou que o objetivo da investigação seja o impeachment do presidente Jair Bolsonaro. “A CPI vai perseguir fatos, e os fatos levam às pessoas, mas seja quem forem as pessoas, responderão pelos fatos”, disse Randolfe ao Valor. Depois que o Palácio do Planalto percebeu que não conseguiria emplacar um nome mais simpático ao governo na direção dos trabalhos, como os senadores Marcos Rogério (DEM-RO) ou Eduardo Girão (Podemos-CE), passou a apoiar Aziz, nome de perfil independente construído pelo PSD, que tem a segunda maior bancada no Senado. A oposição preferia outros nomes na presidência, como Tasso Jereissati (PSDB-CE) ou Otto Alencar (PSD-BA), mas ambos recusaram a empreitada. O Planalto não espera de Aziz uma postura de oposição, como seria com Randolfe na presidência da CPI. Mas Aziz é representante do Amazonas, Estado onde faltou oxigênio para os pacientes internados com covid-19, que será uma das linhas de investigação dos trabalhos. O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello responde a investigação do Ministério Público Federal sobre esse fato, e será interesse de Aziz investir nessa linha de apuração.

Queiroga recorre a doação para lidar com falta de ‘kit intubação’  

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, procurou reagir nesta quinta-feira (15) às críticas de governadores sobre a falta do chamado “kit intubação” e disse que a responsabilidade pelo abastecimento é compartilhada entre o governo federal, Estados e municípios. Pouco antes das declarações de Queiroga, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reforçou as cobranças ao governo federal por uma solução para a escassez dos medicamentos usados em pacientes que precisam ser intubados. A jornalistas, Queiroga lembrou que a Vale doou 2,3 milhões de medicamentos usados nesse tratamento – a empresa havia divulgado a iniciativa pela manhã desta sexta-feira (16). A pasta prevê que o abastecimento dos Estados e dos municípios deve suprir a demanda pelo prazo de 10 a 15 dias. A primeira remessa dos medicamentos chega nesta sexta-feira (16) e a distribuição para as unidades da federação começa neste sábado (17). “A Vale fez uma doação expressiva que vai ajudar a suprir o mercado nacional até que tenhamos a recuperação dos nossos estoques”, afirmou Queiroga. “É obrigação de todos nós, que somos gestores públicos do Ministério da Saúde e dos secretários estaduais, em uma ação conjunta, suprir o mercado nacional desses insumos. Não é hora de um ficar um atirando no outro, é hora de trabalhar em prol da sociedade brasileira”, acrescentou. Segundo o Valor Econômico apurou, a expectativa da pasta é de que o lote alivie um pouco a pressão sobre o sistema de saúde, que sofre com a escassez dos medicamentos em vários Estados. Gestores do ministério admitem que a demanda está alta em todo o país, o que estaria causando o adiamento de internações. Os kits serão distribuídos aos Estados e municípios de acordo com os critérios firmados com os secretários locais.

Ao STF, Anvisa aponta incertezas e ‘pontos críticos’ na avaliação da vacina Sputnik V

Documentos elaborados pela área técnica da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e enviados ao STF (Supremo Tribunal Federal) apontam incertezas e “pontos críticos” relacionados à qualidade, eficácia e segurança da vacina russa Sputnik V, o que dificulta a liberação do imunizante. Segundo os laudos, parte dessa análise ocorre devido à falta de apresentação de dados suficientes sobre a vacina. Sem isso, e a partir de verificação prévia nas informações já recebidas, a agência apontou nos documentos que não consegue fazer uma análise de benefício-risco “positiva” sobre a Sputnik V até o momento. De acordo com a Folha de S.Paulo nos últimos dias, governadores de 12 estados e dois municípios —Niterói e Maricá, no RJ— entraram com pedidos de importação excepcional do imunizante. Segundo os estados, a solicitação envolve ao menos 37 milhões de doses. Os pedidos, no entanto, ainda não tiveral aval da agência, que alega falta de dados. O governo do Maranhão, que tenta autorização para 4,5 milhões de doses, pediu ao Supremo que determine a liberação. Na terça-feira (13), o ministro Ricardo Lewandowski determinou que a Anvisa analise até o fim de abril o pedido de importação excepcional da vacina Sputnik V feito pelo estado. Caso a agência não tome uma decisão sobre o tema nesse período, que seria equivalente a 30 dias da data do pedido, o magistrado afirmou que o Maranhão estará automaticamente autorizado a importar a vacina russa e a distribuí-la à população. No mesmo dia, o ministro retirou o sigilo dos documentos anexados no processo —o que deu acesso aos pareceres enviados pela agência.

Pandemia ‘esconde’ doenças que também preocupam

Em um de seus comentários atenuando a pandemia no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) questionou, em março, o motivo da lotação de leitos de UTI e disse que “parece que só se morre de covid” no país. Números do OpenDatasus, do Ministério da Saúde, mostram que a covid-19, de fato, roubou a cena entre as causas de óbito no Brasil. Mortes por outras doenças – como infarto, diabetes e hipertensão -, porém, continuaram presentes, e especialistas alertam: sem acesso adequado das pessoas a diagnóstico e tratamento em meio à pandemia descontrolada, elas também vão subir. Um ranking das dez doenças que mais levaram a óbito no Brasil entre 2016 e 2020 (períodos de janeiro a julho) traz 11 causas diferentes. “Até 2020, temos as mesmas dez doenças, apenas alterando um pouco as posições”, observa André Santos, sócio da consultoria ATsaúde, que fez o levantamento a pedido do Valor Econômico. A análise, a partir da Classificação Internacional de Doenças (CID), vai somente até julho porque é o período com dados completos disponíveis para 2020, explica ele. Desde 2016, o ranking era liderado por “infarto agudo do miocárdio”, com cerca de 55 mil mortes na primeira metade de cada ano. Em 2020, porém, passa a ocupar a primeira posição “doenças por vírus, de localização não especificada”, um reflexo claro da pandemia. Até então, essa CID nem aparecia no “top 10”. Na média de 2016 a 2019, seu registro caía 31%, mas, na primeira metade de 2020, explodiu, passando de 47 no ano anterior para 104.930 no seguinte. A primeira vítima fatal da covid-19 no Brasil foi registrada em março de 2020. De lá para cá, o país soma 365.954 óbitos pela doença. O câncer que mais mata mulheres no Brasil, o de mama, vítima cerca de 17 mil por ano, segundo Rafael Kaliks, diretor da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). “Só em um ano de pandemia, foram cerca de 270 mil pessoas mortas por covid-19. É mais de dez vezes o câncer que mais mata mulheres no país. Dá para ter ideia da dimensão”, reconhece. Partes das pessoas que morreram por covid-19, observa ele, poderiam ter morrido de outras causas.

SAÚDE NA IMPRENSA

STJ – STJ libera município de Fortaleza para vacinar todos os profissionais de saúde contra a Covid-19

Agência Câmara – Comissões debatem custos de órteses e próteses na tabela do SUS

Agência Câmara – Projeto cria programa de saúde mental no SUS em razão da pandemia

Agência Câmara – Audiência debate mudanças na isenção de imposto sobre veículos adaptados para pessoas com deficiência

Agência Câmara – Comissão de Direitos Humanos discute imunização dos povos indígenas

Agência Câmara – Novas entregas de vacinas garantem primeira dose para maiores de 65 anos, diz Ministério

Agência Câmara – Deputados e especialistas debatem tratamento de pacientes com sequelas da Covid-19

Agência Câmara – Proposta cria linha de crédito para alunos da saúde durante pandemia

Agência Câmara – Câmara aprova isenção de multa para ambulâncias

Agência Câmara – Deputados aprovam pena maior para maus-tratos a crianças, idosos e pessoas com deficiência

Agência Câmara – Comissão aprova prazo de 30 dias para perícia médica domiciliar em idoso doente

Agência Câmara – Câmara aprova prorrogação de 122 contratos da Educação e Saúde

Agência Senado – Senado aprova atendimento preferencial a doadores de sangue

Agência Senado – Garantia de teletrabalho para gestantes durante pandemia vai à sanção

Agência Senado – Senado confirma prorrogação de 122 contratos de pessoal no Ministério da Educação e na ANS

Agência Senado – Presidente do Senado confirma nomes para CPI da Pandemia

Agência Senado – Senadores manifestam preocupação com crise das santas casas brasileiras

Anvisa – Webinar aborda notificações de reações adversas em biovigilância

Anvisa – Anvisa seleciona consultor para manejo de bases de dados

Anvisa – Anvisa aprova dois novos produtos à base de Cannabis

Anvisa – Fumígenos: Anvisa avalia o impacto das advertências sanitárias nas embalagens de derivados do tabaco

ANS – Resultados da 547ª Reunião da Diretoria Colegiada

Agência Saúde – Covid-19: 12.236.295 milhões de pessoas estão recuperadas no Brasil

Agência Saúde – Entenda como funciona e quais são os critérios para a distribuição de medicamentos de intubação

Agência Saúde – Saúde irá distribuir 2,3 milhões de medicamentos de intubação

Agência Saúde – Boletim de Ações Estratégicas Contra a Covid-19 – 15 de abril de 2021

Agência Saúde – Saúde garante prorrogação de recurso do Programa Previne Brasil

Agência Saúde – Ministro da Saúde e embaixador da União Europeia discutem ações de enfrentamento à pandemia

Agência Saúde – Saúde ultrapassa marca de 50 milhões de doses de vacinas covid-19 distribuídas em todo o Brasil

Conasems – Ex-ministro da saúde, Ricardo Barros, celebra os 33 anos do Conasems no plenário da Câmara dos Deputados

Conasems – Publicada Portaria que aprova o repasse do primeiro ciclo do QUALIFAR-SUS

Jota – STF, Anvisa e Sputnik: a pandemia é grave, a falta de cautela regulatória também

Agência Brasil – Brasil recebe 2,3 milhões de kits de intubação vindos da China

Agência Brasil – SP: estudo aponta incidência maior de covid-19 entre professores

Agência Brasil – Covid-19: Brasil tem 3,5 mil mortes por covid-19 em 24 horas

Agência Brasil – Governo auxilia estados com kit intubação, diz ministro

Agência Brasil – Covid-19: Metrô-SP continua lotado mesmo na Fase Vermelha

Agência Brasil – Saúde atualiza informações sobre medicamentos para intubação

Agência Brasil – Ministério já distribuiu mais de 50 milhões de vacinas contra covid-19

Folha de S.Paulo – Ao STF, Anvisa aponta incertezas e ‘pontos críticos’ na avaliação da vacina Sputnik V

Folha de S.Paulo – Estoques de kits intubação no país estão em pré-colapso, dizem entidades gestoras da saúde pública

Folha de S.Paulo – Nome apoiado pelo Planalto ganha força para presidir CPI da Covid, que deve começar após o feriado

Folha de S.Paulo – Projeto de lei que afasta grávidas de trabalho presencial na pandemia vai a sanção

Folha de S.Paulo – Ministério da Saúde vai enviar para SP kit intubação suficiente para apenas 3 dias

Folha de S.Paulo – Cremesp não apura infrações fora de SP, como a da médica que administrou nebulização de cloroquina

Folha de S.Paulo – Capital paulista tem medicamento de intubação para 23 dias, diz secretário

Folha de S.Paulo – Ministério da Saúde prevê entrega em 48h de kit intubação doado por empresas

Folha de S.Paulo – Da encefalite letárgica à Covid-19

Folha de S.Paulo – Incerteza marca futuras etapas da vacinação em São Paulo

O Estado de S.Paulo – A CPI da Covid, o presidente, governadores, prefeitos e a Constituição/88

O Estado de S.Paulo – Desatando os nós do TDA

O Estado de S.Paulo – Bolsonaro já poderia ter tomado vacina há 15 dias, mas não tomou

O Estado de S.Paulo – Conheça e entenda o funcionamento dos apps de passaporte de vacina

O Estado de S.Paulo – Covid e a morte sem dignidade: a mistanásia

O Estado de S.Paulo – Funcionários que se recusam a tomar vacina podem ser dispensados

O Estado de S.Paulo – Pelo menos 11 Estados relatam estoque crítico de remédios do kit intubação

O Estado de S.Paulo – Mulheres vacinadas produzem leite materno com anticorpos para covid, apontam estudos

O Estado de S.Paulo – Os pacientes de hipertensão pulmonar precisam respirar

O Estado de S.Paulo – Chile vacina 50% de sua população-alvo com pelo menos uma dose contra a covid-19

O Estado de S.Paulo – Relatório de inteligência dos EUA diz que China é a maior ameaça para o país e para o mundo

O Estado de S.Paulo – Algumas crianças com síndrome relacionada à covid desenvolvem sintomas neurológicos

O Estado de S.Paulo – Médico texano espalha informações falsas sobre vacinas mRNA em vídeo viral

O Estado de S.Paulo – Brasil desperdiça chance de usar genéricos contra pandemia

O Estado de S.Paulo – Butantan nega entrega de vacinas com menos doses e diz que problema ocorre na aplicação

O Estado de S.Paulo – Falta de vacinas contra covid leva a paralisação de aplicações em capitais e no interior

O Globo – Míriam Leitão: Com voto decisivo na CPI da Covid, Alencar diz que a ‘ciência não se subordina ao capitão’

O Globo – Entenda os principais pontos do relatório do TCU sobre a gestão de Pazuello no Ministério da Saúde

O Globo – Autor do requerimento da CPI da Pandemia, Randolfe quer convocar todos os ex-ministros da Saúde de Bolsonaro

G1 – YouTube irá remover vídeos que recomendem cloroquina ou ivermectina para tratar Covid-19

G1 – Maior produtor mundial de vacinas pede a Biden que encerre embargo de matérias-primas

G1 – Pfizer: vacina contra Covid-19 vai precisar de reforços, provavelmente a cada ano

G1 – Compare os frascos das vacinas contra gripe e contra Covid feitas pelo Instituto Butantan

G1 – Covid: ‘Quem cometeu erros graves na pandemia precisa ser punido’, diz Drauzio Varella

G1 – BLW: entenda os benefícios e o que ainda é discutível sobre o método de introdução alimentar para bebês

G1 – Lei indeniza profissional da saúde incapacitado pela Covid-19; entenda

G1 – Papa manda mensagem de apoio aos brasileiros em ‘uma das provas mais difíceis de sua história’

G1 – Brasil aplicou ao menos uma dose de vacina em mais de 25,4 milhões, aponta consórcio de veículos de imprensa

G1 – Reinfecção por Covid-19 é possível mesmo entre jovens saudáveis, diz estudo com militares nos EUA

G1 – Com vacinação lenta e UTIs cheias, França passa de 100 mil mortes por Covid-19

G1 – Após empresa doar kit intubação, Queiroga cobra estados e é criticado pelo presidente do Conass

Correio Braziliense – Governo prevê salário mínimo sem aumento real em 2022

Correio Braziliense – Pfizer anuncia que vacina contra a covid-19 deverá precisar de reforços anuais

Correio Braziliense – Covid-19: antiviral apresenta resultados positivos em teste

Correio Braziliense – Cientistas criam embrião com células humanas e de macaco

Valor Econômico – Acordo confirma Renan como relator e Aziz na presidência da CPI da Pandemia

Valor Econômico – Maior produtor global de vacinas pede aos EUA fim de embargo a exportação de matérias-primas

Valor Econômico – Diminuem internações por covid-19 em hospitais privados de São Paulo

Valor Econômico – J&J pede esforço de farmacêuticas para investigar coágulos após vacina

Valor Econômico – Crescimento dos casos de covid-19 no mundo é “preocupante”, diz OMS

Valor Econômico – Queiroga recorre a doação para lidar com falta de ‘kit intubação’

Valor Econômico – 70% dos profissionais de saúde sentem despreparo para enfrentar pandemia

Valor Econômico – Pandemia ‘esconde’ doenças que também preocupam

Valor Econômico – Para líder da oposição, CPI terá de ouvir últimos três ministros da Saúde

Valor Econômico – ANS instaura processo administrativo para apurar denúncias contra Prevent Senior

Valor Econômico – Anvisa estuda fazer vacina em laboratórios veterinários

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »