Senado fará debate sobre uso do herbicida Paraquat

Home/Informativo/Senado fará debate sobre uso do herbicida Paraquat

 

O Senado aprovou nesta terça-feira (13) requerimento para realização de debate sobre os parâmetros técnicos e regulatórios do processo de reavaliação do herbicida Paraquat (RQS 1.306/2021). O autor da solicitação foi o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS). De acordo com o requerimento, o debate também deverá abordar as medidas de mitigação exigidas no uso desse herbicida, para seu uso seguro no campo, em países como Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Uruguai, Chile e Argentina. De acordo com a Agência Senado em setembro de 2020, Heinze apresentou um projeto de decreto legislativo (o PDL 404/2020) para suspender uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que suspendeu o uso e a comercialização do herbicida Paraquat em todo o país, por considerá-lo nocivo à saúde. Ao justificar por que defende a suspensão dessa resolução, o senador argumenta que é da competência exclusiva do Congresso Nacional sustar atos normativos do Poder Executivo que “exorbitem do poder regulamentar ou dos limites de delegação legislativa”.

Seguros agrícolas para culturas de inverno serão avaliados em videoconferência do Mapa 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizará no dia 23 de abril, às 15h, uma videoconferência do projeto Monitor do Seguro Rural, dedicada ao seguro rural das culturas de inverno de milho 2ª safra, trigo, cevada, sorgo, aveia, centeio, linho, triticale, canola, feijão e girassol. O objetivo é avaliar e propor aperfeiçoamentos nos produtos e serviços ofertados pelas seguradoras, tornando as coberturas mais aderentes às necessidades dos produtores. Para participar da videoconferência, basta acessar o seguinte link da plataforma Teams na data e horário agendados: tinyurl.com/msrinverno. O trabalho é coordenado pelo Departamento de Gestão de Riscos do Mapa e terá a participação de produtores, com o apoio das entidades representativas do setor, cooperativas, associações, revendas de insumos, companhias seguradoras, empresas resseguradoras, corretores, peritos e instituições financeiras. Em 2020, o seguro rural de culturas de inverno representou 48.352 operações, cerca de 25% das apólices subvencionadas pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). “Será uma oportunidade para os produtores dialogarem com as seguradoras para compreender o funcionamento dos produtos de seguro rural que estão disponíveis no mercado e sugerir propostas de melhorias”, explica o diretor do Departamento de Gestão de Riscos do Mapa, Pedro Loyola. No caso das culturas de inverno, o percentual de subvenção ao prêmio pode ser de 35% para produtos de risco nomeado e de 40% para produtos com cobertura multirrisco. O seguro rural prevê cobertura de riscos nomeados, quando o produtor escolhe na cobertura básica os riscos cobertos, tais como: geada e granizo. Já a cobertura multirrisco contempla na sua cobertura básica riscos diversos como incêndio, raio, tromba d’água, ventos fortes, ventos frios, granizo, chuva excessiva, seca, geada, variação excessiva de temperatura.

Tecnologias disruptivas impactam o agro brasileiro

O uso de ferramentas, como os veículos aéreos não tripulados (vants) são cada vez mais incorporados ao monitoramento da lavoura, transformam a paisagem do campo e mudam a forma de gerenciá-las, trazem impactos econômicos e ambientais positivos ao agro. Segundo a Embrapa eles são capazes de ir, observar e coletar informações com seus sensores embarcados, substituir inspeções visuais, que são mais trabalhosas e demoradas e agilizar as tarefas e as tomada de decisões. É o que fazem as chamadas tecnologias disruptivas. O termo popularizado entre os jovens empreendedores do Vale do Silício, um apelido da região da baía de São Francisco, na Califórnia (EUA), onde estão situadas várias empresas de alta tecnologia, está presente em diversos segmentos, assim como no agro. As tecnologias disruptivas provocam uma ruptura com os padrões ou modelos já estabelecidos, trazem melhorias na relação custo-benefício dos processos e na sua performance de atuação. Lúcio André de Castro Jorge, pesquisador da Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP), trabalha no desenvolvimento de tecnologias com potenciais disruptivos para as áreas de automação e agricultura de precisão. Especialista em processamento de imagens captadas por diversos tipos de drones, ele estuda o uso desses veículos como método de baixo custo e não destrutivo para a estimativa de pragas, doenças e deficiências nas culturas de algodão, soja, cana-de-açúcar, fruticultura, arroz irrigado e pastagem, além de diferentes sensores. Doutor em processamento de sinais e instrumentação, pela Escola de Engenharia da Universidade de São Paulo (USP), Castro Jorge esclarece que há no mercado inúmeros tipos de drones e ferramentais auxiliares, como sensores e câmeras, que aliados à eficiência no processamento vão determinar a qualidade das informações e que vão impactar nas tomadas de decisões. De acordo com dados cadastrados no Sistema de Aeronaves Não Tripuladas (Sisant), da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), entre os 79.673 aparelhos de uso geral, 1.492 drones são de uso agrícola.

Secretaria da Agricultura de SP promete entregar 150 soluções tecnológicas para o agro até 2022

A Secretaria da Agricultura de São Paulo informou, nesta terça-feira (13) que, por meio de seus seis institutos e 11 polos regionais de pesquisa, deverá entregar 150 soluções tecnológicas para o setor de agronegócios até 2022. Em 2021, afirmou, em nota, serão cerca de 50 entregas no âmbito do Programa de Metas do Governo do Estado de São Paulo, que disponibilizou R$ 16 milhões de recursos para as ações deste ano — R$ 10 milhões provenientes do Tesouro do Estado e R$ 6 milhões dos Fundos Especiais de Despesas (FED). As tecnologias são voltadas às áreas de agricultura, pecuária, sanidade animal e vegetal, pesca e aquicultura, economia e processamento de alimentos. “São tecnologias que melhoram a produtividade, o lucro e a renda dos produtores rurais paulistas, mas também de outras regiões brasileiras”, afirma, na nota, Antonio Batista Filho, coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), destacou o Valor Econômico.

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Senado fará debate sobre uso do herbicida Paraquat

Governo Federal – Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser o maior desde 1989

Folha de S.Paulo – Grandes empresas pedem que governo antecipe prazo para zerar emissões de poluentes

O Estado de S.Paulo – Cultivo sob medida: chefs buscam parcerias com produtores rurais

O Estado de S.Paulo – Analistas defendem governança ambiental

O Estado de S.Paulo – Supremo Tribunal Federal concede liminar que limita o prazo de exclusividade de patentes

G1 – Centro-Sul fecha safra da cana com alta de 2,56% em cenário favorável à produção de açúcar

Valor Econômico – OCDE recomenda ao Brasil acabar com desmatamento

Valor Econômico – Retomada no consumo de combustível é lenta na AL

Valor Econômico – BC prevê lançar ‘bureau verde’ do crédito rural

Valor Econômico – Contag apresenta propostas para o próximo Plano Safra

Valor Econômico – Em expansão, a AgriBrasil começa a costurar seu IPO

Valor Econômico – Mudanças climáticas ameaçam cafés especiais da Etiópia, segundo estudo

Valor Econômico – Moagem de cana na região foi a 3ª maior da história em 2020/21

Valor Econômico – PIPELINE: À frente da Aqua, um gestor argentino que faz jus ao vinho

Valor Econômico – Vendas de etanol das usinas no Centro-Sul têm retomada

Valor Econômico – CNPE publica despacho que reduz mistura de biodiesel de 13% para 10%

Valor Econômico – Cocamar recebe o maior volume de soja da sua história

Valor Econômico – Minoritários da Biosev têm até 30 de abril para exercer opção de venda de papéis da Hédera

Valor Econômico – Secretaria da Agricultura de SP promete entregar 150 soluções tecnológicas para o agro até 2022

Mapa – Doenças causadas pela cigarrinha na lavoura de milho serão cobertas pelo Proagro

Mapa – Seguros agrícolas para culturas de inverno serão avaliados em videoconferência do Mapa

Embrapa – Embrapa Amazônia Ocidental receberá R$ 2 mi em emendas parlamentares

Embrapa – Tecnologias disruptivas impactam o agro brasileiro

Embrapa – Candidatas à Chefia-Geral da Embrapa Solos participam de audiência pública nesta quinta-feira

Embrapa – Mapa lança coletânea sobre fatores de emissão e remoção de GEE na pecuária e agricultura

CNA – Indústria de alimentos do Paraná cresceu mais que a média nacional

CNA – FAEP propõe separar seguro do milho safrinha de outros cereais de inverno

CNA – Aliança AgroBrazil debate promoção do agro no mercado asiático

SBA – Mapa registra 39 defensivos agrícolas genéricos

SBA – Governo Federal reduz porcentagem obrigatória de biodiesel no óleo diesel

SBA – Preços do algodão seguem firmes nos últimos dias, aponta Cepea

AgroLink – Dia do café: conheça a história do grão que virou paixão

AgroLink – Exportações de soja para a China chegam a 14 mi tons

AgroLink – Contratos futuros do açúcar fecham em alta nas bolsas internacionais

AgroLink – Fórum Brasileiro do Agronegócio irá debater o sucesso do setor

AgroLink – Aliança AgroBrazil debate promoção do agro no mercado asiático

Canal Rural – Bélgica quer proibir biocombustíveis feitos com óleo de soja e de palma

Canal Rural – BNDES: Brasil tem tecnologia e capital natural para liderar bioeconomia

Canal Rural – Vacinas contra Covid-19: Bolsonaro quer agilizar estudo sobre uso de laboratórios do agro

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »